sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Que todos os PREGADORES leiam isso:


São Paulo
Salve Maria Imaculada!

Um dos ministérios mais importantes na Igreja é o de pregação, pois a partir de uma pregação, em suma kerigmática, se chega ao conhecimento de Jesus e conhece o até então desconhecido amor de Deus. Já vai afirmar o próprio São Paulo: “A fé provém da pregação e a pregação se exerce em razão da palavra de Cristo” (Romanos 10,17). Com isso, analisando a crise atual, a confusão doutrinária, a falta de fé em muitos lugares, pergunto-me: o que andam pregando por aí? Será que as duas pregações que fazemos está tendo coerência (duas pregações: a pregação da boca e a da vida, poi já diz Santo Agostinho: Eloquente aquele cuja vida é uma pregação)? Ou será que estamos pregando dois evangelhos? “Estou admirado de que tão depressa passeis daquele que vos chamou à graça de Cristo para um evangelho diferente. De fato, não há dois (evangelhos): há apenas pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo. Mas, ainda que alguém – nós ou um anjo baixado do Céu – vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema.” (Gálatas 1,6-8) – Na realidade o problema seja aquela coisa satânica chamada RESPEITO HUMANO.

Meus caros pregadores, você sabia que você é o responsável pelas almas daqueles para qual você ministra a Palavra de Deus (ou deveria estar ministrando a Palavra de Deus e não as lorotas que vemos hoje em dia)? Pouca gente fala, mas é válido lembrar que o Profeto nas Sagradas Escrituras é um pregador. Infelizmente a gente tomou uma ideia de que profeta é aquele que fala “Deus está curando fulana” e vai e fulana é curada. Esta pessoa pode até ser um profeta, mas aí é a manifestação de um carisma de cura ou de libertação. Eu posso muito bem ter um carisma de cura, e em nome de Jesus Cristo ministrar a cura de muita gente, e na realidade ser um lobo, um falso profeta, um mal caráter que leva as pessoas à perdição. Profeta é aquele que não tem respeito humano, que fala a verdade. E o falar a verdade vai implicar em muitas vezes falar o que o povo não vai gostar. Nas sagradas escrituras sempre foi assim, os profetas foram perseguidos, caluniados, mortos... Tanto no Antigo como no Novo Testamento. Uma dica de formação: leia algo, mesmo que simples, sobre como foi a morte dos Apóstolos. Só que um verdadeiro profeta tem que proclamar benção e também maldição. Como assim proclamar maldição? Não, não é rogar praga. Mas é dizer a verdade. É dizer por exemplo a verdade da Igreja: QUEM MORRER EM PECADO MORTAL VAI PARA O INFERNO! Mas quem diz isso? Hoje em dia a pessoa pode tá na miséria de pecado que for e o pseudo profeta made in china diz: “Deus tem uma benção pra você...” ou então vem com o papinho de que não se preocupe com o pecado, porque afinal a conversão é aos poucos... Jesus está voltando e a gente ensinando ao povo a se converter devagar. Aí o que vai acontecer é que quem negligencia a verdade e quem se “converte” aos poucos vai ligeirinho pro inferno ETERNAMENTE.

Deus sempre alertou sobre isso aos profetas. Vejamos o que Deus diz à Ezequiel: “Filho do homem, dirige-te a teus compatriotas e dize-lhes: quando eu erguer a espada contra uma terra, e seus habitantes escolherem um dentre eles para ser sentinela, suposto que esse homem, vendo chegar a espada, faça soar a trombeta para dar alarme à população, todo aquele que escutar o seu som sem lhe dar atenção, e então venha a espada fazer com que ele pereça, esse homem é responsável por aquilo que lhe suceder: ouviu o soar da trombeta e todavia não tomou precaução – é ele responsável pelo que lhe advier. Mas aquele que levou em consideração o alarme, esse terá salva a sua vida. Suposto, ao contrário, que a sentinela veja vir a espada e não faça soar a trombeta, de sorte que o alarme não seja dado às gentes e que a espada venha a tirar a vida de alguém, este, é certo, perecerá devo à sua iniquidade,mas eu pedirei conta do seu sangue à sentinela. Filho do homem, eu te constituí sentinela na casa de Israel. Logo que escutares um oráculo meu, tu lhe transmitirás esse oráculo de minha parte. Se eu disser ao pecador que ele deve morrer, e tu não o avisares para pô-lo de guarda contra seu proceder nefasto, ele perecerá por causa de seu pecado, mas a ti pedirei conta do seu sangue. Todavia, se depois de receber a tua advertência para mudar de proceder, nada fizer, ele perecerá devido ao seu pecado, enquanto tu salvarás a tua vida” (Ezequiel 33,2-9) – E com essa palavra a gente pode ver que, infelizmente, muito pseudo profeta tende a perecer por causa do respeito humano. Nós, pregadores, e todos os que formam de uma maneira geral (catequistas, coordenadores, etc.), fomos constituídos sentinelas na Igreja Católica. E, como sentinelas, Deus vem nos falar que se vermos algum perigo devemos dizer para o povo, para que se converta. E se não fizermos isso, NÓS, COVARDES, é que responderemos pelo seu sangue, ou seja, pela perca dessa alma. Exemplificando podemos ver a corriqueira situação dos grupos jovens, em que os pregadores sabem que tem um bando de jovem que não vive castidade, até usa anticoncepcionais e consequentemente abortando, aí vai esse pregador pregar e fala de tudo açucarado, menos de castidade. Até diz que tudo bem, que não tem problema. Tem pregadores – e infelizmente até sacerdotes – que vão nesses grupos jovens e dizem que não tem problema o jovem se masturbar, que pode ficar, que sexo antes do casamento tudo bem se tiver “amor”... Aí eu pergunto: quem vai sofrer mais no inferno, os jovens impuros ou o pregador do diabo? Cadê a verdade? Não se está mais pregando a verdade em muitos lugares da Igreja Católica. Quando foi a última vez que você ouviu uma pregação sobre o inferno? Aliás, quem que prega sobre o inferno hoje em dia? A pregação sobre o inferno é uma grande obra de caridade, pois nos alerta para a realidade que Deus não quer que passamos, mas que nós nos jogamos caso não nos convertamos. O inferno é terrível! Mas infelizmente tem pregador que diz que está tudo tranquilo, porque Deus é misericórdia, e se o inferno existir ele está vazio... Pregador maldito! Converta-se! E pare de perder as almas! Ora, o que falar das revelações a São João Bosco, Santo Antônio Maria Claret, Santa Faustina, as aparições de Nossa Senhora em Fátima que mostrou o inferno para os três pastorinhos? Mas não, o pregador é um mel...

E tudo isso resulta nas falsas conversões, oriundas do sentimentalismo barato, onde as pessoas entram ou permanecem na Igreja, enquanto templo, enquanto grupo ou movimento, somente por sentimento ou porque faz da Igreja um point de amigos para conversar, ficar, namorar, se prostituir... Mas eles acham que são os mais santos do mundo. Mas como saberão a verdade se não tiver quem pregue? (cf. Romanos 10,14). A gente tem medo de falar a verdade por medo de afastar as pessoas da Igreja; só que com esse respeito humano estamos afastando as pessoas do Céu e dando um chute nelas empurrando-as mais depressa para o inferno. É isso que o Senhor está falando à Ezequiel. Se Deus por meio da Igreja Católica vem nos dizer que essa desgraça de camisinha é pecado, como entender que tem pregadores que dizem que tudo bem...? Um colega me disse que em sua paróquia, no curso de noivos, os (de)formadores ensinavam métodos de evitar a gravidez. E se engana quem acha que era o método bíllings. Essas trevas do capeta ensinava a mulher a usar o anticoncepcional e dava “testemunho” da (des)graça de usar a camisinha a mais de vinte anos, porque afinal ter filho poderia atrapalhar. Gente, estamos falando de pessoas de dentro da Igreja Católica, falando coisas totalmente diferentes do que a Igreja ensina. São um bando de falso profeta descarado a serviço de satanás! Cuidado com os falsos profetas, cuidado para não serem seduzidos por seus discursos bonitos mas que não dá verdadeira edificação.

Já fiquei sabendo de pregador que usa da sua pregação pra ficar com as meninas que assistem suas pregações. Assim como bandas... Ora, que evangelho prostituído e adulterado é este que muitos pregadores têm pregado e vivido? Vou repetir: Quem está pregando sobre castidade? Sobre a desgraça que é o inferno? Sobre a alegria do Céu pra quem se converter? Sobre Nossa Senhora (mas uma pregação com unção e não aquelas que só sabem dizer “Maria, foi uma serva...” e nada mais sobre suas outras virtudes e glórias)? Quem está fazendo pregação detonando com o pecado? Quem está fazendo pregação denunciando a maçonaria? Quem está metendo o pau na carniça do Partido dos Trabalhadores (PT)? Quem? Quem? Quem? “Ah mas Deus é amor e misericórdia, a gente tem que falar com caridade...” Será? “Não tenhais cumplicidade com as obras infrutíferas das trevas, pelo contrário, condenai-as abertamente” (Efésios 5,11). O problema é que muitas vezes o pregador até concorda com a Igreja, vive a castidade, tem uma vida devota; mas o respeito humano é tão grande, que ele tem medo de falar a verdade e o povo passar a odiar ele, que o povo não volte pra Igreja – isso é comum com os padres – que cancelem eventos, que não me chamem mais para pregar... Mas aí eu uno-me a São Paulo: É, por ventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo” (Gálatas 1,10).

E é muitos triste ver que as profecias feitas ao profeta Jeremias sobre os profetas – e entenda aqui pregadores – tem se cumprido. Vejamos alguns pontos: “São profanos o próprio profeta e o o sacerdote. Até no meu templo encontro sua perversidade – oráculo do Senhor.” (Jeremias 23,11); “Mas entre os profetas de Jerusalém vejo coisas hediondas: adultério e hipocrisia. Encorajam os maus, para que nenhum se converta da maldade. A meus olhos são todos iguais a Sodoma e seus congêneres semelhantes a Gomorra. Por isso, eis o oráculo do Senhor dos exércitos, contra os profetas: vou nutri-los com absinto, e dar-lhes de beber águas contaminadas. Porquanto, é pela atitude dos profetas de Jerusalém que a impiedade invadiu a terra” (v 14-15). Será que um pregador não tem um aperto no coração ao ler o que o Senhor nos fala, que é pela atitude dos profetas (pregadores) que a impiedade invadiu a terra? Sim, a impiedade reina na terra por causa das omissão dos pregadores católicos, que tinham e tem a missão de anunciar a verdade, doa a quem doer. Mas aí por respeito humano, por amor ao dinheiro, aos prazeres, deixam de falar a verdade a seu bel prazer. E sem um anuncio da verdade, da sacralidade católica, da moral católica; unido ao crescimento das seitas – protestantes ou declaradas satânicas – a impiedade cresce. Analise o Brasil do século passado, com maioria católica, com o Brasil pós TL e com o crescimento protestante: a impiedade reina neste país. A promiscuidade aumentou, e junto a ela veio o aborto, as tragédias, e vem coisa pior por aí, o comunismo está para se firmar. Mas com tanta obra do inferno para denunciar a gente prefere ficar no discurso medíocre de que tudo bem, o que vale é o coração. Só que se esquece que o coração deles estão cheio de luxúria, ódio, maledicência, rancor, prostituição, pornografia, assassinato, coisas satânicas, etc., ou seja, vai para o inferno se não se converter. Tem uma pequena lista de coisas que se fizermos, com consciência, iremos para os quintos dos infernos: “Ora, as obras da carne são estas: fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdias, partidos, invejas, bebedeiras, orgias e outras coisas semelhantes. Dessas coisas vos previno, como jáos preveni: os que as praticarem não herdarão o Reino de Deus!”(Gálatas 5,19-21). E citando alguns mesmos pecados ele reafirma: “Acaso não sabeis que os injos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os difamadores, nem os assaltantes hão de possuir o Reino de Deus” (1Corintios 6,9-10). Está aí uma pequena lista do que não devemos fazer para ir para o Céu... ENTÃO PORQUE OS PREGADORES NÃO TEM ALERTADO CONTRA ESSAS COISAS? É incrível! O que tem gente pregador que diz que não tem problema ir pra balada... Enquanto São João Maria Vianney dizia que quem entra num baile, deixa na porta o anjo da guarda e um demônio passa a acompanhá-lo, de modo que o tanto de pessoas no baile são o tanto de demônios. Ora, vão seguir um santo da Igreja Católica um um falso profeta miserável que quer te levar pro inferno junto com a covardia dele? O que tem de gente que diz tudo bem ser homossexual e cometer o pecado contra a natureza, que tudo bem... Tudo bem não (ter atração por pessoa do mesmo sexo, em si, não é pecado, a Igreja não condena os homossexuais, mas chama-os, assim como os héteros, a viver a castidade. Ou seja, o pecado é o ato homossexual).O que tem de gente que diz que tudo bem beber – sabemos que o fato de beber não é pecado em si, mas a embriaguez é, e na maioria dos casos de bebidas na família não é um beber para degustar, e sim alcoolismo, então temos SIM QUE LUTAR CONTRA BEBIDA NA IGREJA E QUEM É DA IGREJA -. O pior é quando o cara fala a verdade, mesmo que sem muita unção, de qualquer jeito, e você sabe que aquela pessoa não vive nada daquilo. Tem gente que serve em movimentos e vive com amante há muito tempo, que autoridade tem um cara desse pra falar alguma coisa de castidade ou de família? Não, não é um falso julgamento, é uma constatação, não estou falando de alguém que foi adúltero, mas de alguém que é adultero. O Papa São Gregório VII dizia que existe uma regra para o pregador: viver aquilo que prega. Só que nos dias de hoje existe um outro lado pervertido da moeda: além dos pregadores que falam a verdade, exemplo castidade, mas não vive; tem uma outra desgraça mais pervertida ainda, que são os que vivem em pecado, e pregam sobre seus pecados dizendo que não tem problema. De fato eles vivem o que pregam. Só que em um sentido distorcido do que fala São Gregório VII. Exemplo: O pregador fica com um monte de menina, vai pra balada, e ao estar pregando ele, descaradamente, diz que não é pecado ficar porque é pra conhecer a pessoa antes de tomar um relacionamento sério (conhecer todas as 10 que ele sabe o nome e as 20 anônimas), e que se pode ir pra balada porque é um ambiente que a gente tem que ser cristão, pra dar testemunho... TESTEMUNHO DE QUE? DE COMO CHEGAR NO INFERNO SENDO O MAIS HIPÓCRITA POSSÍVEL? Lembro-me de uma frase do Padre Rodrigo Maria dizendo que se pode ir pra balada, sendo cristão lá, é o mesmo de dizer que posso ir pro inferno, é só ser cristão lá.

Os pregadores não se preocupam mais com a salvação das almas. Contudo se preocupam com a salvação do seu bom nome e da sua glória. E eu tenho pena desses pregadores que colocam o povo a se perder. Claro, eu tenho consciência que alguns eventos a pregação deve ser mais kerigmática, mas o Kerigma deve estar a defesa da fé. Kerigma é primeiro anúncio, e deve estar acompanhada da verdade. O Papa Emérito Bento XVI já dizia “A caridade sem a verdade é sentimentalismo”. Mas infelizmente, os (falsos) profetas de hoje em dia, na visão de muitos, é o que fala de prosperidade, de cura, que faz chorar (oxalá se fosse chorar pelos pecados ou porque entra em uma vida de intimidade maior com o Senhor), mas chora por chorar... Enquanto Nossa Senhora em La Salette, Fátima, e em tantas aparições vem dizer que está chegando a hora da volta de Cristo, que é chegado a hora do triunfo do Seu Imaculado Coração, que devemos nos converter AGORA (é agora e não converter aos poucos), que eis que chega o tempo dos tempos, o fim dos tempos. E estão pregando sobre as mensagens de Nossa Senhora? Não! Estão dizendo “Se creres verás Deus te abençoando com um caso 0, com uma casa luxuosa, com um concurso federal espetacular...” Estamos vivendo o tempo em que se quer as graças de Deus, mas não o Deus das graças. Quero afirmar que em nossas pregações também devemos falar das bençãos. Em meio as duras mensagens de Fátima, Nossa Senhora fez muitos prodígios, curas, mas não faltou a verdade. A medalha milagrosa de Nossa Senhora das Graças ganhou esse nome por causa de tantos milagres. Mas nunca Ela pediu pra falar e pedir milagres deixando de se falar a verdade. Não devemos ser omissos em relação a cura da alma para obter a cura do corpo. Um exemplo disso é o São Padre Pio, que Deus fez muitos prodígios por meio de Padre Pio, mas, ele sempre foi profeta, sempre falando a verdade. Quando entrava moças com vestes indecentes ele gritava “as carnes desnudadas vão queimar no inferno”, ele conseguia a conversão de maçons (hoje tem muito pregador que é maçom, e automaticamente excomungado), uma vez entrou um jovem em adultério na sacristia, Padre Pio com o dom de prescrutar o coração, viu o pecado dele e gritou “PORCO!” aquele homem foi embora com raiva – como temem muitos dos pregadores hoje em dia, medo do povo ir embora -, mas deu frutos, o homem teve uma grande contrição de seus pecados, confessou-se, e se converteu. As pessoas não se convertem, não confessam e não resistem até o sangue na luta contra o pecado porque a gente não prega a verdade. Sim, falemos da benção, mas alertemos sobre o grande e eterno castigo. Conheço lugares em que ocorriam e ocorrem muitas curas; antes, sempre denunciando as obras infrutíferas das trevas, a maçonaria, o PT, comunismo, já hoje, é mais brando. Ora, agradando homens? Que Evangelho é este que estamos pregando?

Devemos voltar ao profetismo, pois se não voltarmos ao profetismo, os responsáveis pela omissão pagarão pela perca de tantas almas. Parece que tem gente que tem medo de pregar o que a Igreja ensina. A gente quer agradar aos homens. No entanto, uso mais uma vez as palavras de São Paulo: “O teu ensinamento, porém, seja conforme à sã doutrina” (Tito 2,1). Ora, que sã doutrina é esta que fala São Paulo senão a doutrina santa da Igreja Católica Apostólica Romana? Mas, infelizmente, muitos pregadores tem distorcido ou pregado logo completamente o contrário do que diz a Igreja. Sendo assim, como não aplicar também para nosso tempo as palavras do mesmo santo Apóstolo: “Com efeito, há muitos insubmissos, charlatães e sedutores, principalmente entre os da circuncisão. É necessário tapar-lhes a boca, porque transtornam famílias inteiras, ensinando o que não convém, e isso por vil espírito de lucro.” (Tito 1,10-11). Ou ainda a tão citada profecia que São Paulo fez: “O Espírito diz expressamente que, nos tempos vindouros, alguns hão de apostatar da fé, dando ouvidos a espíritos embusteiros e a doutrinas diabólicas” (1Timóteo 4,1). É o que temos visto, pregadores se afastando da verdade, dando ouvindo a espíritos demoníacos, e ensinando o que não convém.

Lembro aqui de uma frase de Santo Atanásio: “Se o mundo for contra a verdade, Atanásio será contra o mundo”. Então, queridos irmãos pregadores, nós devemos ser contra o mundo. O Papa Francisco vem falando nisso, de nadar contra a correnteza. Então sejamos profetas de verdade. Pois se o povo não se converte é porque não há quem pregue a verdade. Uma vez um jovem defendendo as desgraças de “cristotecas” e afins (essas trevas do capeta de rock, cristoteca, “barsinho de Jesus” e demais trevas dos infernos que o demônio tem infiltrado dentro da Igreja e levado a muitos jovens irem para o inferno), disse que tinha que fazer essas festas para atrair porque se fizesse uma adoração, eles não conhecem o sacramento, e não faria efeito. Ora, mas como é que vão conhecer Jesus Sacramentado se não há quem os apresente? Se só fazem festas e não adoração, ou uma adoração sem frutos. Ora, como é que vão conhecer Jesus Sacramentado, se não há quem pregue sobre o Santíssimo Sacramento? Como eles vão se consagrar à Virgem Maria, se não se prega? Como vão abandonar o pecado, se não dissermos para os ignorantes o que é e o que não é pecado? A gente prefere dar aquilo que é ocasião de pecado, que é o caso dessas festas demoníacas.

Acho que o que tem faltado mesmo é uma verdadeira unção do Espírito. E essa unção se dará através da consagração total à Santíssima Virgem. Quem não conhece, procure ler o Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem Maria (aliás, tem faltado estudo aos pregadores, que pregam na presunção, sem se preparar). Leia o Tratado, e veja que estamos no fim dos tempos. São Luís, no Tratado, profetiza o surgimento dos Apóstolos dos últimos dias que bradariam contra o pecado. Então, escravos e escravas da Santíssima Virgem Maria, vamos bradar contra o pecado e sermos ministros do triunfo do Imaculado Coração de Maria. Afinal, o triunfo não vai vim com nosso comodismo, mas com nossa ação, e o nosso profetismo.

Como se consagrarão à Virgem Maria se não há quem pregue? Então, pare de ser um pregador covarde, e receba a unção de Deus, o profetismo, a audácia, a coragem pra pregar com desassombro e intrepidez, autoridade, receba o Espírito Santo de Deus por meio do Coração Imaculado da Santíssima Virgem Maria. Renuncie sua covardia agora, em nome de Jesus, e seja profeta das nações.

Encerro com um trecho belíssimo de São Paulo:
Porém, como invocarão aquele em quem não têm fé? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão falar, se não houver quem pregue? (Romanos 10,14)


Salve Maria Imaculada, Rainha dos corações!

Um comentário:

  1. Salve Maria Imaculada, achei muito produtivo esses comentário Para muitos pregadores iniciantes. Como eu que tenho um chamado do SENHOR para ser uma pregadora. Desde já agradeço pela oportunidade de enxergar o que DEUS quer dos escolhidos eis me aqui SENHOR.

    ResponderExcluir