quarta-feira, 26 de março de 2014

O poder extraordinário do Santo Rosário

CATÓLICOS: EIS O SEGREDO PARA DERRUBARMOS O COMUNISMO NO BRASIL


Salve Maria Imaculada!

Para os mais céticos pode parecer exagero o título “católicos, eis o segredo para derrubarmos o comunismo no Brasil”; afinal, na teoria ele não foi estabelecido; entretanto, na prática, caminhamos a passos largos – uma corrida – para um regime socialista/comunista. Negar isso é ser um pobre coitado de um inocente útil que acha que tudo é teoria da conspiração, e não consegue enxergar que estamos caminhando para ser uma nova Cuba da vida – tão idolatrada, mas os grandes Comunistas não querem ir para lá – ou uma Venezuela. Estamos caminhando para um totalitarismo semelhante aos dos países citados, e, tristemente, porque não semelhante à China e Coreia do Norte.

O grande problema é que a população é cética. Não acredita em nada, não luta por nada, e fica assistindo televisão porque não tem mais nada para fazer. Normalmente, quem diz lutar por alguma coisa – como nas famosas manifestações que ocorreram pelo país – quem as organiza está lutando para ter mais Estado, mais autoridade do Estado. Ou seja, eles não lutam contra a ideologia socialista dos nossos governantes, eles só acham que o Governo brasileiro tem que ser mais e mais Comunista do que têm sido até o momento. Eles não lutam contra o câncer, eles querem que o câncer se espalhe pela nação com mais força. Essa é a realidade. E tristemente, o lugar onde o povo ainda fica sabendo de algo real, onde se denuncia, debate, e fala a verdade do governo, é a internet; porém esta corre o risco de não servir mais para nada com a aprovação do Marco Civil da Internet que, na prática, é censura.

Mas em meio a todo esse avanço Comunista no Brasil, o que fazer? Ainda existe algo que possamos fazer para derrubarmos o PT e sua corja comunista e termos um país livre – e quiça cristão-? Bom, nós nas vias humanas, nós podemos e devemos tomar o mesmo meio que eles: a cultura. Se eles se expandiram pelo Brasil tomando a cultura, propagando a mentira da ideologia esquerdista; nós, com toda a autoridade, podemos usar a mesma cultura para espalhar a VERDADE e os verdadeiros princípios da sociedade, o valor da família, etc. Apesar do Regime Militar ter cometido abusos, ele foi necessário no ponto de vista de impedir que o Comunismo adentrasse no Brasil como em vários países da época. O problema é que a tão criticada censura, só censurava obras de cunho de revolução armada, e não cultural. Se alguém compusesse uma música ou escreve um livro, por exemplo, incentivando o povo a pegar em armas na luta de classes, para tomar o poder, isso seria censurado. Mas quando um esquerdista usava de músicas, livros, novelas, para propagar a revolução na cultura (ex: destruição da família) isso não era censurado. Um grande exemplo disso são as novelas da Rede Globo que muito contribuíra – e contribuem – para a destruição da cultura cristã no Brasil. Usando dos meios culturais, destruindo os valores mais sólidos da sociedade brasileira – como a família-, a mesma sociedade foi perdendo força, e os ideólogos revolucionários ganhando força e terreno, e, por fim, tomaram o poder a mais de 10 anos e a cada ano a democracia se corrói.

Uma outra forma que foi muito usada foram as escolas e universidades. Na realidade você não estuda, você é um fantoche que age de acordo com o comando dos de cima (Governo). A revolução começou a muitos anos, mas hoje nós vemos claramente a doutrinação marxista nas escolas públicas e em boa parte das particulares. Você estuda o que o Governo quer. Ou melhor: você estuda o que é útil para o Governo. E, como não poderia ser diferente para um esquerdista, usando de mentira. Um grande exemplo dessa doutrinação é que assassinos como Che Guevara, nas escolas e universidades de hoje, são tidos como heróis do povo. Esses dias um primo meu que está no ensino médio veio falar de assuntos políticos comigo. Aí a criatura me abre a boca pra dizer quem um exemplo a se seguir é a Holanda. Nesses casos não tem nem como dialogar, só rir.

Um dos meios para tirarmos esse Comunismo maldito do nosso país é usar da cultura. Entretanto sabemos que é difícil. Boa parte da imprensa está “comprada”. A mídia em geral é amarrada. A Internet está sendo ameaçada. O que fazer? Bom, o caminho de fato é a cultura. Mas sabemos que a luta e o caminho será longo. Grandes homens como o Professor Olavo de Carvalho falam que para a Direita chegar no poder levará, no mínimo, bem no mínimo, uns 30 anos. Absurdo? Não, foi mais ou menos o tempo que a esquerda demorou para tomar o poder. Só que existe um pequeno problema... NÓS NÃO TEMOS 30 ANOS!

Nós Católicos temos um meio forte e eficaz para destruirmos o Comunismo e fazermos o nosso país ser um país santo. E nós não podemos ser negligentes com isso. Nós cremos em um Deus todo poderoso. Nós temos que pedir o auxílio de Deus. E Deus, nos deu uma Mãe, que é a Virgem Maria. A Virgem Maria que é a Rainha dos Anjos, a Senhora do Rosário, terrível como um exército em ordem de batalha (cf. Cântico dos cânticos 6,11). Só que o problema é que o povo além de ser cético na questão política, é também na questão espiritual. E se demoraremos 30 anos para tirar essa raça de Comunista pela cultura; unidos pela oração do Rosário/Terço (mas sem negligenciar a ação na cultura) conseguiremos grande êxito. O problema é que o povo quer só atacar o Governo, mas não vê que o Comunismo é também um castigo para nosso país que tanto ofende a Deus. E, você pode ter os homens mais letrados da face da terra no Brasil, que se nós não nos unirmos em oração, o Comunismo só avançará. Nós conseguiremos a vitória com o auxílio de Deus por meio da Virgem Maria. “porque, quanto menor for em sua alma a esperança de auxílio, tanto mais penosa é a ignorância daquilo de que se tem medo.” (Sabedoria 17,12)


Por mais que labutemos contra o Comunismo, só iremos nos fadigar, sem ver êxito. Entretanto, se labutarmos com as armas do Céu, ah! Meus irmãos e irmãs, iremos triunfar sobre qualquer ideologia do inferno. O Brasil será salvo pelo Rosário! Isto é um fato. Somos poucos? Sim, somos. Mas os poucos que quiserem topar essa cruzada de oração mariana em prol do nosso país, para que caia o Comunismo e triunfe o Imaculado Coração de Maria, vencerão com toda certeza. Se os especialistas dizem que demoraremos 30 anos, eu vos afirmo, com o Rosário venceremos muito mais rápido. Basta sermos católicos de verdade (vale lembrar que uma das formas que os esquerdistas, culturalmente, usam para ganhar poder é destruir os valores cristãos, de maneira especial o catolicismo. Basta ver que eles quiseram de uma maneira especial se infiltrar na Igreja para destruir por dentro, e mais ainda, fazer a revolução a partir dos meios católicos. Isso tem o nome de “Teologia ad Libertação” que é condenada pela Igreja. Mas sabemos que muitos estão em desobediência. E temos que reconhecer que o próprio PT nasceu das sacristias. Infelizmente.).

E para provar que com o Rosário venceremos guerras (inclusive a cultural) quero usar do livro “O Segredo do Rosário” escrito por São Luís Maria Grignion de Montfort onde ele diz:

É quase impossível acreditar nas vitórias que o Conde de Simon de Montfort venceu contra os albigenses sob a proteção de Nossa Senhora do Rosário. Estas vitórias foram tão famosas que o mundo ainda não viu nada igual. Um dia ele venceu dez mil hereges com uma tropa de quinhentos homens e numa outra ocasião, venceu três mil com apenas trinta homens. Por fim, com oitocentos cavaleiros e mil homens de infantaria, ele expulsou o exército do Reis de Aragão que era composto de cem mil homens fortes, sendo que de seu lado perdera somente um cavaleiro e oito soldados!
Nossa Senhora também protegeu Alano de Lanvallay, um nobre bretão, de grandes perigos. Ele também estava a lutar pela fé contra os albigenses. Um dia quando se viu envolto por todos os lados pelos inimigos, Nossa Senhora deixou cair cento e cinquenta rochas sobre os inimigos e ele foi liberto de suas mãos. Outra vez, quando seu navio estava se afundando, e iria naufragar, a Santíssima Mãe fez surgir cento e cinquenta pequenas colinas sobre a água pelas quais ele conseguiu chegar á Bretanha com segurança.
Ele ergueu um mosteiro em Dinan para os religiosos de São Domingos, em ação de graças a Nossa Senhora por todos os milagres que ela operou a seu favor em resposta pela reza de seu Rosário diário. Ele tornou-se um religioso e morreu santamente em Orleans.
Otero era outro soldado bretão, de Vaucouleurs, que geralmente punha em fuga grupos inteiros de hereges ou ladrões sem qualquer ajuda, somente usando seu Rosário no braço ou no punho da espada. Uma vez, após tê-los combatido e vencido, seus inimigos admitiram que eles tinham visto sua espada brilhar e que outra vez tinha percebido que havia um escudo no braço, que tinha imagens de Nosso SENHOR e Nossa Senhora e dos santos. E este escudo o tornava invisível e lhe dava forças para atacar melhor.
Uma outra vez, ele venceu vinte mil hereges com apenas dez companhias sem perder um só soldado. Isto impressionou tanto o general do exército vencido que o próprio veio depois se encontrar com Otero; renunciou à heresia e declarou publicamente que ele o viu coberto de espadas de fogo durante o combate.
Cardeal Pierre
O Bem-aventurado Alano relata que um certo Cardeal Pedro, tinha por igreja titular Santa Maria, além do Tibério, era bom amigo de São Domingos e que tinha aprendido dele uma grande devoção ao Santíssimo Rosário. Gostou tanto que nunca cessava de tecer louvores e aconselhava a todos a abraçar esta devoção.
Eventualmente ele foi enviado como legado à Terra Santa com os cristãos que lutavam contra os sarracenos. Conseguiu convencer o exército cristão do poder do Rosário que eles todos começaram a rezá-lo pedindo o auxílio dos Céus para uma batalha que sabiam que estavam em desvantagem de número. Isto resultou em vitória para eles, pois três mil cristãos triunfaram sobre o exército inimigo, que contava cem mil soltados. Como vimos, os demônios temem e ficam oprimidos com o Rosário. São Bernardo diz que a Saudação Angélica os coloca em fuga e fez tremer o inferno.”

Vale lembrar que o próprio título de “Nossa Senhora do Rosário”, comemorado no dia 7 de Outubro, se dá justamente porque o Papa São Pio V convocou os fiéis para rezar o Rosário por ocasião de uma batalha. E como nos exemplos citados por São Luís, o exército inimigo era muito mais numeroso e forte, mas com o auxílio da Virgem Maria, o exército formado por cristãos venceu. O próprio São Pio V teve a visão da vitória antes mesmo de chegar a notícia, e deu o motivo da vitória à Nossa Senhora. Daí surge o título de Nossa Senhora das Vitórias, também conhecida como do Rosário.

E se a luta é contra o Comunismo, sabemos que só com o auxílio divino iremos vencer. Basta estudarmos as aparições de Nossa Senhora em Fátima (mensagem e contexto histórico). A Mãe de Deus, aparecendo para as três crianças, pede a consagração da Rússia ao Seu Imaculado Coração para que (a Rússia) se convertesse e não espalhasse pelo mundo os seus erros. E os erros da Rússia que Nossa Senhora aqui fala é justamente essa praga de Comunismo/Socialismo. E a Virgem pede para que todos rezem o Santo Terço todos os dias. Além de pedir que o povo se converta e faça penitência.

Ainda no contexto das aparições de Nossa Senhora em Fátima, um antídoto para se vencer o Comunismo, além do Terço ou Rosário, é a Comunhão reparadora. Clique aqui e saiba mais sobre a Comunhão reparadora pedida por Nossa Senhora.

É tão verdade e urgente que lutemos contra o Comunismo pela oração, que vemos que o povo fez pouco caso da aparição de Nossa Senhora, e o que houve? A Rússia não se converteu e os seus erros se espalharam pelo mundo todo. Olhem o mundo sob uma sociedade socialista. Um mundo vermelho. Não somente vermelho ideológico, mas vermelho de sangue inocente. E podemos analisar como verdadeiro o que disse a Virgem Maria em Fátima, não só pelo fato de não terem dado ouvidos a Ela e o Comunismo ter se espalhado, mas pelo simples analisar dos escritos de outros santos. Olhem só o que encontramos no Diário de Santa Faustina: “16.12.1936. Ofereci este dia pela Rússia; ofereci todos os meus sofrimentos e as minhas orações por esse pobre país. Depois da Comunhão Jesus me disse: Não posso suportar por mais tempo esse país; não Me tolhas as mãos, Minha filha. Compreendi que, se não fossem as orações das almas agradáveis a Deus, toda essa nação teria sido reduzida a nada. Oh! Como sofro por causa dessa nação que expulsou Deus das suas fronteiras.” (Diário de Santa Faustina, nº 818) – Vale lembrar aqui, que se a minha pessoa não está enganada, ainda não se tinha sido divulgada o conteúdo dos chamados “segredos de Fátima”, portanto, ela não sabia do que disse Nossa Senhora em Fátima. E aqui Deus já mostra na sua alma toda a reprovação por este país e pela ideologia por eles espalhadas pelo mundo. E se nós queremos vencer o Comunismo, e não sermos uma nação reduzida ao nada em castigo por retirarmos Deus das nossas fronteiras, não podemos ser negligentes, devemos lutar com as armas do Céu: a oração e a reparação. Santa Faustina diz que a Rússia não foi reduzida a nada por causa da oração das pessoas agradáveis a Deus. Nós estamos sendo reduzidos a nada aqui no Brasil, porque temos sido desagradáveis a Deus e não estamos nos convertendo. O Comunismo é um grande castigo, essa é que é a verdade. Ou a gente começa a dar ouvidos ao Céu, ou a gente continuará a definhar. Não acredita nas aparições e nos outros acontecimentos místicos? Ótimo! Continue lutando ideologicamente como fazem desde surgimento de tais doutrinas, e continue a perder a guerra... Não seja trouxa.

Também é bom salientar o seguinte: Santa Faustina rezou pela Rússia e teve essa revelação no ano de 1936. Você sabe a importância desta data para nós, povo brasileiro, lutarmos contra o Comunismo? Este foi o mesmo ano em que a Virgem Maria apareceu aqui no Brasil, no dia 6 de Agosto, na cidade de Pesqueira-PE, avisando o povo brasileiro, por meio de duas crianças, que o Comunismo adentraria no Brasil. Nossa Senhora afirmou que correria sangue no Brasil e que o que o povo deveria fazer para evitar os castigos eram (são): penitência e oração. Por mais inteligente que você seja, por mais livros que você tenha lido, se você quer mesmo vencer este mal, só existe a vida da conversão... Penitência e oração. Querer negar isso, nesta altura do campeonato, é definhar pelo orgulho. Nossa Senhora ainda disse nessa aparição que as devoções necessárias para evitar os males – dentre eles o Comunismo – eram (são): a devoção ao Coração de Jesus e ao dEla. E deixava claro que não bastava uma, mas sim as duas. Devemos ser devotíssimos do Sagrado Coração de Jesus e do Imaculado Coração de Maria. E esta aparição está em conformidade com a aparição de Nossa Senhora em Fátima, em que Ela pede a consagração da Rússia e afirma que “por fim o Meu Imaculado Coração triunfará!”. Em Fátima foi pedido a já citada Comunhão reparadora e que se rezasse o Terço diariamente. Não seria isso um grande sinal de que para nós vencermos o Comunismo devemos Comungar frequentemente (e fazer a Comunhão reparadora nos primeiros sábados) e rezar ao menos o Terço diariamente. Além é claro de se rezar em público, nas praças, convidando o povo a se unir na oração, a conversão, a santidade. Nesta aparição em Pesqueira-PE, Nossa Senhora deixava claro que era preciso rezar; senão Seu Filho castigaria o país. Em um dado momento das aparições, foi perguntado à Nossa Senhora o porquê de Ela aparecer em um lugar de subida tão difícil. Ela docilmente respondeu que era para o povo romeiro fazer penitência. E aparecendo depois para Maria da Luz, Nossa Senhora lhe disse: Nunca mais me manifestarei aqui em Guarda e os três castigos não virão já, porque o povo está melhor; mas é necessário ainda rezar muito e fazer penitência" – E recomendou novamente a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Seu Imaculado Coração.

Sabemos que de 1936 para cá o povo não ouviu a voz da Virgem Santíssima, pelo contrário, se meteu e grandes ofensas à Nosso Senhor. Sabemos que o Brasil era um país católico, hoje, não passa de um país paganizado ou – sendo otimista ainda – em processo de paganização. Decidi escrever este texto para mostrar que não adianta muito a luta nos debates, estudos, cultura, se estivermos sem o auxílio dos Céus. E esse auxílio, já foi proposto por Nossa Senhora, é conversão, é a oração e a penitência. Por isso vemos que pouco efeito tem quando deputados até querem lutar contra o Comunismo, mas são a favor do que ofendem a Deus como: controle de natalidade por cirurgias, aborto, destruição da família, enfim. Ou a gente se converte, ou o Brasil será convertido em Cuba ou coisa pior. Disse e repito: O BRASIL SERÁ SALVO PELO ROSÁRIO! Por isso eu clamo para que os católicos obedeçam a voz de Deus e da Santíssima Virgem Maria, e não só gritem, mas rezem. Ecoem pelas ruas, vielas, praças, em todo canto, as Ave Marias que salvarão o nosso país. Se o pessoal da esquerda sai manifestando quebrando tudo, nós, como católicos, temos que sair para dobrarmos nossos joelhos no chão, com um Terço na mão, clamar o auxílio da Senhora do Rosário. Eis meus irmãos a forma que iremos ganhar a batalha!

Marcha da cidadania pela vida, Brasília, 2013
Precisamos montar grupos de pessoas que se reúnam para rezar por essa causa. Sim, urgentemente! Que se reúnam para rezar o Terço, Rosário ou mesmo as Mil Ave Marias. Mas que se reúnam e rezem. São Luís Maria Grignion de Montfort dizia: “A oração pública é muito mais poderosa do que a oração individual para apaziguar a ira de Deus e obter Sua Misericórdia. A Santa Madre Igreja, guiada pelo Espírito Santo, sempre tem intercedido com orações públicas em tempos de tragédia e sofrimentos públicos.” Precisamos parar com frescurinha de achar que tudo é crendice. O único recurso que temos é o mais poderoso: a intercessão da Virgem Maria para nos livrar deste castigo que Deus está a nos dar. Ou você passa a rezar, ou será mais um a afundar. Tenho um amigo no Facebook*, que organizando manifestações nas ruas do Rio de Janeiro, em apoio ao povo Venezuelano, rezou dois terços, um em cada ponto da cidade. Acho que é isso. Esse é o caminho. Devemos tomar consciência que o Brasil é uma terra consagrada à Nossa Senhora. O Brasil é propriedade da Imaculada Virgem Maria. E Ela só deixará o Brasil afundar na podridão do Comunismo se nós formos omissos em deixar. Ouçamos a voz da Mãe de Deus e avancemos contra as tropas infernais com o Terço na mão e as Ave Marias nos lábios e no coração. “O Santo Rosário é uma repetição de Ave-Marias, com as quais se pode bater, vencer e destruir todos os demônios do inferno”(São Padre Pio de Pietrelcina) “Os erros modernos serão destruídos pelo Rosário” (São Pio X)

Acho que seria no mínimo interessante a gente deixar de querer separar a religião católica da nossa luta política. Afinal, quem quer separar a todo custo os valores religiosos católicos da sociedade são os comunistas. Se os comunistas odeiam o Catolicismo, seria interessante você que se diz católico e é anti comunista, passar a agir como um católico. Por maior que seja a resistência que tenhamos, o Comunismo não vencerá se essa resistência for de um povo verdadeiramente católico. E a Maria da Luz, vidente de Nossa Senhora em Pesqueira-PE, morreu no dia 13 de Outubro de 2013, ano do início das grandes manifestações em que vemos o país caminhar para a desordem. E também, dia 13 de outubro é a data em que Nossa Senhora, em Fátima, se revelou como a Senhora do Rosário. Coincidência? Acho que é baita de uma providência para o povo recordar das aparições marianas e poder se converter antes do grande castigo.

E então, vai ou não vai se levantar um exército mariano com o Rosário na mão e que adora o Santíssimo Sacramento?


Salve Maria Imaculada!

-------------------------------------------------
*Trata-se do Helleno de Carvalho Motta citou a oração do Terço em uma ação de apoio aos venezuelanos. Clique aqui e veja o referido video.
---------------------------------------------------------
Assista as aulas do Padre Paulo Ricardo sobre Marxismo Cultural e Revolução Cultural na seguinte PLAYLIST



----------------------------------------------
Padre Paulo Ricardo falando da devoção do Rosário e das aparições de Nossa Senhora no PE nos seguintes videos:







------------------------------------------
Pregação sobre as aparições de Nossa Senhora no Brasil (alerta contra o Comunismo) e em La Salette-França:



------------------------------------
Pregação sobre o poder do Rosário com testemunhos

quinta-feira, 20 de março de 2014

UMA VOCAÇÃO PODE SE PERDER AINDA NA INFÂNCIA?

Salve Maria Imaculada!

Sabemos que todos temos uma vocação. Quando Deus nos criou, ainda no ventre de nossa mãe, Ele nos deu uma vocação específica. Cada um tem um chamado. Aluns rapazes são chamados ao sacerdócio, outros ao matrimônio; assim como as moças, muitas são chamadas a assumirem a vida de esposas de Cristo como religiosas, já outras são chamadas ao matrimônio. Não existe ninguém que não tenha sido chamado por Deus para fazer alguma coisa. Ele nos conhece, foi Ele que nos criou e nos chama.

Uma grande prova de que Deus nos chama desde a mais tenra infância é a Palavra de Deus que nos diz: “Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado, e te havia designado profeta das nações.” (Jeremias 1,5). Assim que fomos criados, Deus já colocou em nós a luz da nossa vocação. Entretanto, o demônio veio para matar, roubar e destruir (João 10,10); e ele mata, rouba e destrói muitas vocações ainda na infância. Por isso quero alertar para que rezemos pelas crianças, e de alguma maneira ajudemos as crianças a manterem em um estado de pureza. É um grande trabalho, mas temos que fazer algo para ajudar nossas crianças. Muitos dizem que a melhor coisa que podemos dar aos filhos é a educação. Já eu digo que a melhor coisa que podemos dar as crianças é a fé. De que adianta os melhores colégios, faculdades, enfim, se não tiverem Jesus Sacramentado? E ainda sem a Igreja? Sem Nossa Senhora? Que vida triste para a futura geração. Neste mundo tão barulhento, e tão sem Deus, o melhor gesto de caridade para com as crianças é deixar Deus vivo no coração delas. Sendo assim, conservaremos, pela graça de Deus, a pureza de sua infância e também as suas vocações. Sim, as suas vocações. Muitos são chamados a vida religiosa ainda quando crianças. Conheço casos de crianças que brincam de celebrar Missa. E para provar que não é coisa de criança, existem padres que testemunham que brincavam assim quando crianças, era a vocação desabrochando. E o que vemos hoje? Meninos e meninas brincando – ou fazendo sério – de sexo. Músicas imorais, maus exemplos, muita porcaria. Sendo assim, se perde a infância, adolescência, se perde a vocação, se destrói uma vida.

Muitos podem dizer que se a vocação for verdadeira ela não se perderá, pois Deus, por caminhos conhecidos por Ele, saberá como resgatar o vocacionado. Mas não é bem assim. Nada pode impedir a ação do poder e da Misericórdia de Deus. Mas existe algo chamado livre arbítrio. E quando a pessoa está em vício, acaba no seu livre arbítrio escolhendo uma vida contrária daquela que Deus sonhou. Claro, vemos muitos testemunhos de gente que estavam no fundo do fundo do fundo do poço, mas que acabaram conhecendo a Jesus e se tornaram padres. Mas estes casos extraordinários são para mostrar-nos que Deus pode operar na vida de qualquer um, que Ele existe, que Ele é Misericórdia e que é possível mudar de vida. Não é porque alguém viveu uma vida podre e se converteu tornando-se sacerdote, que devo achar que todos os que tem vocação sacerdotal podem viver na vida de podridão e mesmo assim um dia assumirão sua vocação. Um grande exemplo disso é o Jovem Rico. Lembram dele? (Leia em Lucas 18,18-30 o que se passou com ele) – Ele era um jovem cheio de bens, e pergunta para Jesus o que devia fazer para alcançar a vida eterna. Jesus fala que deve seguir os mandamentos; e o jovem rico responde que seguia os mandamentos desde a sua infância. Então Jesus fala “Ainda te falta uma coisa: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu, depois, vem e segue-me (v.22). Mas, infelizmente, o jovem se entristece pois era muito rico. Viram? Uma vocação perdida. E aqui quero fazer essa comparação. Uma pessoa que vive em pecado desde muito cedo, como infelizmente temos visto desde a infância as crianças já se afundarem no pecado, elas ficam acostumadas com o pecado, e mesmo mais tarde conhecendo a Jesus, vão estar apegadas àquela “riqueza” do seu pecado, e perder-se-á uma vocação religiosa. Quantos e quantos que vivendo uma vida totalmente desregrada na sua sexualidade, ante o encontro com Cristo, não tem coragem de se deixar ser curado, e ao ouvir o chamado de Jesus para viver a castidade, fogem. E triste ver que muitos conseguem sentir o chamado à vida religiosa, mas não assumem a mesma por medo de não conseguir viver o celibato, pois está acostumada (viciada) com a vida de sexo livro que o mundo prega. Claro, muitos encontram o Senhor Jesus de verdade, mas o vício é forte, e tem que ser combatido, tem que rezar, confessar, Comungar o Corpo e o Sangue de Cristo... Mas a carne fica mal acostumada, e por isso tem que se mortificar a carne. E assim como o jovem rico, acostumado (apegado) com a riqueza perdeu a vocação, muitos tem perdido suas vocações desde a infância pelo apego ao pecado.

Nós deveríamos dar mais valor a essa questão. Fazer Cenáculos com as crianças, ensinar a rezar o terço, ensinar o amor pela virtude. Isso é tão verdade que Nossa Senhora fala a respeito nas famosas aparições à Madre Mariana, em Quito-Equador, como Nossa Senhora do Bom Sucesso. Assim disse Nossa Senhora:
Quanto ao sacramento do matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra. O maçonismo, que então reinará imporá leis iníquas com o objetivo de extinguir esse sacramento, facilitando a todos o viverem mal, propagando-se a geração de filhos malnascidos, sem a bênção da Igreja. Irá decaindo rapidamente o espírito cristão, apagar-se-á a luz preciosa da fé até chegar a uma quase total e geral corrupção de costumes. Acrescidos ainda os efeitos da educação laica, isto será motivo para escassearem as vocações sacerdotais e religiosas.” [...] “Quase não se encontrará inocência nas crianças, nem pudor nas mulheres, e, nessa suprema necessidade da Igreja, calar-se-á aquele a quem competia a tempo falar” [...] “O quarto motivo da lamparina ter-se apagado é que a seita, havendo-se apoderado de todas as classes sociais, possuirá tanta sutileza para introduzir-se nos ambientes domésticos que perderá as crianças e o demônio se gloriará de alimentar com o requintado manjar dos corações dos meninos. "Nesses tempos infaustos mal se encontrará a inocência infantil. Desta forma perder-se-ão as vocações para o sacerdócio, e será uma verdadeira calamidade.(Destaques nosso)

Por isso, diante do que a própria Mãe de Deus nos alerta à séculos, fiquemos alerta e cuidemos de nossas crianças. Ao ver tantos padres traindo Deus e a Igreja, fico a me perguntar: será que o problema não foi lá atrás? Mas estamos em um tempo em que não bastam as palavras, faz-se necessário a reparação. Reparemos tantos pecados contra os pequeninos, e até os pecados que eles são afogados. Façamos este apostolado. Se a Maçonaria – como disse Nossa Senhora na mensagem acima – e a sociedade atual corrompem as crianças; unidos ao Imaculado Coração de Maria, façamos uma ação aposta: preservaremos os pequenos corações para Jesus e Maria e resgataremos tantos quantos tenham sido contaminados. Salvando as crianças do pecado estamos conservando puro e casto os futuros sacerdotes, freiras e pais de família.

E lembro-me também que certa vez Santa Faustina, ao rezar o Pai-nosso, ao dizer “livrai-nos do mal” ela viu as crianças e Jesus lhe dizia que ela devia livrar aquelas crianças do mal. Sim, nós, assim como Santa Faustina, pela oração, e também pela ação quando temos a possibilidade, devemos livrar as crianças do mal e fazer com que elas conservem a voz de Deus que já fala em seus coraçõezinhos. A própria Santa Faustina foi chamada a vida religiosa ainda criança, e como seus pais não deixaram ela viver a vida religiosa, acabou se desviando e indo para festas. Até que em um baile, Jesus lhe aparece flagelado mostrando Sua insatisfação. E ela se converte e assume a vida religiosa.

Se o jovem rico deixou-se perder na vocação, temos casos como o de São Mateus, que era um pecador, cobrador de impostos e assumiu o chamado de Cristo. Todos os apóstolos eram pessoas simples, muitos dados ao pecado. Não deixemos morrer em nós a chama da vocação, e nem deixemos de alimentar a chama da vocação no corações dos jovens mediante a oração. E você que se sente chamado a vida religiosa, mas tem medo de não dar conta por causa da vida passada no pecado, tenha uma vida de adoração ao Santíssimo Sacramento e uma verdadeira devoção à Nossa Senhora, e tudo concorrerá para um real discernimento e um assumir da vocação. Assim como São João Maria Vianney teve problemas para ser ordenado (problemas com estudos, enfim...), você também pode vencer como ele. E como ele venceu? Ele pediu à Nossa Senhora. Judas Iscariotes assumiu o convite de “segue-me” do Senhor mas não se converteu. O Senhor nos chama, recorramos ao Sacratíssimo Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, que o Espírito Santo incendiará a nossa alma e nos dará a graça de uma verdadeira conversão.

Salve Maria Imaculada!

terça-feira, 18 de março de 2014

O falso Ecumenismo e o segredo para a unidade dos cristãos (Caso Canção Nova e influência da Maçonaria)




"Não há maior inimigo da Imaculada e de Seu Reinado que o ecumenismo de hoje, o qual todo Cavaleiro [da Imaculada] deve não só combater, mas também neutralizar, por uma ação diametralmente oposta e, finalmente, destruir" (S. Maximiliano Maria Kolbe).

Ps: Apesar de se citar a Comunidade e TV Canção Nova, fiz isso pelo fato de ter ocorrido um evento ecumênico em suas dependências. Sei muito bem que o problema não é da Canção Nova, mas da Igreja (em especial no Brasil), já que o Corpo da Igreja está com um câncer que é esse falso ecumenismo. Para saber mais sobre o assunto leia o seguinte artigo:
http://catolicoargrade.blogspot.com/2013/10/o-verdadeiro-ecumenismo-todos-em-uma.html

sexta-feira, 14 de março de 2014

Vítima do Gardasil (vacina contra o HPV) se manifesta depois de dois anos vacinada



Salve Maria Imaculada!
São vários os casos como o desta jovem. No Japão e em vários países estão contestando esta vacina. Causa vários efeitos, inclusive infertilidade. Fora os casos como o dessa jovem e também os que chegam a óbito. Um apelo que faço é: NÃO DEIXE SUAS FILHAS SEREM VACINADAS! O Governo tem mentido a respeito dessa vacina. Não acreditem no que a TV e veículos ligados ao Governo têm dito. NÃO DEIXEM SUAS FILHAS SEREM VACINADAS CONTRA O HPV. Isso é tudo esquematizado. Eduquem suas filhas de forma cristã. Elas não "pegarão" HPV se viverem a castidade e não terem uma vida promiscua como vemos hoje em dia. Meninas de 10, 11 anos precisam tomar vacina contra uma doença sexualmente transmissível? E olhando os relatos como os da dessa jovem do video, só chegamos a conclusão de que essa Vacina é uma grande farsa. Cuidado povo de Deus. Cuidado.

Santa Teresa de Ávila e a devoção à Nossa Senhora


Salve Maria Imaculada!

São Maximiliano Maria Kolbe dizia que todos os santos são obra da Imaculada. E um grande exemplo disso, além do próprio santo, é Santa Teresa de Ávila, uma grande mística que é também declarada pela Igreja como doutora. Muito se fala da sua vida de oração, da sua santidade. Suas obras são maravilhosas; tem ajudado a muitos, como por exemplo, Castelo Interior ou Moradas, onde a santa vai descrevendo os vários níveis – ou moradas – da vida interior. Mas pouco se fala da grande devoção que ela tinha à Nossa Senhora e também à São José. Sobre este ela dizia: “A outros santos parece ter dado o Senhor graça para socorrerem numa necessidade; deste glorioso santo tenho experiência que socorre em todas.”(Livro da Vida, cap. 6). Mas sua devoção para com a grande Mãe de Deus, Maria Santíssima, não era menor. E se São Maximiliano dizia que todos os santos são obras da Imaculada, Santa Teresa só se converteu e se tornou a santa que se tornou, por causa do auxílio de Nossa Senhora.

Para mostrar isso, basta lermos no próprio livro da vida de Santa Teresa, em sua autobiografia mostrando a grande devoção que sua mãe tinha por Nossa Senhora: “[...]com o cuidado que minha mãe tinha em fazer-nos rezar e sermos devotos de Nossa Senhora e de alguns Santos,[...]” - Isso mostra como devemos educar os nossos filhos numa vida cristã autêntica. Queremos ter homens e mulheres de Deus? Ensinemos nossas crianças a ser devotos de Nossa Senhora e a ter uma vida de virtude. Muitas vezes os pais fazem dos seus filhos “deuzes”, ou mesmo fazem de si um “deus”, achando que poderão ser onipresentes, oniscientes e onipotêntes e poderão saber de tudo de seus filhos e protegê-los na marra de todo mal. Mas, os filhos crescem, as más amizades chegam, o demônio tenta puxá-los para o mal. Entretanto, se nós educarmos nossas crianças no caminho da virtude, elas não se desviarão; e caso venham a se desviar, Deus as resgatará.

E foi isso o que ocorreu com Santa Teresa. Apesar de até se encantar com a vida dos mártires, chegou um momento em que as vaidades do mundo quiseram destruí-la. Mas ela não se afogou no mar do mundo porque ela se refugiou na proteção da grande Mãe de Deus. E isso podemos ver em seu relato: “Procurava solidão para rezar as minhas devoções que eram muitas, em especial o Rosário, do qual a minha mãe era muito devota e assim nos fazia sê- lo.” Vale lembrar que aqui trata-se da sua infância ainda. Ou seja, a mãe de Santa Teresa é devotíssima de Nossa Senhora e muito fiel ao Rosário, e assim ensinou a seus filhos. E Santa Teresa bem aprendeu. Você tem ensinado assim os seus filhos? Você tem rezado e ensinado a rezar? Não podemos lavar as mãos e obrigar as crianças a irem para a catequese sendo que nós não temos uma vida virtuosa. Muitas vezes o que um catequista, um pregador, um padre, enfim, alguém que leve o Evangelho, fala, cai por terra por causa do exemplo dos pais que querem que os filhos sejam santos, mas não se santificam. E o pai e a mãe de Santa Teresa buscavam a santidade. Ah como buscavam. Santa Teresa relata que seu pai até quis ser frade um dia. E quando falo que devemos ensinar as crianças a serem de Deus desde cedo, é porque nós não estaremos em todos os lugares, e pode ser que a gente falte, ou seja, morra. E quando morrermos? O que será das crianças? Bom, se você tiver se salvado, poderá interceder no Céu – após passar pelo purgatório -, mas aqui na terra, vai ficar o seu exemplo e a educação que você deu. Por isso, siga o exemplo dos pais de Santa Teresa de Ávila e ensine os seus filhos à verdadeira devoção à Nossa Senhora, pois assim elas sempre terão uma mãe que cuide delas, em qualquer idade, e os conduzirá para o Céu. Nós falhamos, Nossa Senhora jamais.

E isso que falei aconteceu com a pequena Santa Teresa. Com mais ou menos doze anos de idade, a pequena Teresa fica órfã de mãe. Isso mesmo: sua mãe faleceu. E agora, o que seria da pequena Teresa? De fato, sem uma mãe, o demônio quase a perdeu pelas vaidades já referidas aqui. Entretanto, como sua mãe lhe deu o exemplo, Santa Teresa recorreu a sua Mãe do Céu. E nestes termos ela descreve: “Recordo-me que, quando morreu minha mãe, fiquei da idade de doze anos, pouco menos. Quando comecei a perceber o que tinha perdido, fui-me, aflita, a uma imagem de Nossa Senhora e supliquei- Lhe, com muitas lágrimas, que fosse minha Mãe. Embora o fizesse com simplicidade, parece-me que me tem valido; porque conhecidamente tenho encontrado esta Virgem soberana, sempre que, me tenho encomendado a Ela, e, enfim, tornou-me a Si.”(Livro da Vida, cap. 1) – É meus amados irmãos, todos os santos são obra da Imaculada... Aquela jovem, órfã de mãe, com a vaidade batendo a porta, fez a melhor escolha, se entregou no colo da Mãe das mães: da Virgem Maria.

A própria Santa Teresa diz que este ato de, diante da imagem de Nossa Senhora, suplicar que Ela fosse sua mãe, lhe valeu. Ah! E como lhe valeu! Seria demasiado longo descrevermos toda a trajetória de Santa Teresa. Mas é válido lembrarmos que as paixões, a vaidade, as más amizades, quase lhe arrastam para o inferno. Aliás, a própria Santa teve uma visão do inferno e viu o lugar que lhe estava destinado por conta de seus pecados. Mas ela se converteu. E tudo isso graças a intercessão de Nossa Senhora. Pois se aos doze anos ela se consagrou, se entregou à Virgem Mãe de Deus, ela foi ouvida, e obteve a graça da contrição e o perdão dos pecados. E como diz São Paulo: “onde abundou o pecado, superabundou a graça”(Romanos 5,20). E a graça superabundou na vida de Santa Teresa, pois se, segundo ela mesma, foi uma grande pecadora, Nossa Senhora a fez mais que santa, fez dela doutora da Igreja. Muitos podem dizer que ela não pecou tanto assim. Porém, se ela teve a visão do inferno e o lugar reservado pra ela lá... O problema é que hoje em dia a gente perdeu o senso do pecado. Por exemplo, a gente esquece que é pecado tanto o ato sexual fora do casamento, como também o desejar, conforme Nosso Senhor ensina em Mateus 5,27-28: Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo: todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher já adulterou com ela em seu coração.”

E é belo nós vermos que Santa Teresa se entrega a Nossa Senhora no início da sua adolescência. Ela se entregou de verdade, e não da boca para a fora. E mesmo andando por caminhos errados as vezes, Nossa Senhora lhe resgatou. Por que falo que é belo? Porque se mostra verdadeiro as palavras de São Bernardo quando diz: “Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à Vossa proteção, implorado a Vossa assistência e reclamado o Vosso socorro fosse por vós desamparado. Assim eu, animado com igual confiança, a Vós ó Virgem entre todas singular, como a Mãe eu recorro, de Vós me valho, e gemendo sob o peso de meus pecados me prostro a Vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Verbo de Deus humanado, mas dignai-vos de ouvi-las propícia e de me alcançar o que Vos peço, o que vos rogo. Amém.” - Sim, Mãe Santíssima, bendita és Tu entre as mulheres, bendita para sempre ó Rainha do Céu e da Terra, porque sendo a Mãe do Deus encarnado, sendo Imaculada, toda pura, não abandonastes os desgraçados filhos de Eva em seus pecados, mas com olhar de Misericórdia, vem ao nosso encontro, cuida, lava, purifica, e conduz para o Teu Filho Jesus. Obrigado, Imaculada, por nos socorrer e nunca nos abandonar. Pois a Senhora, como Mãe, conduziu Santa Teresa, conduz-nos também para uma vida de santidade. Sim mãe, quem primeiro nos consagrou a Ti foi Jesus Cristo, Nosso Senhor, no madeiro da cruz (cf. João 19,25-27); por isso, aceita-me como Filho, e leva-me para o Céu. Fazei-me santo. Fazei-me teu santo. Ó Imaculada.

E para encerrar, gostaria de citar a intervenção de Nossa Senhora na vida de um padre, citado por Santa Teresa no livro da vida. Era um padre que levava má vida. Tinham lhe feito feitiço e ele usava tal objeto enfeitiçado no pescoço, e nunca, ninguém, havia conseguido fazer lhe tirar este objeto. O padre tinha relação carnal com uma mulher da cidade, e todos sabiam. Aliás, já virava piada. Ele não tinha moral alguma. Santa Teresa passando pela cidade, ele se afeiçoou dela. E sabe-se lá o porquê – obra do Espírito Santo, por certo – este homem arranca este objeto enfeitiçado e o dá para Santa Teresa. Ela pega e joga este idolozito – como ela chama – em um rio. E ela então descreve: “Tirado este, começou - como quem desperta de um grande sono - a ir-se lembrando de tudo o que havia feito naqueles anos. Espantando-se de si, doendo-se da sua perdição, começou a aborrecê-la. Nossa Senhora deve-o ter ajudado muito, pois era muito devoto da Sua Conceição e nesse dia fazia uma grande festa. Enfim, deixou de todo de a ver e não se fartava de dar graças a Deus por ter-lhe dado luz.”(Livro da Vida, Cap. 5) – Aqui podemos notar mais uma vez que quando a pessoa se entrega verdadeiramente à Nossa Senhora, Ela não o abandona nunca e o leva a santidade. Este padre – um padre! - estava em pecado moral, vivendo em impureza. Mas manteve a sua devoção à Virgem Maria. Pois bem ensina Santo Afonso que o demônio depois de fazer com que a pessoa perca a graça de Deus, faz com que a pessoa perca a devoção à Nossa Senhora. Afinal, queridos irmãos, vimos aqui dois exemplos de que mesmo em pecado se tivermos devoção à Nossa Senhora, Ela nos ajudará a nos converter. Não é que vou ser devoto e vou continuar na vida de pecado. Não! Isso é falsa devoção presunçosa. Mas aqui trata-se de mesmo no pecado moral, não se desesperar, e manter as práticas devocionais e o amor à Nossa Senhora e a Jesus. Mantendo isso, Ela conseguirá junto de Deus a graça de você se converter e ser salvo. Amém?

Virgem Santíssima, cuide de cada um de nós, e leva-nos para o Céu. Fazei de nós santos. Assim como a Senhora fez santa Santa Teresa. Faz-nos santos. Faz-nos agradáveis a Deus.

Santa Teresa de Ávila, rogai por nós.


Salve Maria Imaculada! Viva Cristo Rei!

quarta-feira, 5 de março de 2014

Comunhão e Terço da Misericórdia – Cruzada de intercessão pelos padres


Salve Maria Imaculada!
É bem sabido que precisamos rezar – e muito – pelos padres. Mas você tem feito isso? Meus irmãos, gostaria de lhes ensinar uma prática que talvez seja muito útil para intercedermos por nossos sacerdotes e pelo Papa. Não é nada novo. É só a junção de duas práticas devocionais: Comungar e rezar o Terço da Misericórdia.
Em primeiro lugar, vejo de uma utilidade muito grande rezar o Terço da Misericórdia (Terço ensinado por Jesus à Santa Faustina) após a Comunhão por dois motivos: primeiramente em ação de graças pelo Santo Sacrifício da Missa que participamos, e pela Comunhão, pelo Corpo e Sangue de Cristo que acabamos de comungar; e um segundo motivo é pelo fato de não deixarmos Nosso Senhor abandonado em nosso coração. Explico-me: Jesus sofre muito por ser abandonado no sacrário, sem ter ninguém que o visite na Capela, que o adore. Mas muito mais sofre Jesus quando nós Comungamos e O abandonamos em nosso coração. E como Comungamos e abandonamos Jesus? Quando nós não fazemos ação de graças, quando não agradecemos, quando preferimos conversar com a pessoa que está sentada ao lado do que com Jesus, quando infelizmente em muitas paróquias mal dá tempo de comungar vem o oremos e a atenção passa a ser os “avisos paroquiais”. E a ação de graças cadê? É recomendável que se faça 15 minutos de ação de graças. Mas mesmo que se saia antes dos 15 minutos, nós devemos sempre sair da Igreja com a mente e com o coração voltados para Cristo, sabendo que dentro de nós está Jesus Sacramentado, vivo, real e ressuscitado. Certa vez Jesus disse para Santa Faustina que os cristãos iam comungar como se fosse comungar algo morto. Enquanto é vivo. Não é pão, não é vinho; é o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo. A Missa é todo o memorial da Paixão. No Santo Sacrifício da Missa estamos diante do Calvário, da Paixão de Jesus. Mas quando comungamos, estamos nos alimentando de um Deus vivo. A carne é viva. O sangue é vivo. Por isso, creio eu ser de muita utilidade rezar o Terço da Misericórdia, após nossa ação de graças pessoal, também em forma de agradecimento e para não deixarmos Jesus abandonado. Em meio a tantos “avisos paroquiais”, conversas, distrações, nós muitas vezes nem temos palavras para fazer uma ação de graças. Por isso, ame a Jesus, e use do Terço da Misericórdia para ser sua ação de graças.

Em segundo lugar, é muito útil rezar o Terço da Misericórdia após a Comunhão porque podemos usar para a intercessão. Se compararmos as palavras ditas no Terço da Misericórdia, iremos notar que todo o Terço é Eucarístico (leia o texto “A Santa Missa é Sacrifício!” e entenda a relação do Terço da Misericórdia com o Santo Sacrifício da Missa). Dessa forma, unidos com a Santa Missa, com Cristo em nós pela Comunhão, nós rogamos ao Pai Misericórdia. Comungando o Corpo e o Sangue de Cristo, nós, em ação de graças, e em súplicas pela humanidade, podemos oferecer nossa comunhão rezando com esse Terço “Eterno Pai, eu Vos ofereço, o Corpo e o Sangue, Alma e Divindade, de Vosso diletíssimo Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, em espiação dos nossos pecados e do mundo inteiro.”

Talvez algumas pessoas achem exagero rezar o Terço da Misericórdia após Comungar. Ou achem que não pode fazer isso. Mas cá entre nós: é bem melhor rezar o Terço da Misericórdia do que ir ficar conversando com as pessoas, e tudo mais que nós fazemos, enquanto deveríamos estar fazendo ação de graças. É bem melhor. Em meio a nossa aridez – e talvez até tibieza e preguiça espiritual – que nós vivemos, um meio de não se deixar levar pelos sentimentos e só fazer ação de graças quando eu “sinto” alguma coisa, é rezar o Terço da Misericórdia.

Por isso gostaria de pedir a todos os católicos que queiram abraçar esta devoção, que possam rezar este Terço na intenção dos padres. É uma forma de fazermos uma verdadeira cruzada de intercessão pelos sacerdotes. Os sacerdotes que apanham de todo lado, sofrem, são tentados, caem, se levantam, outros infelizmente apostatam... enfim, nós leigos, na maioria das vezes, só podemos rezar pelos sacerdotes. E também na maioria das vezes somos omissos e negligentes com o nosso dever de rezar pelos Padres, Bispos e pelo Papa.

A proposta é o seguinte: ao Comungar reze o Terço da Misericórdia em ação de graças, e diga a nosso Senhor que está dentro de você nas espécies eucarísticas, que você está rezando pelo padre que celebrou a Missa (ou o pároco, ou um padre que você esteja querendo rezar) e também pelo Papa, pedindo para que sejam santos e agradáveis ao Seu Sangrado Coração. Sim, ao rezarmos desta maneira, peçamos a Jesus que possa fazer do padre que estamos a interceder, um padre de acordo com o Sagrado Coração de Jesus. Meus irmãos e irmãs, façamos isso, será muito melhor rezar pelo padre do que após a comunhão chicotear ele com a língua. Talvez você diga que seu padre é isso, ou aquilo, um herege, um padre da “Teologia da Libertação”, comete abusos, enfim, um mau padre. Isso traz a ira de Deus. Mas Jesus quando ensinou este Terço da Misericórdia para Santa Faustina, Ele disse que este Terço servia para aplacar a ira de Deus. Você acha seu padre um padre ruim? Reze o Terço da Misericórdia. Lembrando que nós não devemos achar padre ruim ou bom. Como um amigo me falava “a gente não tem que gostar do sacerdote, a gente tem que amar”. Mas se de fato este sacerdote que vem a sua mente é com muitos problemas, reze, e Deus agirá com Misericórdia.

Outros poderão dizer que não podem comungar todos os dias e rezar pelo padre dessa forma, pois só vão a Missa ao domingo em um lugar distante porque o padre da paróquia local celebra a Missa com pouco zelo. Muitos comungam chorando. Mas se a Missa não for inválida, eu animo-vos a Comungar, e com lágrimas nos olhos, unidos ao Imaculado Coração de Maria, ofertemos o Corpo e o Sangue de Cristo juntamente com a nossa dor de ver um abuso, uma palavra dita de forma errada, uma afronta, enfim, ofertemos junto o nosso coração. Muitas vezes perdemos os méritos dos sofrimentos interiores porque não o ofertamos a Deus por meio da Imaculada de uma forma correta e santa; no entanto, jogamos aos porcos, ou melhor, satanás nos rouba por meio da murmuração. Ainda mais quando se trata do sacerdote. Após Comungar, abandonemos a murmuração e tomemos posse da Misericórdia Divina rezando o Terço da Misericórdia pelos padres. Sei que se muitos de nós aderimos a esta devoção, Sangue e Água jorrarão e santificarão o Clero.

Além dessa oração, possamos na medida do possível rezar o Rosário de Nossa Senhora e demais orações da Igreja pelos padres, religiosos e religiosas, e pelas vocações.


Pra você que não sabe como rezar o Terço da Misericórdia, segue abaixo o método ensinado por Jesus à Santa Faustina:




Salve Maria Imaculada! Viva Cristo Rei!