terça-feira, 7 de julho de 2015

A Terceira Via - A inclinação homossexual e a Igreja Católica

Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!
Amados irmãos e irmãs, não raramente a Igreja Católica é taxada de homofóbica, preconceituosa e intolerante. Seus perseguidores, apoiados em idéias frívolas frutos do seu imaginário e/ou do seu pecado, atacam a Igreja sem dó nem piedade. Mas será mesmo que a Igreja Católica é tudo isso que os pseudo defensores dos homossexuais dizem?

Bom, a verdade é que tudo não passa de uma falácia. Uma grande calúnia. Muitos sabem disso e repetem o discurso de ódio para tentar passar por cima da consciência religiosa das pessoas para impor seu pensamento à sociedade. Outros, porém, repetem este discurso por pura ignorância, e são usados por gente de péssimo caráter para propagar suas ideologias.

Por isso indico que assistam ao documentário A Terceira Via, que vai abordar a questão da homossexualidade e a Igreja Católica. Como realmente a Igreja trata os homossexuais? Bom, assista e comprove que o que a militância LGBT fala pra você é apenas um espantalho. A Igreja é um tesouro imensurável. Você se surpreenderá com o amor concreto da Igreja para com os gays.



PEÇO QUE SÓ COMENTE ALGO SE ASSISTIR AO DOCUMENTÁRIO COMPLETO.

Caso tenha a inclinação ao homossexualismo (seja você homem ou mulher) e queira conversar com alguém sobre, indico que entrem em contato com o Apostolado Courage (clique aqui e conheça). Eles serão verdadeiros irmãos e vos darão ótimas orientações. 

"2357 A homossexualidade designa as relações entre homens ou mulheres, que experimentam uma atracção sexual exclusiva ou predominante para pessoas do mesmo sexo. Tem-se revestido de formas muito variadas, através dos séculos e das culturas. A sua génese psíquica continua em grande parte por explicar. Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (103) a Tradição sempre declarou que «os actos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados» (104). São contrários à lei natural, fecham o acto sexual ao dom da vida, não procedem duma verdadeira complementaridade afectiva sexual, não podem, em caso algum, ser aprovados.
2358. Um número considerável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente radicadas. Esta propensão, objectivamente desordenada, constitui, para a maior parte deles, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar na sua vida a vontade de Deus e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar devido à sua condição.
2359. As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes do autodomínio, educadoras da liberdade interior, e, às vezes, pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã." (CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - destaque meu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário