quarta-feira, 1 de outubro de 2014

"Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo" - como entender, à luz da fé católica, esta mensagem de Nossa Senhora?

Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!

Roma perderá a fé e se converterá na sede do Anticristo”. Essas palavras contida no corpo da mensagem da profecia de Nossa Senhora de La Salette – para os que crêem que faça parte, já que muitos afirmam que este texto mais apocalíptico não faria parte da mensagem aprovada pela Igreja - causa um grande incômodo para os católicos, tanto devotos verdadeiros, quanto aos mais céticos. Mas, de fato, como interpretar essa mensagem à luz da doutrina da Igreja? Como conciliar esta frase dita por Nossa Senhora nesta aparição com as palavras de Jesus no Evangelho de Mateus no capítulo 16 versículo 18 “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.”? Não estariam essas frases em contradição? Sendo assim, a mensagem em questão seria falso e nunca teria sido pronunciada por Maria Santíssima? Bom, não é bem assim.

A solução deste problema é bem simples. Antes de qualquer coisa quero dizer que em nada esta mensagem entra em contradição com as palavras de Jesus e nem com a doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana. O que ocorre é um certo “protestantismo” entre os católicos, onde cada um interpreta a sua maneira fazendo uma grande confusão. É como uma frase que ouvi certa vez e que é bem verdade: Texto sem contexto é pretexto pra heresia. E se se tratando de Bíblia, um texto sem contexto é usado pra heresia, imagine algo em relação a mensagens fortes de Nossa Senhora como é o caso de La Salette.

Também é válido lembrar que ninguém é obrigado a acreditar em revelações particulares – que tenham sido feitas a santos ou a pessoas ainda vivas em nosso meio -,mensagens de Nossa Senhora ou algum outro espírito celestial (São Miguel e os anjos, por exemplo), etc. O próprio Catecismo da Igreja Católica nos ensina isso no nº 67. Embora quando uma aparição é reconhecida como autêntica pela Igreja, ninguém pode sair pregando publicamente em nome da Igreja dizendo que esta é falsa, que é mentira seu conteúdo, etc., afinal, o juízo da Igreja já confirmou ser real. Você pode não crer e não seguir e mesmo assim ser salvo; pois a revelação que somos obrigados a crer é a revelação de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Enfim, depois dessa pequena explicação, vamos ao que interessa da mensagem de La Salette.

A polêmica existe mais por causa da má interpretação que alguns grupos de pessoas dão a ela. Se você pegar a mensagem em questão, não verá em momento algum Nossa Senhora falando que a Igreja Católica será destruída. Essa mensagem é muito contestada pela interpretação que alguns rad-trad – principalmente os metidos a sedvacantistas – dão a ela. Estes dizem que Nossa Senhora falou – nesta frase – que o Papa seria um herege e seria o próprio Anticristo. Mas, se lermos a mensagem inteira não veremos Nossa Senhora falar em momento algum que o Papa será o Anticristo. Essa conversa até parece coisa de protestante neopentecostal que gosta de inventar umas revelações malucas do tipo; além de dizer que o Papa é o anticristo, eles (neopentecostais) afirmavam até pouco tempo que S. João Paulo II ressuscitaria e se tornaria o anticristo. Infelizmente, se os rad-trad queriam difundir a mensagem de Nossa Senhora e espalhar a devoção mariana, acabam por fazer com que esta perca o crédito. Pois por causa da má interpretação de uma frase, acaba-se condenando todo corpo da mensagem que é muito rica. A mensagem é dura, é verdade, mas muito verdadeira. Não podemos negar que boa parte do que contem na mensagem (clique aqui e leia na íntegra) já se cumpriu.

Mas então, caro Anderson, me explique o que quer dizer essa frase de Nossa Senhora se não é o Papa ser o Anticristo” - deve estar você me perguntando neste momento. Eu não sou o dono da verdade, mas como devoto de Nossa Senhora e um Católico que, apesar das minhas imperfeições e pecados, busco conhecer e anunciar a verdade, olhando este trecho das mensagens de La Salette podemos ver claramente que não se trata do Papa ser Anticristo, mas com a apostasia da Igreja e a grande crise interna, esfriamento espiritual, etc.

Vejamos: Nossa Senhora disse que Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo. Vamos raciocinar, por favor. Roma perderá a fé? Isso não quer dizer que A Igreja Romana será destruída, mas simplesmente que haverá – e há – uma crise de fé na Igreja. E disso é falado no Santo Evangelho: “Mas, quando vier o Filho do Homem, acaso achará fé sobre a terra?” (Lucas 18,8). Jesus mesmo está falando que antes de Ele voltar haverá uma grande crise de fé; chegando ao ponto de Ele perguntar se encontraria fé sobre a terra. E não é como vivemos hoje? Ou melhor, como estamos caminhando... Hoje você entra numa Igreja Católica e não sabe se de fato é a Igreja Católica, a tal ponto que chegou a confusão de fé. Igrejas que não tem grupos de oração, não se reza o Terço, não se tem missas féis a liturgia; porém tem curso de controle da mente, yôga, “missa” afro e outras profanações com pipoca, cachaça e mais oferendas a exús. Isso falando de Brasil, fora o que acontece em vários lugares. Há uma grande crise de identidade, ou melhor, de fé. No Brasil o sincretismo é tão grande que pobre de quem falar contra o espiritismo em algum lugar! De maneira geral não se tem mais uma fé pura. Hoje cada um crê no que quer. Não se crê mais no que a Igreja crê. Para terem uma ideia de como isso se complica a nível mundial, o Concílio Vaticano II é um grande exemplo de perca de fé. Não no sentido que os rad-trads e sedvacantistas aplicam. Mas chegamos ao ponto de um Concílio falar “A” e nos Seminários e nas mídias se ensinar “Z” (o extremo mesmo). O maior empecilho para restaurar a Igreja – no sentido de São Francisco de Assis – é que muitos querem romper com o Vaticano II, enquanto o mais saudável é imitar Bento XVI na hermenêutica da continuidade. Com tanta briguinha na internet, nego virando rad-trad e largando a evangelização kerigmática que tinha, deixando de assistir a Missa porque só tem na sua cidade a de Paulo VI (e a criatura só quer a de Pio V) e estando em pecado mortal... mas tudo em nome da tradição. Por outro lada os caras com encosto de Leonardo Boff que tudo querem modernizar, tudo querem aaaah... Não sei explicar. Mas nessa minha tentativa, conseguem compreender a confusão de fé que há? Roma está perdendo ou não a fé? Roma perde a fé na medida em que os filhos abandonam o ensinamento da Mãe, que é a Igreja Romana. E aí estar na Igreja sem estar unido a Ela, é ser apenas um vírus que infecta-a e a faz ficar doente.

...e se tornará a sede do Anticristo” - mas agora está falando do Papa, ou não? É.. Não! “você acha que a Igreja se transformará na sede do Anticristo?” - Meu irmão, minha irmã, e você tem dúvidas de que ela não já se tornou? Explico-me. Por mais que tenha citado confusão de leigos em relação a fé de Roma, a apostasia e os erros difundidos fazem mais sentido na mensagem de Nossa Senhora em relação ao clero. Falei da confusão de rad-trad e afins porque é comum vermos essa “birrice” nas redes sociais. A mensagem é grave e fala de situações graves dentro do clero.

Então você acha que Roma será a sede do Anticristo mesmo” - E você tem dúvidas ainda? Satanás há dois mil anos se infiltrou no clero, seduzindo Judas Iscariotes, e este traiu o Senhor. Satanás, nos dias de hoje, se infiltrou na Igreja, como o Papa Paulo VI disse “a fumaça de satanás entrou na Igreja”, e seduz a muitos novos Judas que traem Jesus. E essa traição dos Judas modernos se dá na perca da fé, negar dogmas, propagar o erro, rejeitar a própria Igreja, etc. Nas próprias orações exorcísticas da Igreja encontramos um trecho que fala “As hostes astuciosíssimas encheram de amargura a Igreja, esposa imaculada do cordeiro, e inebriaram-na com absinto; puseram-se em obras para realizar todos os seus ímpios desígnios. Ali onde está constituída a sede do beatíssimo Pedro e cátedra da verdade para iluminar os povos, ali colocaram o trono de abominações da sua impiedade, para que ferido o pastor, dispersassem as ovelhas”- Com isso vemos claramente que satanás quer sim atacar a pedra de unidade da Igreja, o Papa. Sim, satanás colocou o trono de abominações em Roma... E isso chama-se MAÇONARIA. Ora, não devia ser novidade pra ninguém! Todo mundo devia saber que é cheio de maçom no Clero Católico. Não falo dos maçons de lojinhas, mas sim da maçonaria dos mais autos graus. Ora, todo mundo sabe – ou deveria saber – que muitos Bispos, e quiça Cardeais, são maçons. Muitos nem mesmo acreditam na existência de Deus. Sabemos que antes do Concílio Vaticano II foi infiltrado Comunistas dentro da Igreja com o intuito de a destruir por dentro, já que a Igreja foi e é um empecilho para os agentes da Nova Ordem Mundial. Após o Concílio Vaticano II ficou fácil falar nos seminários e púlpitos católicos sobre o “espírito do concílio” e não dos Documentos do Concílio que são riquíssimos. Apesar de não ser dogmático, você sabia que o CVII foi o Concílio que mais falou de Nossa Senhora? Você sabia que São Luís já havia falado que “Nesses últimos tempos, Maria deve brilhar, como jamais brilhou, em misericórdia, em força e graça”? E Ela brilhou no CVII, mas pouco se tem pregado (e os entendedores da Tradição que deveriam pegar estes pontos positivos, imitam os lobos pegando alguma coisa que caiba “interpretação” aplicando de uma forma contrária a Tradição, sendo que o CVII nunca pregou o rompimento). Quem prega sobre as maravilhas de Maria Santíssima no CVII? Mas quantos e quantos pregam que Maria é apenas a “serva” como uma qualquer, membro da Igreja, que só serviu - e apenas só? - para dar a luz Jesus... (to falando de padres católicos) Estes tem aos montes. Se apegam ao Concílio, mas o Concílio diz que Maria Santíssima cooperou de maneira singular na obra da salvação. Opa, mas isso não faz parte da novidade... E por isso Bento XVI diz que existiram dois concílios: o real com seus documentos, e o da mídia.

Ora, o próprio Padre Gabriele Amorth, exorcista oficial de Roma até pouco tempo (está de idade avançada, porém, até onde sei continua fazendo exorcismos. Ele continua dando trabalho pro demônio!), disse que encontrou Bispos que diziam não acreditar na existência do demônio. Como assim? Já é definido pela fé católica que satanás existe e haje no mundo para perder as almas. E o próprio Padre Gabriele Amorth conta-nos:

Quando encontrei pela primeira vez o Pe. Pellegrino Ernetti, um célebre exorcista que exerceu o ministério por quarenta anos em Veneza, disse-lhe:
- Se eu pudesse falar com o Papa, eu lhe diria que encontro demasiados bispos que não crêem no demônio.
Na tarde seguinte o Pe. Ernetti veio até mim, para me dizer que de manhã tinha sido recebido por João Paulo II.
- Santidade, dissera-lhe, há um exorcista cá em Roma, Pe. Amorth, que se o visse Lhe diria que conhece demasiados bispos que não crêem no demônio.
O Papa respondeu-lhe: - Quem não crê no demônio, não crê no Evangelho!
Eis a resposta que Ele deu, e que eu repito.”

E aí, caro leitor, eu te pergunto: quantos Bispos e padres você conhece que não crêem no demônio? Claro, não conhecemos o seus corações pra saber de sua fé. Mas, quantos você conhece que pregam abertamente que demônio não existe, e que o “mal” que fala no Evangelho é qualquer outra coisa (como os adeptos da TL dizem: é a pobreza, a injustiça, blá, blá,blá...). E aí nós vemos que o Papa S. João Paulo II afirma que quem não crê no demônio, não crê no Evangelho. E então, Roma tem perdido ou não a fé? Indico que leiam os livros do Padre Gabriele Amorth, pois ele, com toda propriedade do mundo, fala sobre esta questão e afirma que Bispos que são negligentes na nomeção de exorcistas estão em pecado mortal.

Peço também que leiam a mensagem de La Salette completa, olhem a questão da apostasia do clero e comparem com outras revelações. Indico que vejam o que o próprio Jesus falava a Santa Faustina e que esta escreveu no Diário. Vejam a semelhança. E comparem o que foi revelado com a situação atual do clero. A respeito disso já escrevi neste blog. Clique aqui e leia.

No clero há quem não crê na existência do demônio; na presença real de Jesus na Eucaristia; desdenha da devoção verdadeira à Nossa Senhora; prega erros tremendos; tem comunistas declarados; gente revoltada contra o Papa; escândalos e mais escândalos (muitos até de gente infiltrada no clero só para sujar a imagem da Igreja Católica; outros casos falsos com este intuito, etc); enfim, uma grande confusão de fé. E você tem dúvidas que “Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo”?

No mais, quero encerrar esta reflexão lembrando algo importante em relação as mensagens de Nossa Senhora. Muitas pessoas leem as mensagens de La Salette e ficam assustadas; porém, devem recordar-se que todas as mensagens da Virgem Maria em relação a acontecimentos futuros (em relação a alguma desgraça que acontecerá em algum lugar, um castigo, etc.) são mutáveis. Como assim? Uma coisa é a Virgem Maria dizer em Fátima “Por fim o Meu Imaculado Coração triunfará!”. Essa palavra dEla é real. Não mudará e se confirmará. É uma promessa dEla. Ela triunfará sobre o mal e sobre o pecado. Ela é a Mulher de Gênesis 3 e Apocalipse 12 que vence a serpente e o dragão infernal. Ela vencerá! Pode acreditar! No fim de tudo o Coração Imaculado dEla triunfará na pervertida sociedade. Outra coisa, porém, é quando Ela diz sobre a questão da apostasia ou anunciando que sobre alguma nação sobrevirá uma desgraça (um castigo). Nossa Senhora apareceu no Brasil no ano de 1936 e disse que viria três grandes castigos para o Brasil SE O POVO NÃO REZASSE E FIZESSE PENITÊNCIA. Ela nos anunciou que o Comunismo entraria no Brasil – como de fato temos visto um grande avanço – se o povo não fizesse penitência. Em Fátima a Virgem Maria pediu para que se rezasse o Terço todos os dias para parar a guerra (e acabou) e disse “parem de ofender a Deus que já está muito ofendido!”. Isso significa que os anúncios de castigo são mutáveis em relação a nossa resposta ao aviso. Trata-se de um alerta: isso acontecerá se não houver quem reze e se sacrifique, e caso não se convertam. Caso nós nos arrependamos dos nossos pecados e façamos penitência, o mal que sobreviria a terra poderá ser anulado. Sim, a justiça de Deus é aplacada quando recorremos a Sua infinita Misericórdia. Como Santa Faustina diz “não há quem tenha recorrido a Vossa Misericórdia e não tenha sido por Vós atendido”.

E isso é bíblico. Se você ler o livro Sagrado do Profeta Jonas, verás que ele vai até Nínive e prega para aquele povo que virá uma grande desgraça para aquela terra. Nínive era uma cidade pagã. Mas ante a pregação profética de Jonas passaram a crer. E as Sagradas Escrituras narram que os ninivitas proclamaram um jejum para toda a cidade; até o rei se despojou de seu manto, cobriu-se de saco e sentou-se sobre a cinza. O rei mandou publicar pela cidade um decreto obrigando até os animais a fazerem jejum (cf. Jonas 3,5-8). E o rei ainda disse: “quem sabe, Deus se arrependerá, acalmará o ardor de sua cólera e deixará de nos perder!” (Jonas 3,9). As Sagradas Escrituras então narram que Deus, que havia proclamado a destruição de Nínive, “arrependeu-se do mal que resolvera fazer-lhes, e não executou” (cf. Jonas 3,10).

A mesma coisa ocorreu com o profeta Miquéias. Só que aqui o profeta após ter tido a visão da desgraça que sobreviria, ele mesmo intercedeu pelo povo: “Eis o que me mostrou o Senhor Javé: uma nuvem de gafanhotos no tempo em que a forragem começa a crescer. Era a forragem depois da ceifa reservada ao rei. Quando os gafanhotos acabaram de devorar a erva da terra, eu disse: 'Senhor, tende misericórdia! Como poderá resistir Jacó, sendo ele tão pequeno?' O Senhor arrependeu-se. 'Isso não acontecerá! – disse o Senhor”. Assim é a Virgem Maria: Ela pode até anunciar ao mundo que virá um grande castigo, mas ela mesma está diante de Jesus Cristo clamando Misericórdia. Assim viu Santa Faustina – e narra em seu diário – a Virgem Maria, com o coração transpassado, e diante de Jesus impedindo que Ele punisse o mundo (cf. Diário). E se a oração do profeta é ouvida, quanto mais a da Mãe do próprio Deus encarnado!

Assim como vimos acontecer com os profetas Jonas e Miquéias, também acontece com as mensagens de Nossa Senhora. Ela anuncia que virá o castigo, mas nos diz o remédio para evitá-los: oração e penitência (e não ofender a Deus com nossos pecados, obviamente). Se olhares atentamente, todas as mensagens de Nossa Senhora traz essa centralidade na vida de oração, penitencial e um chamado à conversão do coração. O problema é que a gente foca muito na desgraça, enquanto ela anuncia o caminho da graça também. É fato que Ela anunciou que “Roma perderá a fé e será a sede do Anticristo?” Sim. E disse outras coisas terríveis também. Mas é fato que Ela deu os remédios: citando os Apóstolos dos últimos tempos – termo que São Luís Maria Grignion de Montfort usa no Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem Maria – e também por ter aparecido usando correntes, a Virgem Maria mostra que o antídoto para o veneno do mal que assola a sociedade é a Santa Escravidão de amor, e a verdadeira consagração ao Seu Imaculado Coração, pois, Ela já nos preanunciou que por fim o Seu Imaculado Coração triunfará! Ela nos exortou a uma vida unida a Cristo. Talvez o povo foque nesses pontos polêmicos, e esquecem-se que Ela também disse na mesma aparição que Roma pagã desaparecerá, ou seja, o que é relativismo, inimigos de Deus dentro da Igreja, serão destruídos. Fora que "Roma" aqui pode ser a própria cidade. Mas o povo foca tanto na polêmica, e esquece-se que em La Salette também foi dito perto do fim da mensgem:

"Pelo sangue, as lágrimas e as orações dos justos, Deus Se deixará aplacar.”

Então, que tal nós deixarmos de “mi, mi, mi” e discussões tolas e passarmos a derramar diante de Deus nosso sangue, nossas lágrimas e nossas orações para aplacar a ira de Deus!? Já rezou teu Rosário hoje? É, meu amigo, talvez você tenha esquecido da parte “rezar o terço todos os dias” das mensagens marianas.

Ps: para entendermos melhor essa questão da ação da maçonaria dentro da Igreja, pretendo nos próximos dias postar aqui algumas mensagens de Nossa Senhora ao Pe Gobbi que fala ao respeito.

Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!



Faço minhas as palavras de São Tomás de Aquino:

“Espero nunca ter ensinado nenhuma verdade que não tenha aprendido de Vós. Se, por ignorância, fiz o contrário, revogo tudo e submeto todos meus escritos ao julgamento da Santa Igreja Romana” 

E também as de Santa Teresa d’Ávila:

“Se alguma coisa não estiver conforme a doutrina da santa Igreja Católica Romana, será por ignorância, não por malícia. Pela bondade de Deus, sempre estou, estive no passado e estarei no futuro sujeita à santa Igreja. Seja ele para sempre bendito e glorificado.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário