terça-feira, 10 de maio de 2016

Renuncia o mundo! Segue a tua vocação! | Um Mês com Maria #7



Francisco era um jovem que, embora tendo uma educação cristã, entregou-se as vaidades mundanas, as alegrias das festas, etc. Mas embora vivendo entregue as coisas do mundo, ele conservava em seu coração a fé. Uma prova disso é que por baixo das suas roupas luxuosas ele usava o cilício, ou seja, fazia penitências, rezava, mas não conseguia romper com o mundo para seguir a Deus.

Certo dia, muito angustiado porque não conseguia encontrar a verdadeira felicidade - que só Cristo pode nos dar -, ele se pois a assistir uma procissão com uma imagem de Nossa Senhora. Eis que ao fitar os olhos na imagem, Nossa Senhora lhe falou: "Francisco, o que fazes no mundo? Tu não foste feito para ele. Segue a tua vocação!" Depois de ouvir a voz da Mãe de Deus, Francisco se decidiu a seguir a vida religiosa; entrou na Congregação dos Passionistas, assumindo o nome de Gabriel das Dores de Nossa Senhora.

Muitas pessoas estão da mesma forma que S. Gabriel: conheceram a Jesus, tem até uma experiência com Deus, conhecem a Palavra, mas por causa da carne viciada no pecado não conseguem romper com o mundo. Se te encontras nesta situação, caríssimo irmão, caríssima irmã, faça o mesmo que S. Gabriel, fite os olhos na Virgem Maria e clame Sua Misericórdia. Ela com certeza há de conseguir a graça da contrição e nos dará a graça de romper com o mundo, de fazer a vontade de Deus.
O que Nossa Senhora falou para São Gabriel das Dores serve para nós, homens e mulheres do século XXI. O CVII ensina-nos que a vocação universal do homem é a santidade. Ora, Nossa Senhora disse para São Gabriel: Segue a tua vocação! - Precisamos seguir a nossa vocação. O mundo, esta mentalidade mundana, relativista, não foi feita para nós. Nós somos filhos de Deus, fomos feito para o Céu. Sigamos a vontade de Deus. Quem for casado, viva a vocação matrimonial como deve ser vivida, em santidade, aberta ao dom da vida; quem for sacerdote ou religioso, que viva a entrega de amor a Jesus como deve ser feita. Enfim, cada um no seu chamado, cada um em seu estado de vida, mas todos buscando a santidade sem a qual não veremos a Deus, como diria o Apóstolo S. Paulo. O mundo não foi feito para nós, sigamos nossa vocação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário