quinta-feira, 31 de julho de 2014

Como surgiu o Terço da Misericórdia? Quais as circunstâncias e para quê serve?


Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe!
Muitas vezes ensinamos que o Terço da Misericórdia foi o próprio Jesus que ensinou à Santa Faustina. Isso é bem verdade. Porém existe um detalhe que esquecemos de falar: Quais as circunstâncias e para quê Jesus nos ensinou, por meio de Santa Faustina, o Terço da Misericórdia?
Bom, veja a seguir o relato da própria Santa Faustina. Comento abaixo.

***


No dia seguinte, na sexta-feira 13.09.[1935]
À noite, quando me encontrava na minha cela, vi o Anjo executor da ira de Deus. Estava vestido de branco, o rosto radiante e uma nuvem a seus pés. Da nuvem saíam trovões e relâmpagos para as suas mãos e delas só então atingiam a Terra. Quando vi esse sinal da ira de Deus, que deveria atingir a Terra, e especialmente um determinado lugar que não posso mencionar por motivos bem compreensíveis, comecei a pedir ao Anjo que se detivesse por alguns momentos, pois o mundo faria penitência. Mas o meu pedido de nada valeu perante a ira de Deus. E foi nesse instante que vi a Santíssima Trindade. A grandeza da Sua majestade transpassou-me profundamente e eu não ousava repetir a minha súplica. Porém, nesse mesmo momento senti em mim a força da graça de Jesus que reside na minha alma; e, quando me veio a consciência dessa graça, imediatamente fui arrebatada até o Trono de Deus. Oh! Como é grande o nosso Senhor e Deus, e como é inconcebível a Sua santidade! E nem sequer vou tentar descrever essa grandeza, porque em breve todos O veremos como Ele é. Comecei, então suplicar a Deus pelo Mundo com palavras ouvidas interiormente.
Quando assim rezava, vi a impossibilidade do Anjo em poder executar aquele justo castigo, merecido por causa dos pecados. Nunca tinha rezado com tanta força interior como naquela ocasião.
As palavras com que suplicava a Deus eram as seguintes: Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro; pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós.
No dia seguinte pela manhã, quando entrei na nossa capela, ouvi interiormente estas palavras: Toda vez que entrares na capela, reza logo essa oração que te ensinei ontem. Quando rezei essa oração, ouvi na alma estas palavras: Essa oração serve para aplacar a Minha ira. Tu a recitarás por nove dias, por meio do Terço do Rosário, da seguinte maneira: Primeiro dirás o “Pai Nosso”, a “Ave Maria” e o “Credo”. Depois, nas contas de Pai Nosso, dirás as seguintes palavras: “Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro”. Nas contas de Ave Maria rezarás as seguintes palavras: “Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.” No fim, rezarás três vezes estas palavras: “Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro”.
(Diário de Santa Faustina, nº474 à 476)

***

Enfim, quero agora fazer um rápido comentário sobre este trecho do diário. Bom, o Terço da Misericórdia foi revelado a Santa Faustina quando ela teve uma visão do Anjo executor da ira de Deus, que vinha castigar a Terra por causa de seus males. O que aplacou a ira para que poupasse a Terra? Essa oração inspirada por Jesus. Como o próprio Jesus disse, este terço serve para aplacar a ira dEle. Sim, devemos rezar o terço da Misericórdia para aplacar a ira de Deus. Jesus diz também que o que pedirmos por este terço na hora da Paixão (15h) Ele nos concederá a graça. De fato ouvimos muitos testemunhos. Inclusive a própria Santa Faustina fala as graças que ela recebeu; porém, Deus nos deu o Terço da Misericórdia como um meio de reparação, uma arma para o combate neste fim dos tempos. Reparemos o coração de Jesus por esta oração.
Porém nesta visão tem um detalhe que facilmente deixa-se passar despercebido. Santa Faustina diz que, quando viu o Anjo executor da ira de Deus, ele ia castigar a Terra e de maneira especial “um determinado lugar”. Ora, que lugar será este? Eu deduziria que seja a Rússia. Por quê? Primeiro por conta das aparições de Nossa Senhora em Fátima, onde a Virgem Maria pede para que se consagre a Rússia ao Seu Imaculado Coração, para que assim os erros da Rússia não se espalhassem pelo mundo. E estes erros são o Comunismo/Socialismo, ateísmo, revolta contra Deus... E em segundo lugar, porque a própria Santa Faustina chegou a escrever sobre a Rússia e seus males: "16.12.[1936]. Ofereci este dia pela Rússia; ofereci todos os meus sofrimentos e as minhas orações por esse pobre país. Depois da Comunhão Jesus me disse: 'Não posso suportar por mais tempo esse país; não Me tolhas as mãos, minha filha'. Compreendi que, se não fossem as orações das almas agradáveis a Deus, toda essa nação teria sido reduzida a nada. Oh! como sofro por causa dessa nação que expulsou a Deus das suas fronteiras." (Diário nº 818).
Porém, se este lugar não for a Rússia, pode ser que seja a Igreja. E talvez por isso ela não quis dizer que lugar era. Por isso, sendo a Rússia, sendo a Igreja, aqui vemos que pra santificação do clero e pra vencermos o Comunismo e o ateísmo, devemos fazer penitência e reparação. E o Terço da Misericórdia é uma arma muito útil.
Outra coisa que gostaria de destacar é: Quando Jesus revela este Terço para Santa Faustina, Ele fala as seguintes palavras: “Toda vez que entrares na capela, reza logo essa oração que te ensinei ontem.” Logo vemos que era vontade de Deus que Santa Faustina rezasse o Terço não só as três horas da tarde, mas sim toda vez que entrasse na Capela. Pode até ser algo que Jesus pedia só pra ela, mas vendo que os males só aumentam no mundo inteiro, seria interessante que nós também passássemos a rezar o Terço da Misericórdia também toda vez que entrarmos em uma Igreja e/ou numa Capela do Santíssimo Sacramento. Você pode se ajoelhar ali diante de Jesus no Santíssimo Sacramento, e rezar este Terço dizendo a Jesus que reza em reparação aos pecados que Ele deseja ser reparado naquele momento. Afinal, infelizmente, a todo momento estamos ofendendo a Deus. Que possamos então, ao entrar na Capela do Santíssimo Sacramento, a cada visita que ali fizermos, rezar este Terço em reparação. (Vejo também que seria muito útil rezar o Terço da Misericórdia após a Comunhão. Clique aqui e leia mais sobre isso).


Salve Maria Imaculada, nossa Co-Redentora e Mãe! Viva Cristo Rei!


Nenhum comentário:

Postar um comentário