quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Bareback - promiscuidade de aidéticos que contaminam outros por diversão (maldade)

Salve Maria Puríssima!

Acabei de ler uma reportagem no Terra sobre "bareback" (espécie de "roleta russa" praticada por gays com Aids onde a intenção é infectar com o vírus, propositadamente, outros gays), onde mostra que gays maliciosos aliciam jovens com mais ingenuidade e praticam a modalidade sem saberem que estão sendo infectados pelo vírus.

Estes criminosos - porque “expor alguém, por meio de relações sexuais ou qualquer ato libidinoso, a contágio de moléstia venérea, de que sabe ou deve saber que está contaminado” é crime segundo o Código Penal - aliciam jovens e os infectam. A camisinha que é tão propagada - apesar de sabermos que não protege 100% contra o vírus - eles ensinam aos infectados pelo vírus a furarem a camisinha para "carimbar" o pobre rapaz homossexual, com o vírus do HIV.

O que mais me revolta no que li, além da maldade destes que disseminam o mal, é ver a tamanha cegueira de quem escreveu a matéria. Eles não atacam a raiz do mal, mas só um fruto podre. Na matéria cita uma pesquisa que teria como resultado que 94% da sociedade brasileira sabe da importância do uso da camisinha (não sei que importância pois não previne de merda nenhuma, mas só propaga a promiscuidade), porém 45% dos sexualmente ativos afirmaram transar sem camisinha em relações sexuais ocasionais em 2013. 

Veja, o problema não é a falta de camisinha. Camisinha tem de graça. Camisinha se dá aos montes. Informação? Ó, uma criança sabe. O problema da Aids é a PROMISCUIDADE. Primeiro que o vírus passa pela camisinha. A matéria só mostra que a proliferação das DST's se dá pela promiscuidade. Ao invés de pedirem mais preservativos, deveriam pedir mais pureza, mais castidade, mais santidade. Ó, se todos ouvissem a Igreja! Mais uma vez vemos que os ensinamentos da Igreja estão corretos.

Gays aliciam mais jovens em relações podres e os infectam e, depois, com fotos, videos ou só depoimentos, se regozijam por terem infectado mais um. 

Dizem ser um problema que 45% das pessoas não tenham usado camisinha em uma relação casual, enquanto o problema é: AS PESSOAS ESTÃO TRANSANDO CASUALMENTE? O QUE? OLHEI, GOSTEI, TRANSO. QUE BANALIZAÇÃO DO SEXO! Sexo não é pra diversão. O problema da Aids é e sempre foi a promiscuidade. 

A maior taxa de infectados é de gays, segundo mostra pesquisas e confessa alguns ativistas gays. Portanto, a castidade é a melhor prevenção.

Ora, não quer doenças? Não adira ao ensinamento do demônio e do mundo que te manda transar casualmente, transformando em morte aquilo que Nosso Senhor criou para trazer a vida.

Pergunta se no tempo dos nossos avós ou bisavós tinha essa pouca vergonha toda... Sabe porque nossos avós e bisavós não sofriam com esse flagelo (Aids e demais dsts)? Porque sexo era sagrado, era respeitado, vivia-se no casamento! Vivia-se o matrimônio, o sacramento! Sim, em suma sexo só depois do casamento. Não tinha essa de sexo casual. Hoje as pessoas nem sabem o nome da pessoa e já estão tendo relações sexuais. Todos sabiam que a homossexualidade era pecado, e mesmo aqueles que se reconheciam como tal e mesmo assim queriam praticá-la não saíam por aí aliciando os outros só para terem o prazer de verem-os doentes.

O mais triste é ver - segundo a reportagem - que adeptos dessa prática querem praticá-la também pra se contaminar porque tem medo de cometer suicídio, outros porque querem viver em perigo. E há os que vendo o avanço do tratamento não se importam em serem aidéticos. A que tirania o demônio tem submetido essas pessoas! Que depressão profunda! Que a Misericórdia de Jesus Cristo liberte-as destes males.

Qual o próximo flagelo? Só sei que contra todos esses males que atacam nossa juventude, o grande segredo para evitá-los e o meio para sair deles é: castidade e fidelidade. Sim, sexo só depois do casamento e, após casado, ser fiel ao cônjuge. E lembrando que casamento é homem e mulher.

Um pequeno esquema para se prevenir da Aids: Rapaz e moça se conhecem - namoram e noivam (tudo na castidade, na pureza, clique aqui e também aqui e leia sobre namoro) - casam e são fiéis até que a morte os separe. Sempre deu certo. 

Que Nossa Senhora, Rainha dos Corações, alcance esses jovens que tem perdido a vida e colocando a perder a vida de tantos. Que Ela santifique e restaure as nossas famílias.
Paz e Bem!
Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!
Viva Cristo Rei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário