terça-feira, 6 de agosto de 2013

EXISTE SALVAÇÃO FORA DA IGREJA CATÓLICA? GERAÇÃO BITOLADOS...


Salve Maria Imaculada!

Durante a JMJ uma banda “católica” esteve em um programa de televisão da Rede Globo afirmando algumas coisas que geraram muita polêmica. Falo da Banda Rosa de Saron. Muito tem se comentado sobre as declarações do vocalista da banda, Guilherme de Sá, que geraram muita discórdia. Para alguns, liberdade de expressão e respeito. Para outros, heresia mesmo. E aí? O que dizer de suas declarações? Veja o video abaixo e siga lendo o texto para entender o embróleo.


O que mais me causa espanto é a repercussão das declarações do Guilherme, afinal todos sabem que este é o posicionamento da banda, e que, exteriormente a banda deixou de ser católica há muito tempo. Vou me explicar sobre isso mais a frente. Fora o caso do estilo musical em si, que é um rock melancólico que causa um mau danado à alma. Clique aqui e leia mais sobre o problema do ritmo Rock.

Bom, vamos logo direto ao principal problema: a heresia de que toda religião é boa. Na realidade ele não disse essas palavras, mas disse que não tem problema não ser católico. Sem querer ser “bitolado” - adjetivo que ele dá para os católicos que afirmam que fora da Igreja Católica não há salvação -, mas sem querer negar a verdade, este jovem está muito equivocado em suas declarações. As afirmações dele foram tão ridículas que fez até uma participante do programa colocar na mesma medida a escolha de times de futebol. Então eu ser Católico ou participar de qualquer denominação protestante é o mesmo entre eu torcer pro São Paulo ou pro Corinthians? Ora, time de futebol não influencia na salvação de ninguém – a não ser que se esteja no pecado de idolatria -, já a religião influencia. Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”( João 14, 6) – Como vemos, não existe outro caminho além de Jesus. Só em Jesus, que é o nosso único Senhor e Salvador, é que conseguiremos a salvação eterna. Então dizer que tudo bem ser católico ou ser de qualquer outra religião pagã que não tem Jesus como Senhor é uma heresia tremenda!

Da mesma forma dizer que ser Católico e ser protestante é a mesma coisa. Outra heresia! Ele fala muito de respeito em suas declarações. No entanto, mais parece “respeito humano”... Por quê? Bom, da mesma forma que Jesus é o ÚNICO caminho, verdade e vida; só existe UMA Igreja. Jesus é a cabeça da Igreja, a Igreja é seu corpo. Para entender melhor sobre isso leia o texto do link a seguir: Igreja Católica, a verdadeira religião!

Muitos talvez digam que eu estou julgando. E o triste é que talvez nem diga que eu esteja julgando o pobrezinho da China, mas julgando o integrante da Banda e a banda. Muitos vão dizer que preciso conhecer a Banda (sim, conheço, eu escutava, e se brincar em posts antigos encontre alguma citação de músicas deles; mas no decorrer da caminhada não fui compactuando com algumas coisas...). Talvez me chamem de Fariseu, de mestre da Lei, de hipócrita. Talvez até digam que “só quem pode julgar é Deus” como se eu estivesse julgando alguma coisa ou alguém. No mundo de hoje você falar a verdade é o mesmo de julgar. Se eu disser que prostituição é pecado, e tiver uma prostituta, as pessoas começam a dizer que estou julgando... Se eu disser que matar é pecado, as pessoas vão dizer que estou julgando. No entanto, alertar contra o pecado, contra os erros, é algo necessário, e quem não o faz está em pecado. Leia, por caridade, Ezequiel 33,1-9.

Mas afinal, fora da Igreja existe ou não salvação? Bom, recorramos ao Catecismo da Igreja Católica, e vejamos o que a Igreja Católica nos diz. Vou escrever na íntegra o que o Catecismo da Igreja nos ensina do nº 846 até o 848 com grifos nosso.

'FORA DA IGREJA NÃO HÁ SALVAÇÃO'
846 - Como entender esta afirmação, com frequência repetida pelos Padres da Igreja? Formulada de maneira positiva, ela significa que toda salvação vem de Cristo-Cabeça por meio da Igreja, que é seu Corpo:
Apoiado na Sagrada Escritura e na Tradição, [ o Concílio] ensina que esta Igreja peregrina é necessária para a salvação. O único mediador e caminho da salvação é Cristo, que se nos torna presente em seu Corpo, que é a Igreja. Ele, porém, inculcando com palavras expressas a necessidade da fé e do batismo, ao mesmo tempo confirmou a necessidade da Igreja, na qual os homens entram pelo Batismo como que por uma porta. Por isso não podem salvar-se aqueles que, sabendo que a Igreja católica foi fundada por Deus por meio de Jesus Cristo como instituição necessária, apesar disso não quiseram nela entrar ou nela perseverar.

847 – Esta afirmação não visa àqueles que, sem culpa, desconhecem Cristo e sua Igreja:
'Aqueles, portanto, que sem culpa ignoram o Evangelho de Cristo e sua Igreja, mas buscam a Deus com coração sincero e tentam, sob o influxo da graça, cumprir por obras a sua vontade conhecida por meio do ditame da consciência podem conseguir a salvação eterna'

848 – 'Deus pode, por caminhos dele conhecidos, levar à fé todos os homens que sem culpa própria ignoram o Evangelho. Pois 'sem a fé é impossível agradar-lhe' (cf. Hb 15,6). Mesmo assim, cabe à Igreja o dever e também o direito sagrado de evangelizar' todos os homens.

Bom, é isso o que o Catecismo da Igreja nos ensina. Leia mais sobre esta frase de que fora da Igreja não salva aqui.

Como vimos, a Igreja afirma que FORA DA IGREJA NÃO EXISTE SALVAÇÃO. E vale lembrar que é o Catecismo atual, pós Vaticano II, que confirma o que a Igreja sempre disse, e que também está contido no Catecismo Maior de São Pio X. Então a Igreja e seu Catecismo são bitoladas. Aliás, o Beato João Paulo II, Papa que aprovou o atual Catecismo, devia ser bitolado também.

Entretanto, aqui nós vemos algo que a Igreja nos ensina que parece que muitas pessoas deixam passar batido. Podem se salvar aquelas pessoas que estão fora da Igreja mas que estão em estado de ignorância INVENCÍVEL. Ou seja, para o referido cantor, aqueles que estão lá na China, pode ser – pode ser porque não sou deus nem tenho dom extraordinário para saber quem se salva ou não de forma pessoal – que se salvem por estarem em estado de ignorância invencível. Um protestante pode se salvar se o seu estado for de ignorância invencível e tiver vivendo na sinceridade de coração. Imagine uma senhora, analfabeta, que acabou sendo levada ao protestantismo, ou mesmo um jovem protestante que vive em meio protestante mas que amou a Deus sobre todas as coisas, mas que era ignorante, e era invencível essa ignorância, PODE ser que sejam salvos. No entanto, não é toda religião que salva, tudo bem pode ser qualquer coisa... Isso já é heresia!

Acabamos de ler que o Catecismo diz que a Igreja é NECESSÁRIA para a salvação. Então você não pode dizer que tudo bem ser Católico ou da Assembleia, ou Universal, ou espírita, ou candomblé, ou seja lá o que for. A Igreja é necessária! Quem dispensa a Igreja, dispensa a Cristo. E sem Cristo não existe salvação. Só na Igreja Católica Apostólica Romana encontramos a plenitude dos meios necessários para a salvação que são os sacramentos. Se você não conseguir salvação na Igreja Católica você não encontrará em lugar algum. “Ah, placa de Igreja não salva”. Mas o fundador da Igreja Católica salva! Seu fundador é Jesus Cristo de Nazaré. Aliás, como todos sabem – ou deveria saber – a Igreja é o Corpo místico de Cristo. Então, se permanecemos na Igreja, permanecemos na salvação.

Mas um grande problema nessa polêmica toda é que ele chama de “bitolado” quem não nega essas verdades da fé, mas não olha a trave no meio do olho. Se continuarmos lendo o Catecismo nos números 849 até 856, iremos ver sobre a missionariedade da Igreja. E se existem no mundo IGNORANTES INVENCÍVEIS é porque os filhos da Igreja não tem assumido sua vocação missionária. Adiantando logo: Repararam que no vídeo a Fátima disse que um dos convidados do programa conhecia a Banda, e que somente depois de algum tempo percebeu que era uma banda “católica”... E o próprio Guilherme de Sá diz que “esse é que é o bacana”. Ou seja, é bacana não ser identificado como católico? Já dizia São Francisco de Assis: “Tomai cuidado com a sua vida, pois ela pode ser o único Evangelho que as pessoas leem”. Ou seja, ao ver a referida banda não lemos o Evangelho autêntico e genuíno, lemos algo camuflado, algo que custa a perceber algum vínculo religioso? E isso é bacana? Ele mesmo fala que se apresentar a banda pra alguém que não gosta de religião, e disser que o cd é católico, a pessoa vai dizer que não quer. Então, estariam eles agora dizendo que de fato tornaram-se seculares? Não to julgando a vida deles, pode ser que eles rezem muito, vão à Missa, etc. To falando enquanto banda... Afinal, com esta declaração dele, achando que o estilo da banda atualmente é bom pois não afasta os que não gostam da religião (mas também não atrai para Cristo), só me vem ao coração a seguinte fala de São Paulo: “É, porventura, o favor dos homens que eu procuro, ou o de Deus? Por acaso tenho interesse em agradar aos homens? Se quisesse agradar aos homens, não seria servo de Cristo.” (Gálatas 1,10)

É talvez aqui que chegamos ao desenrolar da história. Ora, se os irmãozinhos da China morrem sem conhecer Jesus Cristo e Sua Igreja, é porque nós temos nos omitido. É porque nós temos vivido como se qualquer lugar fosse bom. Ora, cadê os missionários para a China? Falar é fácil, querer ser mártir lá ninguém quer neh... Claro, mas na nossa vida aqui mesmo. Como que um protestante vai entrar para a Igreja Católica e participar dos Sacramentos da salvação, ou seja, se confessar, comungar o Corpo e o Sangue de Cristo, se nós dizemos que é tudo igual? Talvez é porque gravar CD com música de adoração ao Santíssimo Sacramento, músicas marianas, músicas que talvez até digam “sou católico graças a Deus” não vendam CD's e afastem fãs. Mas nós, se somos missionários de Cristo, não devemos fazer fãs (seja lá de que religião for), devemos fazer discípulos de Cristo. “Ah, mas se falar de Santíssimo Sacramento, Nossa Senhora, vão é afastar”... Ora, a verdade agora perde o valor? Vamos de fato querer agradar aos homens? Até quando? Muitas almas permanecem ignorantes por nossa culpa que temos o pecado do respeito humano (não é desrespeitar o próximo, mas é negar as verdades de fé para não ofender o outro que pensa diferente). Como nós nos apresentaremos diante do tribunal de Cristo? CD vendido não me garantirá o Céu. Assim como acessos em blog, sites, quantidade de pessoas em pregações “adocicadas”, etc. O que vai salvar é a minha fidelidade à Cristo e Sua Igreja. Lembro novamente de São Paulo: “Porém, como invocarão aquele em quem não têm fé? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão falar, se não houver quem pregue?” (Romanos 10,14) – Com isso podemos concluir que se as pessoas não adentram ou não querem permanecer na Igreja Católica, vivendo os sacramentos, é porque não se tem pregado sobre isso. É porque prefere-se o respeito humano. Ou seja, negar ou ocultar a verdade para agradar aquele que não está plenamente na verdade que é a Igreja.

Nós devemos sim amar e respeitar o outro como pessoa. Mas não podemos compactuar com doutrinas estranhas. Nós devemos estar à serviço da Verdade. Cristo quer que todos sejam um (cf. João 17,21); porém, essa unidade se dá com todos se fazendo um com Cristo. E essa unidade plena com Cristo se dá na Eucaristia que é o Corpo e o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo que nos alimenta no Santo Sacrifício da Missa. Portanto, essa unidade se dá com a conversão dos pagãos, dos hereges, dos cismáticos, etc. Se dá com todos voltando a casa do Pai, a Igreja Católica Apostólica Romana.

Você deve estar me achando “bitolado”, não é verdade? Mas vejamos o que nosso Senhor Jesus Cristo disse para Santa Faustina, a Apóstola da Misericórdia, em certa ocasião onde Cristo lhe pede para rezar uma novena, e em cada dia dessa novena Ele lhe dava a intenção: “Hoje traze-me as almas dos cristãos separados da unidade da Igreja e mergulha-as no mar da Minha misericórdia. Na Minha amarga Paixão dilaceravam o Meu Corpo e o Meu Coração, isto é, a Minha Igreja. Quando voltam à unidade da Igreja, cicatrizam-se as Minhas Chagas e dessa maneira eles aliviam a Minha Paixão.” (Diário de Santa Faustina nº 1218) – Acho até que alguma palavra minha seria desnecessário para explicar... O que dizer? Se você acha que ser Católico e ser protestante é a mesma coisa, e até incentiva e prega esse falso ecumenismo (ecumenismo é bom na questão diálogo, mas hoje querem transformar o ecumenismo em sincretismo religioso), você está ajudando a dar chibatadas em Jesus. Se você deixa de participar do Santo Sacrifício da Missa com consciência e vai para cultos protestantes, vira protestante, você está flagelando Nosso Senhor novamente. Leia o que ele disse acima. Acabamos de ler que Jesus disse que a cicatrização dessas chagas em Seu Corpo, isso é, na Igreja, é a volta desses cristãos separados. Ou seja, se você diz o protestante não precisa se converter porque o importante é ele buscar Deus onde ele estiver, você está deixando a ferida de Cristo aberta. E Cristo sofre com isso. Não sejamos como Pilatos que lavou as mãos, tendo o maldito respeito humano. Estejamos unidos com Cristo, com a Igreja, e não neguemos a verdade.

E isso vale também para os pagãos e demais pessoas sem comunhão plena com Cristo e Sua Igreja.

Oxalá se todo mundo que se diz católico falasse a todo momento da Santa Missa, do Santíssimo Sacramento, da Virgem Maria, pregassem a Cruz de Cristo que nos redime, a Santa Confissão, o amor à Igreja Católica..! Se todos fizessem isso, e rezassem de fato, não haveria divisão, todos adentrariam para a Igreja.

Tema polêmico, mas quero aqui meu texto e meu blog sob o juízo da Igreja. Uno minhas palavras com as de São Tomás de Aquino: “Espero nunca ter ensinado nenhuma verdade que não tenha aprendido de Vós. Se, por ignorância, fiz o contrário, revogo tudo e submeto todos meus escritos ao julgamento da Santa Igreja Romana” e também as de Santa Teresa d'Ávila: “Se alguma coisa não estiver conforme a doutrina da santa Igreja Católica Romana, será por ignorância, não por malícia. Pela bondade de Deus, sempre estou, estive no passado e estarei no futuro sujeita à santa Igreja. Seja ele para sempre bendito e glorificado.”


Salve Maria Imaculada, Mãe da Igreja!

3 comentários:

  1. Desculpe mais eu preciso descordar com algumas coisa, primeiro que, sim, eles são uma banda catolica sinto se você não consegue encontrar Deus nas músicas deles, ja vi varias historias sobre as músicas deles, inclusive uma de uma garota que decide não se matar ao ouvir a letra "hoje muitos choram mais não desistem de viver", Deus pelas letras deles trouxe paz ao meu coração quando eu mais precisei, e em questão do que o Guilherme disse, acho que houve um erro de expressão dele, eu entendi o que ele quis dizer, que, por exemplo, alguém nasce e cresce protestante sem conhecer a verdade em momento algum da sua vida, morre e vai pro inferno?, não estou dizendo que outra igreja alem da catolica pode salvar, a igreja catolica é a unica que salva, o que eu quero dizer é que eu não creio que uma pessoa que tenha seguido a Deus mesmo que indiretamente durante sua vida, mais não foi catolico por não conhecer a verdade da igreja não va para o céu

    ResponderExcluir
  2. Cara, olha só, eu concordo que realmente algumas pessoas são bitoladas, você por exemplo, é uma pessoa bitolada. Você está tentando me dizer que mesmo que eu seja uma pessoa boa, que me arrependo dos meus pecados, sigo a Deus e o respeito, mesmo se eu fizer tudo isso e não for católico eu serei condenado? Deus não escolhe ninguém por religião, vocês "bitolados" tem essa coisa de interpretar a bíblia de forma errada e sai por aí dizendo essas coisas. Deus quer puros de coração, Deus quer gente que luta por ele na terra. Você acha mesmo que quando chegar lá no céu, Deus vai olhar pra você e dizer: Ó, você foi bom, você ajudou os pobres, você amou as pessoas assim como eu pedi, você não matou, mas ó, tá aqui que você não foi católico então você vai pra o inferno. Cara, isso é absurdo, eu sou católica e vivo minha fé, mas reconheço que existem coisas na igreja católica que são pura alienagem. Acorda, véi. Não sai por aí criticando os outros se seus argumentos não fizerem sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, eu não disse que mesmo se você "seja uma pessoa boa, que se arrependeu dos seus pecados, segue a Deus e o respeito, e mesmo que se vc fizer tudo isso e não for católica será condenada?" Em momento algum. Agora se vc além disso, tinha plena consciência de que Jesus Cristo fundou a Igreja Católica - e só a Igreja Católica - e nela não quiser perseverar ou nela não quiser entrar, vc estará cometendo um pecado contra o Espírito Santo (negando uma verdade revelada) e não terá salvação.
      Só a Igreja Católica é uma instituição divina, foi o próprio Deus quem a fundou e deu a infabilidade, não pelos homens, mas porque Cristo é a cabeça da Igreja. Todo o resto é invenção humana. "Não se pode separar Cristo e a Igreja. A graça do Baptismo dá-nos a alegria de seguir Cristo na Igreja e com a Igreja." (Papa Francisco)
      Só Jesus salva, portanto, a plenitude da salvação está na Igreja que é o corpo místico de Cristo. Negar Cristo e a Igreja Católica é na verdade algo além de respeito, é respeito humano que chega a ser pecado, porque aqui não se trata de respeitar o ser humano - que devemos sempre respeitar -, mas respeitar o erro no qual ele vive, desprezando a Deus que é nosso Sumo Bem. Cuidado para aos poucos não ir perdendo a fé católica que vc diz ter. Te convido a estudar mais a doutrina da Igreja, porque se ser fiel à Igreja é ser alienado, o que foram os santos? São Gregório Magno dizia "Que ninguém seja chamado católico se não concorda com a Igreja Romana" - Te convido, fraternamente, a se aprofundar mais na fé católica, catecismo, vida dos santos, antes de ter julgamentos alienados e preciptados. Indico a leitura do Testemunho da Glória Pollo (tem pregação dela também) além das aparições de Nossa Senhora reconhecidas pela Igreja (como La Salette, Fátima, etc.) e aprofundamento na fé católica (Leia tbm o Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem - escrito por São Luís Maria Grignion de Montfort)
      Salve Maria Imaculada, Rainha dos corações!

      Excluir