quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O Rosário e o Santíssimo Sacramento


Salve Maria Imaculada!

Certa vez uma pessoa me perguntou se era correto rezar o Terço durante a Santa Missa. Na verdade, naquele tempo, não soube responder; e respondi de forma equivocada, colocando unicamente minha opinião de que seria meio que difícil e incompatível. Porém, não é bem assim. Quero aqui então expor o ensinamento da Igreja a respeito da devoção à Virgem Maria, rezando o Terço ou o Rosário, durante a Missa ou diante de Jesus no Santíssimo Sacramento (exposto ou não).

Assim vai nos ensinar o Papa São Pio X: “Impede ouvir a Missa com fruto a recitação do Rosário ou de outras orações durante o Santo Sacrifício? - A recitação destas orações não impede ouvir com fruto a Missa, desde que haja um esforço possível de seguir as cerimônias do Santo Sacrifício.” (Catecismo Maior de SPX) – Bom, por aqui podemos ver que não é proibido rezar o Rosário durante a Missa. Entretanto, é colocado que não é proibido desde que se faça um esforço possível para seguir as cerimônias. Ou seja, vai ter momento que fica complicado. Posso dizer que no nosso rito, pode-se rezar o Terço durante a Missa tranquilamente do início da Missa até o Ofertório. Porque neste momento dá para prestar atenção no rito, ato penitencial, etc., e ouvir as leituras rezando (pausando para respostas do Salmo) e consequentemente a homilia. Enfim, o complicado é durante a liturgia eucarística que sempre tem a resposta do povo. E ademais, é muito bom e útil, antes e durante a Missa, rezar os Mistérios dolorosos meditando na Paixão de Cristo que ocorre no Altar da Santa Missa. Claro que isso é para quem consegue rezar estas devoções sem se dispersar.

Da mesma forma rezar o Rosário diante de Jesus Sacramentado é muito útil. Assim a Igreja também nos ensina: A exposição da Santíssima Eucaristia seja feita sempre como se prescreve nos livros litúrgicos. Além disso, não se exclua a reza do rosário, admirável «em sua simplicidade e em sua profundidade», diante da eucarística encerrada no sacrário ou do santíssimo Sacramento exposto. Sem dúvida, especialmente quando se fez a exposição, evidencie-se o caráter, nesta oração, de contemplação dos mistérios da vida de Cristo Redentor e dos desígnios salvíficos do Pai onipotente, sobretudo utilizando leituras tiradas da sagrada Escritura.” (REDEMPTIONIS SACRAMENTUM 137) – Ou seja, não somente é lícito, mas recomendado que se reze o Rosário diante de Jesus Sacramentado. Sei que muitos podem ter escrúpulos dizendo que se ama mais Nossa Senhora do que Jesus; ou mesmo que estando diante de Jesus deve-se rezar pra ele, e não as Ave-Marias. Tudo escrúpulos colocados pelo encardido. Muita gente, principalmente o povo simples, não tem palavras para adorar Jesus, e a melhor adoração, vindo da fundo da alma delas, é rezar as Ave-Marias contemplando os mistérios da vida do mesmo Jesus que está diante delas. Sim, muito mais fruto tem rezar o Rosário adorando a Deus por meio do Imaculado Coração de Maria, na reza do Terço ou Rosário, do que ficar “passando o tempo” diante de Jesus sem saber rezar. Como não sabemos rezar, rezemos e adoremos juntos com nossa Mãe. Ela é a perfeita adoradora, Ela nos ensinará a rezar.

E é válido lembrar também, que nosso Senhor muito estima a reza do Rosário. O Beato Alano que meio que fez ressurgir a devoção do Rosário depois depois de São Domingos, ouviu uma voz certa vez vinda da Hóstia Consagrada, que dizia “Como podes me crucificar novamente tão depressa?” O Beato Alano ficou atordoado e perguntou “Como assim, Senhor?” E então Jesus lhe disse: “Tu já Me crucificastes uma vez por teus pecados, e Eu de minha vontade seria crucificado novamente aos invés de ver MEU PAI ofendido pelos pecados que tu cometestes. Tu estás a Me crucificar de novo agora porque tens todo o conhecimento e compreensão de que precisas para pregar o Rosário de Minha Mãe, mas não estás a fazê-lo. Se tu o tivesses feito, terias ensinado a muitas almas o caminho certo e os teria tirado do pecado, mas não estás a fazê-lo e tu mesmo és culpado dos pecados que eles cometem”. E uma outra vez, Jesus Cristo disse para o mesmo Beato Alano: “Se ao menos esses miseráveis pecadores rezassem frequentemente meu Rosário, participariam dos mistérios de minha Paixão e eu, como advogado seus, aplacaria a justiça de meu PAI!” (fonte: O Segredo do Rosário - São Luís Maria Grignion de Montfort) - Veja que aqui Jesus chama o Rosário de “MEU”. O Rosário não é só de Nossa Senhora, é de Jesus. A vida que está sendo meditada pelas Ave-Marias, é a vida de Jesus começando da Encarnação até a glória da Santíssima Trindade coroando a Virgem Maria no Céu. Rezar o Rosário diante do Santíssimo Sacramento, é belo porque podemos meditar o Amor de Deus que se encarnou pela Ave Maria, e da Anunciação (encarnação) podemos ver que o amor dele não ficou somente na Cruz; mas o Verbo se fez alimento, e está diante de nós nas sagradas espécies eucarísticas. Por isso é belo também rezar com os mistérios luminosos, conforme nos ensinou o Beato João Paulo II, porque ali contemplamos a instituição da Eucaristia.

Bom, espero que não tenhamos mais esses escrúpulos, pois tudo que é de Maria é de Jesus. Pois rezar o Rosário diante do Santíssimo Sacramento é não somente bom, como recomendável. E cá para nós, melhor é rezar o Rosário diante do Santíssimo, do que colocar grupos de teatro e sapateado pra ficar fazendo farra. Infelizmente ocorrem essas profanações. Rezemos também em reparação.

Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, Rogai por nós e ensinai-nos adorar Jesus.
Salve Maria Imaculada! Viva Cristo Rei!




4 comentários:

  1. Ótimo post!
    Nada nos separa do Senhor, louvai e adorai o Senhor das nossas vidas.
    http://botefeamor.blogspot.com.br/
    Abraços Fraternos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  3. leiam o livro que ficou perdido por 130 anos " tratado da verdadeira devoção a Santíssima Virgem Maria " de são Luis Maria Montfort

    ResponderExcluir