quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

“Gayzistas”: o que é liberdade?



Cai por terra o velho pedido de liberdade dos militantes homossexuais. Dizem eles “liberdade! Liberdade! Livre manifestação de pensamento”, dentre outras falácias. No entanto, o que é liberdade para os gayzistas? Querem ter o direito da livre manifestação de pensamento; porém, quando pessoas que discordam deles querem também se manifestar, estes atacam, xingam, agridem, coagem, etc. Então, o que é liberdade? Liberdade é falar e fazer o que quiser sem ouvir o que não quer? Liberdade só para eles? Só homossexuais alienados e sem argumentos sólidos tem o direito de falar, ter voz nas mídias, se manifestar? E os defensores da família e dos bons costumes tem que se calar perante isso, para respeitar a liberdade de alguém se perverter e atacando a moral?
Infelizmente foi isso o que aconteceu com católicos da TFP. Eles foram agredidos por militantes homossexuais em Curitiba. A TFP fazia uma manifestação pacífica, quando um monte de gente alienada os atacou. Os brados de liberdade, liberdade de expressão, ecoavam dos homossexuais. Mas a TFP, assim como todo cristão convicto, não pode se manifestar contra essa pouca vergonha do “casamento” homossexual? Um vergonhoso cidadão, homossexual, em que sua voz ecoa todo o vídeo atacando os católicos presentes, diz algo muito verdadeiro, que é a mentalidade de fezes que tais militantes gays tem: “liberdade é expressar seu pensamento, mas sem agredir o pensamento de ninguém, sem incitar violência, sem usar o nome de Deus, um Santo Nome pra se promover”. Agora analisemos o “astuto” pensamento do cidadão, por partes. Primeiro ele diz que liberdade é expressar seu pensamento. Mas a TFP como toda a Igreja e todos que são contra o casamento homossexual tem o direito de manifestar o seu pensamento contrário a esta prática. Então por que os militantes gays estavam lá para bater de frente se querem liberdade de expressão pra todos? Liberdade de expressão só vale quando se manifestam pró-gayzistas? – Segunda coisa dita por ele nesta frase: sem agredir o pensamento de ninguém. Poxa vida, então não existe liberdade de expressão. Ora, se o que ele diz for no sentido de não bater de frente pensamentos, não existe liberdade de expressão. Eu não gosto de bebida alcóolica (na visão gayzistas estou agredindo o pensamento de quem gosta de bebida alcóolica, porque todos são livres). Então, quem luta pela causa de separar álcool e direção, está agredindo o pensamento de alguém que acha que beber e dirigir não tem problema algum. E outra, as pessoas ali presentes manifestando contra o casamento gay, tiveram seu “pensamento agredido” por pessoas que dizem buscar seus direitos; basta ver as diversas palavras de baixo nível, incitação, tragando cigarro e soltando fumaça na cara dos católicos, etc. Perdeu o argumento gayzistas. Depois ele segue dizendo que liberdade não incita a violência. Agora alguém poderia me dizer em que parte do vídeo existe alguém da TFP incitando a violência? Ou eram os homossexuais que estavam provocando para ter alguma reação? Se alguém da TFP reage as provações, dá um tapa, estaria na manchete de jornal, caso de “homofobia”, ia preso, e Jean Wyllys usaria o caso pra fazer pressão na Câmara.
Ainda analisando a frase dita pelo ser humano citado, o mesmo faz referência a Deus. Diz que liberdade de expressão é se expressar sem usar o nome de Deus, um Santo Nome pra se promover. Na boa? Eles acreditam em Deus? Ainda fala no vídeo, em frente a uma Igreja: “Na frente da casa de Deus, eles pregam uma falsa palavra” Digam-me, qual é a verdadeira palavra? Quem usou nome de Deus para se promover: católicos que foram escorraçados, ou homossexuais para justificar suas práticas? Deus abomina a prática homossexual. O Homossexualismo é um preconceito, ou uma afronta a Deus? Com certeza uma afronta a Deus. Nas sagradas Escrituras é condenada; a Igreja sempre condenou. Deus Pai em revelação à Santa Catarina de Sena, por exemplo, disse isso: “Esses desgraçados não só são frágeis na sua natureza, mas pior, cometendo o pecado maldito contra a natureza e, como cegos e tolos, com a luz do seu intelecto escurecida, eles não sabem o mau cheiro e da miséria em que se encontram. Não só este pecado cheira mal diante de Mim, que sou o Supremo e Eterna Verdade, mas realmente desagrada-me muito. Não só a Mim, mas aos próprios demónios. Não é que o mal lhes desagrada, porque eles não gostam de nada que seja bom, mas porque a sua natureza foi originalmente angelical, e sua natureza angelical faz com que eles se afastem quando este grande pecado é cometido.”
Então parem, vocês, de usar o Nome Santo de Deus em vão. Como muitos hereges protestantes, que apoiam o homossexualismo, está realizando celebrações de “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo. Deus já falou tanto à humanidade. Ah eles não percebem que estão tendo chances muito maiores do que o povo de Sodoma e Gomorra. Que terrível!
Os santos pregaram tanto contra o homossexualismo e todo tipo de pecado contra castidade. No entanto, os gayzistas acham que é liberdade de expressão pegar imagens de santos católicos e como charges, colocam em suas passeatas. Dizem ter até “padroeiro”. Só que se continuar assim, só vai ter testemunha contra no Juízo, e a condenação no inferno. Muitos homossexuais militantes dizem que não querem nada da religião. No entanto, se não querem mesmo, por que usaram tais imagens? Por que usam paramentos católicos em manifestações para provocar? Já que são tão a favor da liberdade de expressão, por que deram as caras na manifestação PACÍFICA da TFP agredindo-os? Isso chama-se pouca vergonha.
Liberdade para os gayzistas é ser tratados com diferença, se manifestar a favor deles e não da verdade. Não nos calaremos senhores militantes gays.
Se a coisa está feia a este ponto, é pela covardia de muitos cristãos, que não se manifestam. Na França, 8 mil pessoas foram se manifestar contra o casamento homossexual e adoção por gays. Inclusive muitos homossexuais apareceram, mas para apoiar a manifestação. Então povo brasileiro, maior nação católica em estatística do mundo, erga-te! Levanta-te! Coragem! Vai a luta! Vamos lutar pela família tradicional e os bons costumes. Lutemos contra palhaçada do casamento homossexual, do aborto e da promiscuidade. Preparemo-nos pro martírio! Adentremos no Céu com a honra de ter feito a coisa certa.
“A audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons” (Papa Leão XII)
Salve Maria Imaculada!


Atualização 27/06/15: O video da fala do rapaz citado acima foi excluído. Mas para contextualizar as palavras com o fato, assista este video onde mostra a agressão sofrida pelo Instituto Plínio Correia de Oliveira.



Um comentário: