sexta-feira, 1 de março de 2013

O Católico e o engajamento na Política


            Nos últimos tempos temos visto o apelo da Igreja, através principalmente dos Papas João Paulo II e Bento XVI, para os católicos se engajarem mais na política. Vale lembrar que este apelo é para os católicos leigos, e não da parte do clero, como abusivamente ocorre principalmente influenciados pela condenada “Teologia” da Libertação. O Código de Direito Canônico até autoriza, mas em um “último caso” e com a autorização do Bispo. Mas sabemos que a função primordial do sacerdote não é a política, no sentido de se candidatar a um cargo, mas sim celebrar o Santo Sacrifício da Missa, atender Confissões, ministrar demais sacramentos, e, com fervor, exortar o povo a vivência da radicalidade evangélica. Aí sim, temas políticos, como vemos hoje: pregar contra o aborto, eutanásia, ideologia gay, etc. Além de tomar outras atitudes quando se é exigido.
            A política, do ponto de vista cristão, é confiada especialmente para os fiéis leigos. Mas, infelizmente, está em extinção a espécie de católico fervoroso e convicto na política. O que vemos é muita gente que se diz cristão – e católico porque frequenta a Igreja “socialmente” – mas que não tem valor cristão em seu trabalho. Os valores da Igreja não são objeto de troca, coisa que vemos. Em nome do bem estar com todos, uns dizem ser contra o aborto, mas ao mesmo tempo aprova o “gayzismo”; outro é contra tudo isso, mas talvez aprove distribuição de camisinha. Posso citar, por exemplo, o Governador do DF, que se diz católico, mas, no entanto, na rede pública de saúde promove-se mutirões para se fazer laqueaduras sem cortes e sem anestesia. Ou seja: uma forma mais fácil e rápida de um “católico” promover o controle de natalidade desrespeitando os ensinamentos morais da Igreja. Mas o que se esperar de um político do PT? No entanto, sabemos que os absurdos na política são maiores do que esse.
            Uma frase que gosto muito é a do Papa Leão XIII: “A audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons”. Ora, só existe gente ruim na política porque os bons estão fora dela. Bento XVI pedia para os católicos se engajar na política, mas não o fizemos da forma correta. Temos que parar com a mania do brasileiro de só falar que ninguém presta, que todo mundo é bandido, que todos são ladrões, pois se a maioria é assim, é porque mais bandido é quem só fala e não move uma palha pra mudar. Ficar apenas falando mal de político na internet não mudará nada em nosso país, chegou a hora de fazer o “bumbum” parar de criar calo: ERGAM-SE! LEVANTEM-SE POVO DEDEUS! E quando falo “povo de Deus” é povo de Deus mesmo, e não povo de Marx. Porque existe uma raça de comunista maldita que se diz católico (especialmente no PT e aliados) que se dizem católicos, e são envolvidas na TL e afins, como a Marina Silva, que quem votar nela, vote sabendo que é uma tremenda de uma comunista disfarçada.
            Existem muitos lobos vestidos em pele de cordeiro. Precisamos de católicos de verdade na política, e não fantoches do socialistas. A Igreja condena o socialismo/comunismo: "E se o socialismo estiver tão moderado no tocante à luta de classes e à propriedade particular, que já não mereça nisto a mínima censura? Terá renunciado por isso à sua natureza essencialmente anticristã? (...) O socialismo, quer se considere como doutrina, quer como fato histórico ou como ‘ação’, se é verdadeiro socialismo, mesmo depois de se aproximar da verdade e da justiça (...) não pode conciliar-se com a doutrina católica, pois concebe a sociedade de modo completamente avesso à verdade cristã. (...) Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista." (Sua Santidade, o Papa Pio XI. Encíclica Quadragesimo Anno, de 1º de maio de 1931) – Isso quem disse foi o Papa Pio XI,e ninguém pode dizer o contrário; muito menos se esse alguém for um padre que aparece na TV sem batina. Aliás, amigo de um político que se diz católico: Gabriel Chalita. Eis um belo de um exemplo de falso católico. Chalita afirma ser católico, mas é socialista. Ele até já foi filiado ao PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), mas em 2010 foi eleito Deputado Federal pelo PSB (Partido SOCIALISTA Brasileiro). Em seu histórico está o apoio à Presidente Dilma Rousseff e à Senadora Marta Suplicy. Duas das piores espécies de comunista (ou socialista, como prferir) que temos no Brasil. Marta, por exemplo, foi que desarquivou a PL122 que cria a lei que criminaliza a homofobia, lei esta que cria uma verdadeira “ditadura gay” em nosso país. Fora o apoio ao aborto, eutanásia, perda da propriedade privada, etc. E, mesmo depois de um bom tempo das eleições, com formas obliquas de se aprovar o aborto no país, aprovando a união “homo afetiva” no STF, o sr Chalita diz que toda a campanha contra a Dilma foi “boataria de internet”. Ele – e isso não é boataria de internet – é um covarde, pois se diz contra o aborto, mas ninguém o vê nas manifestações pró-vida. É uma vergonha, cheio de protestantes e até espíritas, e o Chalita onde está? Não tem uma ação  nesses casos, e se diz católico? É o tipo de político que usa a Igreja – no caso aparecer na TV Canção Nova – como trampolim pra política. Gabriel Chalita é Deputado Federal, ele é quem deveria ter tomado a frente, pois ele é legislador, e não o STF (especialmente no caso do aborto de anencéfalos aprovado em 2012). Hoje, ele é do PMDB, que é um partido covarde, é de direita onde convém, e de esquerda onde convém também. Mas, a maior parte é socialista, e apóia o PT. E, Chalita foi para o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) a convite de Michel Temer (Vice Presidente do Brasil). E um traste desse diz que é católico?
            Mas por que citei um, dentre vários, exemplos ruins? Pra você saber que a coisa está feia, e pra arrumar é preciso você. Precisamos de políticos católicos que não sejam socialistas, comunistas, TL (pleonasmo?). Você já parou pra perceber que você procura um bom político e não acha? Será que quem está procurando não deveria estar sendo achado por milhões de brasileiros que querem um bom político, temente a Deus, com bons costumes, fiel a Igreja, que não seja corrupto... Mas claro, se seu pensamento for medíocre irá dizer: “mas todo mundo é bom até chegar lá, depois todos passam a roubar”. Talvez seja porque você não tenha moral; talvez o “bom” pra você seja o que te deu uma sexta básica, emprego, dinheiro, dentadura, emrego, etc., pra votar nele. Ele começou roubando (comprando) seu voto, e você reclama de uma corrupção que você começou? Talvez você tenha votado de forma displicente, sem dar valor. Talvez você vote porque um amigo disse, sem saber exatamente quem é o candidato (tipo do exemplo citado, diz que é católico mas toda a vida é socialista). Talvez tenha até um bom candidato, mas você vota no corrupto porque acha que esse bom candidato não vai ganhar mesmo. O problema da política está em você.
            O Catecismo da Igreja Católica vai nos dizer: “Não cabe aos pastores da Igreja intervir diretamente na construção política e na organização da vida social. Esta tarefa faz parte da vocação dos fiéis leigos, que agem por própria iniciativa com seus concidadãos. A ação social pode implicar uma pluralidade de caminhos concretos. Terá sempre em vista o bem comum e se conformará com a mensagem evangélica e com a doutrina da Igreja. Cabe aos fiéis leigos ‘animar as realidades temporais com um zelo cristão e comportar-se como artesãos da paz e da justiça” (CIC 2442). Então a Igreja confia a nós leigos essa importante missão. Não podemos deixar a epidemia de anticristãos que tem imperado em nosso país crescer. Pois o vírus do anticristanismo está com força, e os anticorpos estão enfraquecidos por outras doenças (TL). Precisamos de católicos fiéis a sã doutrina da Igreja, que estejam dispostos a sangrar pelo Evangelho, e que prefiram morrer do que pecar – como diria São Domingos Sávio -; e aqui, preferir morrer do que se unir ao movimento corrupto. Cadê os santos? Cadê tanta gente contra o PT que vemos na internet? Ah, esqueci... Vivemos em uma sociedade formada por covardes.
            Conversando com algumas pessoas, quase sempre falam a mesma coisa: “vamos criar um partido com valores católicos”. No entanto, é preciso mais um partido? Acho que não. E outra, é muito burocrático criar um partido. Teríamos força para conseguir a quantidade de assinatura exigida e demais itens? Acho que a longo – e bota longo – prazo. Existem diversos partidos, que a ideologia é boa. Pode ter corrupto e safado, mas a ideologia não é ruim, não são socialistas/comunistas. Acho que não precisamos criar um novo partido, mas criar uma nova mentalidade: saber que nossos representantes são reflexos nosso, e se queremos mudar a política, devemos começar por nós mesmo.
            Aqui em Brasília, por exemplo, existem bons candidatos, mas que são afogados pela quantidade de candidatos somado a força comunista no país. Citarei duas pessoas, ambos candidatos a Deputado Federal em 2010. Pablo Valente (PP) e Paulo Fernando (PTB). Ambos não conseguiram êxito na caminhada rumo ao Congresso. Mas, vale destacar aqui a coerência da vida de ambos com o Evangelho e a fidelidade à Santa Igreja. Ambos são contra essas atrocidades cometidas pelo PT. Paulo Fernando, inclusive, faz parte do Movimento Pró-Vida, que luta contra o aborto. E Pablo Valente, também tendo princípios católicos – ele é fundador da Comunidade Católica Fogo no Altar – sendo contrários a este tipo de coisa, são dois exemplos de candidatos que os Petralhas não querem. Pesquise sobre eles, e busque também saber como você pode se engajar na política. Você na política pode, por exemplo, salvar vidas lutando contra a cultura da morte.
            Saiamos da nossa comodidade, e avancemos para águas mais profundas. Não tenhamos medo do mundo, das coisas do mundo, de sermos afogados. Porque se você for fiel a Deus e a Sua Igreja, verdadeiro devoto da Santíssima Virgem Maria, rezar o Rosário, Missa frequente, oração diária, nada te abalará. Nem mesmo as seduções para o mundo corrupto. Seja como Daniel, que sozinho lutou contra um reinado que lutava contra o Deus vivo (leia o livro de Daniel). “Referi-vos essas coisas para que tenhais a paz em mim. No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.”(João 16,33)
            Que o Espírito Santo te ilumine na hora de votar nas futuras eleições. Sem o pensamento de votar em branco ou em nulo, pois não estará ajudando em nada, só demonstrando covardia. Talvez isso seja fruto do que em Nossa Senhora disse em La Salette: as pessoas perderiam o amor pela Pátria. Salve Maria Imaculada!

5 comentários:

  1. A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO-TL (PT) É UMA RAMO DOS IRMÃOS GEMEOS NAZISMO, FASCISMO E COMUNISMO!
    O relativismo é o que adotam os partidos comunistas como o PT com sua parceira, a esquerdista Teologia da Libertação-TL, divulgadora e praticante do Marxismo Cultural-MC, que é a subversão da doutrina da Igreja Católica em ensinamentos socialistas sob aparencias religiosas forjados em seus laboratorios de engenharia social para enganarem os incautos.
    É nova tática na mídia e redes sociais, subvertendo sutilmente a doutrina da Igreja católica, a simples comportamentos sociais; idem, infiltrando nela agentes comunistas desde a década de 30 por Stálin e seguintes, assim como apóstatas católicos, como alguns sacerdotes "PROGRESSISTAS", termos que significa "COMUNISTAS"; aliás, a TL do Boff/Betto & Cia de traidores sacerdotes e até bispos vieram de recente congresso na UNISINOS-RS com o de sempre parceiro PT, no poder graças à sua ajuda.
    Negam toda a transcendência e a ética-moral cristãs reduzindo-as a ações de: IGUALITARISMOS, os quais atiçam a INVEJA: não tolera os mais ricos, mais sábios, etc; o ORGULHO: de não aceitar superiores a si; e a SOBERBA: não se submeter a Deus; a ordem é atiçar o odio entre classes e pessoas.
    Daí o acima favorece as lutas de classes, de etnias, entre Estados, desagregamento familiar e social e exacerbado sensualismo, gerando a massificação, facilitando em um povo alienado a imposição de mazelas: aborto, BBBs da vida, pedofilia, seitas, e por negar a transcendência além-vida a reduz a uma doutrina apenas a comportamentos sociais.
    Assim, a TL por ser relativista e alienante, descristiniza, desfamiliariza e incrementa a desagregação e, estando divididas, facilitará sua captura e dominação sob um regime comunista, dos mesmos moldes dos totalitaristas, materialistas e ateus nazistas e fascistas.
    Confiram na net o "DECÁLOGO DE LÊNIN", os 10 mandamentos dos comunistas em que se pautam para agir, citando aqui apenas o 1º: "Corrompa a juventude e dê-lhe toda a liberdade sexual"; pedofilia, seitas que são outros múltis disfarces do comunismo para uma alienação geral.
    Daí serem seitas satânicas sob aparencias de partidos políticos, como o PT, objetivando insurgir o homem contra Deus e ódio entre pessoas.
    Note que entre si e entre partidos abocanham-se como cães ferozes para dominarem uns aos outros - os expurgos - e só os mais truculentos prevalecem.
    Em sua ida a Erfurt, antiga Alemanha Oriental comunista, o S Padre Bento XVI classificou o nazismo, fascismo e comunismo de “chuvas ácidas”; ao nazismo e fascismo chamou-os de “peste negra” e ao comunismo de “peste vermelha”.
    Aplicam-se as duras condenações de igual forma aos apoiadores do marxismo, como eleitores, membros e militantes, sendo o acima apenas algumas de suas ações.
    Veja na net: "CARTA QUE FIDEL CASTRO ENVIOU AO PRESIDENTE CHÁVEZ DE COMO IMPLANTAR O COMUNISMO NA VENEZUELA" e depois teria sido repassada a Lula, nela os pobres são: "gente sem memoria, faceis de se manipularem, massa de manobra, idiotas úteis" e muito mais trapaças de como chegarem ao poder por meio da mídia.
    Diz o 2º mandamento: "infiltre, e depois controle todos os meios de comunicação em massa".
    Há 1 biblia, "BIBLIA. EDIÇÃO PASTORAL" da (socialista) Editora Paulus "progressista", Pes Ivo Storniolo/Euclides Balancin, imprimatur de D Luciano, irrecomendavel a católicos e os comentarios contestadores são do grande teólogo Dom Estêvão Bettencourt.
    As recentes manifestações contra a blogueira cubana Yoani para não mostrar seus podres são uma mostrazinha do tipo de "democracia" (democradura) dos comunistas do PT, a mesma de Cuba: "coleira no pescoço e fecho éclair na boca"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estude mais, Renan. E, quando estiver cansado de estudar, pegue o terço e reze. Mas reze bastante e com fé. Assim, você não vai continuar agredindo as pessoas que pensam diferente de você. Que fé é essa sua?

      Excluir
  2. Sempre votei no PT, por isso poderiam me considerar petista; gosto de aspectos da Teologia da Libertação também. Mas, jamais poderia ser confundido com fascista, nazista nem mesmo comunista. Esse Renan está muito desinformado sobre o assunto. Deveria abrir um bom livro e estudar, para não mattraquear bobsgens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As diretrizes do PT são incompatíveis com a Igreja. E se tratando de TL, esta é condenada pela Igreja.

      Excluir