quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

“Gayzistas”: o que é liberdade?



Cai por terra o velho pedido de liberdade dos militantes homossexuais. Dizem eles “liberdade! Liberdade! Livre manifestação de pensamento”, dentre outras falácias. No entanto, o que é liberdade para os gayzistas? Querem ter o direito da livre manifestação de pensamento; porém, quando pessoas que discordam deles querem também se manifestar, estes atacam, xingam, agridem, coagem, etc. Então, o que é liberdade? Liberdade é falar e fazer o que quiser sem ouvir o que não quer? Liberdade só para eles? Só homossexuais alienados e sem argumentos sólidos tem o direito de falar, ter voz nas mídias, se manifestar? E os defensores da família e dos bons costumes tem que se calar perante isso, para respeitar a liberdade de alguém se perverter e atacando a moral?
Infelizmente foi isso o que aconteceu com católicos da TFP. Eles foram agredidos por militantes homossexuais em Curitiba. A TFP fazia uma manifestação pacífica, quando um monte de gente alienada os atacou. Os brados de liberdade, liberdade de expressão, ecoavam dos homossexuais. Mas a TFP, assim como todo cristão convicto, não pode se manifestar contra essa pouca vergonha do “casamento” homossexual? Um vergonhoso cidadão, homossexual, em que sua voz ecoa todo o vídeo atacando os católicos presentes, diz algo muito verdadeiro, que é a mentalidade de fezes que tais militantes gays tem: “liberdade é expressar seu pensamento, mas sem agredir o pensamento de ninguém, sem incitar violência, sem usar o nome de Deus, um Santo Nome pra se promover”. Agora analisemos o “astuto” pensamento do cidadão, por partes. Primeiro ele diz que liberdade é expressar seu pensamento. Mas a TFP como toda a Igreja e todos que são contra o casamento homossexual tem o direito de manifestar o seu pensamento contrário a esta prática. Então por que os militantes gays estavam lá para bater de frente se querem liberdade de expressão pra todos? Liberdade de expressão só vale quando se manifestam pró-gayzistas? – Segunda coisa dita por ele nesta frase: sem agredir o pensamento de ninguém. Poxa vida, então não existe liberdade de expressão. Ora, se o que ele diz for no sentido de não bater de frente pensamentos, não existe liberdade de expressão. Eu não gosto de bebida alcóolica (na visão gayzistas estou agredindo o pensamento de quem gosta de bebida alcóolica, porque todos são livres). Então, quem luta pela causa de separar álcool e direção, está agredindo o pensamento de alguém que acha que beber e dirigir não tem problema algum. E outra, as pessoas ali presentes manifestando contra o casamento gay, tiveram seu “pensamento agredido” por pessoas que dizem buscar seus direitos; basta ver as diversas palavras de baixo nível, incitação, tragando cigarro e soltando fumaça na cara dos católicos, etc. Perdeu o argumento gayzistas. Depois ele segue dizendo que liberdade não incita a violência. Agora alguém poderia me dizer em que parte do vídeo existe alguém da TFP incitando a violência? Ou eram os homossexuais que estavam provocando para ter alguma reação? Se alguém da TFP reage as provações, dá um tapa, estaria na manchete de jornal, caso de “homofobia”, ia preso, e Jean Wyllys usaria o caso pra fazer pressão na Câmara.
Ainda analisando a frase dita pelo ser humano citado, o mesmo faz referência a Deus. Diz que liberdade de expressão é se expressar sem usar o nome de Deus, um Santo Nome pra se promover. Na boa? Eles acreditam em Deus? Ainda fala no vídeo, em frente a uma Igreja: “Na frente da casa de Deus, eles pregam uma falsa palavra” Digam-me, qual é a verdadeira palavra? Quem usou nome de Deus para se promover: católicos que foram escorraçados, ou homossexuais para justificar suas práticas? Deus abomina a prática homossexual. O Homossexualismo é um preconceito, ou uma afronta a Deus? Com certeza uma afronta a Deus. Nas sagradas Escrituras é condenada; a Igreja sempre condenou. Deus Pai em revelação à Santa Catarina de Sena, por exemplo, disse isso: “Esses desgraçados não só são frágeis na sua natureza, mas pior, cometendo o pecado maldito contra a natureza e, como cegos e tolos, com a luz do seu intelecto escurecida, eles não sabem o mau cheiro e da miséria em que se encontram. Não só este pecado cheira mal diante de Mim, que sou o Supremo e Eterna Verdade, mas realmente desagrada-me muito. Não só a Mim, mas aos próprios demónios. Não é que o mal lhes desagrada, porque eles não gostam de nada que seja bom, mas porque a sua natureza foi originalmente angelical, e sua natureza angelical faz com que eles se afastem quando este grande pecado é cometido.”
Então parem, vocês, de usar o Nome Santo de Deus em vão. Como muitos hereges protestantes, que apoiam o homossexualismo, está realizando celebrações de “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo. Deus já falou tanto à humanidade. Ah eles não percebem que estão tendo chances muito maiores do que o povo de Sodoma e Gomorra. Que terrível!
Os santos pregaram tanto contra o homossexualismo e todo tipo de pecado contra castidade. No entanto, os gayzistas acham que é liberdade de expressão pegar imagens de santos católicos e como charges, colocam em suas passeatas. Dizem ter até “padroeiro”. Só que se continuar assim, só vai ter testemunha contra no Juízo, e a condenação no inferno. Muitos homossexuais militantes dizem que não querem nada da religião. No entanto, se não querem mesmo, por que usaram tais imagens? Por que usam paramentos católicos em manifestações para provocar? Já que são tão a favor da liberdade de expressão, por que deram as caras na manifestação PACÍFICA da TFP agredindo-os? Isso chama-se pouca vergonha.
Liberdade para os gayzistas é ser tratados com diferença, se manifestar a favor deles e não da verdade. Não nos calaremos senhores militantes gays.
Se a coisa está feia a este ponto, é pela covardia de muitos cristãos, que não se manifestam. Na França, 8 mil pessoas foram se manifestar contra o casamento homossexual e adoção por gays. Inclusive muitos homossexuais apareceram, mas para apoiar a manifestação. Então povo brasileiro, maior nação católica em estatística do mundo, erga-te! Levanta-te! Coragem! Vai a luta! Vamos lutar pela família tradicional e os bons costumes. Lutemos contra palhaçada do casamento homossexual, do aborto e da promiscuidade. Preparemo-nos pro martírio! Adentremos no Céu com a honra de ter feito a coisa certa.
“A audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons” (Papa Leão XII)
Salve Maria Imaculada!


Atualização 27/06/15: O video da fala do rapaz citado acima foi excluído. Mas para contextualizar as palavras com o fato, assista este video onde mostra a agressão sofrida pelo Instituto Plínio Correia de Oliveira.



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O que fazer para a união dos Cristãos?



Salve Maria!
            Meus queridos irmãos em Cristo, a divisão entre os cristãos é algo visível, e até certo ponto constrangedor. Sabemos que a palavra diabo vem de divisor. Portanto, se engana quem acha que a Reforma Protestante foi inspirada por Deus, que levantou Lutero para tal obra de salvar a humanidade “ignorante”. (Tem um post que trata a respeito disso.)
            Sabemos, portanto, que a Igreja Católica Apostólica Romana é uma, devemos todos obediência ao Papa. Se alguém faz isso, não é porque a Igreja esteja dividida, mas porque tem infiéis que se recusam a cumprir os mandamentos de Deus e da Igreja. Isso ocorreu com Lutero, por exemplo. O protestantismo, por sua vez, é todo dividido; existem milhares e milhares de denominações diferentes por todo canto. Muitos podem até dizer que o catolicismo é igual, com o surgimento de diversas comunidades. Porém, toda e qualquer Comunidade Católica é unida a Roma, e tem que estar de acordo com a doutrina da Santa Igreja, e, buscar a aprovação local do Bispo e/ou do Vaticano. No protestantismo qualquer um funda seu “bar-igreja”.
            Mas o assunto em questão não é este. Quero indagar-te-, caro leitor, ou melhor, fazê-lo refletir sobre a unidade dos cristãos. Não se trata aqui de aprovar a heresia protestante. Contudo, vemos a cada dia mais crescer a necessidade da união dos cristãos. O relativismo tem tomado conta da sociedade. E muitas denominações protestantes, apesar de o protestantismo ser uma heresia, que tinham sinceridade na vivência cristã, acabaram se corrompendo mais ainda. E a cultura do relativismo adentrou na Igreja Católica também. O Papa Paulo VI já profetizara que a fumaça de satanás entrou dentro da Igreja. Portanto, o que fazer?
            Na realidade atual, acredite ou não, o primeiro passo para a união dos cristãos é a “catolicização” dos católicos. Para um povo totalmente relativista, ser católico é o mesmo que não ser “crente” e acreditar em um Deus. Acreditar em uma divindade, sem compromisso, vivendo a lei do demônio, muitas vezes, chama-se agnosticismo. Os famosos católicos de IBGE precisam ser católicos de testemunho, de martírio, de santidade. Para isso, precisa entrar no processo de “catolicização”. A catequese deve ser bem dada para quem vai receber os sacramentos, devemos ensinar a verdade, ensinar a doutrina católica, e não contar historinhas de crianças para quem vai fazer a Crisma.
            Com os católicos formados na doutrina Católica, vivendo os sacramentos, com o fervor que se deve ter, o próprio testemunho arrastará muitas almas que estão em denominações fundadas por homens. O relativismo está tão presente no meio protestante também, que vivendo e ensinando a doutrina católica, recebi elogios – além das críticas comuns – dos protestantes. Por quê? Porque a Igreja Católica é a coluna e sustentáculo da verdade (cf. 1Timótio 3,15). E muitas vezes o número de protestantes aumentam, porque além de darem ouvidos a fábulas, não aguentarem a sã doutrina da salvação (doutrina apostólica, católica), são mau formados nesta doutrina. Afinal, “meu povo se perde por falta de conhecimento”(Oséias 4,6)
            Mas não basta vomitar palavras. Não adianta dar uma “surra de Bíblia e Catecismo”. Isso não fará o filho voltar a casa de seu Pai. Precisamos, além de renunciar o respeito humano para anunciar a verdade em sua totalidade; precisamos ORAR pela união dos cristãos. E que fique bem claro que o ecumenismo verdadeiro, esta união dos cristãos, não consiste em sincretismo religioso, mas antes, com prudência, em abertura para os irmãos separados voltarem. E com prudência, porque senão ao invés deles voltarem, outros sairão. Por isso, nunca podemos deixar o anuncio da verdade plena e absoluta. E, por isso a oração se faz necessária. Falar sem unção seria como jogar pérolas aos porcos. Ou antes, estaríamos pregando a nós mesmos, com nosso intelecto, sabedoria, entendimento. E nós devemos pregar a Verdade, e a Verdade é Cristo. E por isso, devemos estar unidos a Cristo na oração, e na vivência dos sacramentos.
            Santa Teresa d’Ávila viveu na época da Reforma Protestante. Desse grande e terrível mal para o cristianismo. Ela converteu muitos protestantes na base da oração. Ela não foi pregadora, foi uma freira de clausura que rezava. Ela foi muito importante na Contra Reforma. Ela reformou o Carmelo, aonde não se vivia a plenitude da vocação, e era relativista. E ela, com novas irmãs, no desejo da radicalidade e entrega a Deus, em um novo Carmelo, rezavam, rezavam, e rezavam.
            A importância da oração para a conversão dos protestantes, fica bem claro nos desejos do coração de Santa Teresa. Ao final do seu escrito Castelo Interior ou Moradas, a Santa faz um pedido de oração para as irmãs que fossem lê-lo: “Pedi também o aumento de sua Igreja e que ele conceda luz aos luteranos.” (Sua Igreja = Igreja de Cristo que é a Igreja Católica). Os luteranos, hoje, a figura de milhares e milhares de protestantes, era lembrado nas orações de Santa Teresa e de suas irmãs de congregação. E nas nossas orações? Conheço gente que deseja o inferno aos protestantes, e vice versa. No entanto, será que é desejo do coração de Cristo que todos se percam? Acho que precisamos evangelizar, e pregar a verdade nua e crua, para que sejamos um.
            Santa Teresa também cita por diversas vezes que devemos rezar pelos pregadores, os doutores, os preparados para discussões. Por quê? Porque ela sabia que a vocação dela não era pregar, mas rezar. Nem todos os católicos do mundo tem o dom para pregar, ou mesmo, escrever. Isso é um fato. Mas não adianta eu escrever no blog, escrever livro, pregar, se eu não rezar, e também se muitos não rezarem por mim, para que Deus me fortaleça com Seu Santo Espírito.
            Portanto, precisamos rezar para que Deus dê luz – e não inferno – aos protestantes, para que estes tornem-se católicos, e vivam os sacramentos, e perseverança para prosseguir firmes na Igreja de Cristo. E também rezar, e muito, pelos pregadores, que possam ser sustentados pela graça de Deus. E, para quem não prega, não escreve, ou algo do tipo, além de rezar, é útil viver como católico e não como pagão;  e parar de agir como protestante, negando coisas da fé católica, ou aderindo a coisas protestantes (como músicas) para agradar, com desculpa de atrair os separados para o catolicismo, enquanto causa efeito contrário.
            Enfim, caridade sem renunciar a verdade. E a verdade é que fora da Igreja não há salvação. O Catecismo da Igreja Católica deixa muito claro isso. Então paremos com o meloso e mentiroso discurso que toda religião leva a Deus. Pois sabemos que só a Igreja Católica. Portanto, é dever de caridade anunciar o Cristo ressuscitado que está presente na Igreja. Ou melhor, que é a cabeça da Igreja. Leia o Catecismo nos números 846 até 848. Aí você verá como só na Igreja existe a salvação, mas que por ignorância, sem saber que Cristo a fundou, e sem saber suas verdades, Deus pode ter Seus meios para salvá-los. Então, se existe alguém ignorante, é porque tem católico ocioso. Mãos a obra: Orem, anunciem, e rezem, consagrem-se à Virgem Maria, rezem o Terço/Rosário, rezem, rezem, rezem, comunguem, rezem, estudem, rezem...
            O Papa BentoXVI pelo Twitter nos diz: Que nos pede o Senhor para fazer pela unidade dos cristãos? Rezar com constância, praticar a justiça, amar a bondade e caminhar com Ele.Se somos CATÓLICOS, obedeçamos ao Papa.
            Salve Maria, Rainha dos Corações!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Por que o Governo brasileiro e organizações internacionais querem tanto a legalização do aborto?


Com um papinho meloso de “direitos humanos” a ONU vem pressionando países que não têm o aborto como ato legal a legalizar esta pratica criminosa. E o Brasil está no meio. Sendo um dos únicos países dentre grandes nações a manter o aborto como crime – pelo menos em partes -, o Brasil sofre pressão, e grupos feministas recebem grande quantia em dinheiro para forçar uma legalização do aborto na Terra de Santa Cruz.
            O que não dá para entender, no entanto, é a fajuta desculpa de direitos humanos. Todo ser humano tem direito a vida. Como assim, em pleno século XXI (bordão muito usado por eles) as pessoas querem matar para “melhorar” sua vida? E os Direitos Humanos daquele feto em desenvolvimento? Ninguém lutará por seus direitos? Aquela vida indefesa, não está tendo segurança nem mesmo no ventre materno.
            O pior de tudo é que os defensores do aborto não são pessoas ignorantes. Em um vídeo em que comento a decisão do STF em aprovar o aborto de anencefalos, uma mulher comenta defendendo o aborto. Em meio ao debate, cito os abortos ocultos, que são abortos que as mulheres muitas vezes cometem sem saber – pra quem não sabe, a pílula anticoncepcional é abortiva, assim como a pílula do dia seguinte... -; e fiquei profundamente triste com sua resposta, esta mulher me diz que é MÉDICA e – pasmem – PEDIATRA. Como um ser humano, que é médica – portanto não ignorante – que cuida da saúde de CRIANÇAS pode ser a favor do aborto? Enfim, sabemos que tem uma classe não ignorante na luta pelo aborto.
            Mas o que você não sabe – ou ignora – é os motivos por trás de tudo isso. Se você mulher, que acha que o aborto é pra evitar que crianças sofram – como se matar fosse uma ótima solução -, evitar problemas e morte da mulher, e tantas coisas dita pelas feministas malditas do governo, saiba que não é. Esse povo está pouco se lixando pra você. Essa é que é a verdade. Por trás do governo socialista/comunista que temos no Brasil (PT) existe uma triste política de controle de natalidade. Na realidade, querem uma destruição da família. E para isso, além do aborto, se inclui o casamento homossexual – não gerará filhos -, divórcios, evitar casamentos formais, etc. Porque fica-se sem base, mais fácil do governo manipular. Pode-se até comparar coisas que o governo atual faz, e que Hitler fazia. Como por exemplo a política de desarmamento, que foi a primeira coisa que Hitler fez em seu governo, e que querem fazer aqui.
            Mas fora isso, existem interesses maiores. O PT quer juntar o útil ao agradável. O Governo quer destruir a família, e grandes empresas estão interessadas em uma das formas dessa destruição: o aborto. Por que empresas internacionais iriam querer o aborto? Simples: clínicas ganham dinheiro – muito dinheiro – para realizar um aborto. Muita gente da classe alta não procuraria um hospital público para fazer um aborto – pois é, o governo quer o aborto em hospitais públicos, pagamos nossos impostos para matar pessoas. Hoje, pessoas com condição, pagam 5 mil reais para realizar um aborto. E tem mais, o mais assustador, a coisa mais horrenda dessa história: EMPRESAS DE COSMÉTICOS USAM FETOS PARA FAZER CREMES DE BELEZA! Isso é real, em vários lugares acontece isso. Nos EUA, por exemplo, a empresa NEOCUTIS usa fetos em seus produtos, e fala na maior cara de pau, como se fosse normal.
            E aí ainda vem um bando de feminista dos quinto dos infernos dizer que luta pelo direito da mulher. Que direito? Direito de usar a vida que é gerada no teu ventre para fazer riqueza a empresários malditos? Na Rússia, onde também tem essa prática, empresas fazem a linha direta com a “fábrica” de sua “mão de obra”. Isso mesmo, a mulher vai à empresa e VENDE o feto para a fábrica. Se paga cerca de US$200 por feto. Tem mulher que ENGRAVIDA SOMENTE PARA RECEBER ESTE DINHEIRO. E se aprovarem o aborto para qualquer caso, como é desejo do Governo e, como está previsto no novo código penal que está para ser votado, vai ser feito coisa parecida no Brasil. Ou vocês duvidam? No caso contrário – graças a Deus que é contrário – conheço mulheres que morando em Brasília, viajaram para o Piauí para dar a luz por lá, já que lá recebe-se algo que é uma espécie de “auxilio natalidade” e o benefício da criança. Se uma mulher faz isso, se começar a pagar para matar no ventre, o que não vai ter de gente pensando apenas no dinheiro...
            Elba Ramalho em um depoimento seu, fala de uma aparição de Nossa Senhora, que fala para Sua vidente que, a nação que aprova o aborto, assina um contrato com o demônio. Com as aprovações do STF e “jogo de cintura” do Ministério da Saúde, o Brasil já abriu a licitação com o cão. Não deixe esse contrato ser assinado, seja pró-vida, seja contra o aborto.
            Só que o que feminista nenhuma, nem membro nenhum do PT irá te dizer é, dos males pós aborto que acontece com a mulher que aborta. Procure alguns depoimentos de Elba Ramalho, pró vida, ameaça por feministas, e que conta a verdade sobre o aborto.
            Salve Maria!

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

"Padre" Lauro Trevisan e seus seguidores...

Pecado Continuado


           



            Salve Maria!
            Meus queridos irmãos, na área do Direito Penal temos os chamados “crimes continuados”, e da mesma forma, tenho identificado na área espiritual, alguns pecados que se assemelham a este crimes civis. Os crimes continuados são um só crime, mas que ocorre várias vezes. Por exemplo: um funcionário de uma padaria que rouba todo dia do caixa 50 reais. Ele responderá por um crime apenas: furto. E não por 30, caso ele tenha roubado em 30 dias. No campo do pecado também é um só o pecado, porém os efeitos, ou seja, a pena, ao contrário do crime continuado, só tende a aumentar se a pessoa não confessar e se penitenciar.
            Vou começar o exemplo, com algo que muitos dirão que eu estou apelando. E de fato não tiro a razão. Usarei este exemplo para compreensão logo de cara. Logo citarei algo na realidade próxima. Bom, o que me dizem dos filmes pornográficos? Na realidade, o que vocês acham do peso dos pecados dos atores pornográficos? Talvez você diga que estou julgando, querendo ser Deus. Mas não estou julgando, estou fazendo refletir. Uma pessoa que fez filme pornográfico não está automaticamente condenada ao inferno. Ela pode se converter, fazer uma boa confissão, e viver na graça de Deus. Porém, fica um pecado continuado. Ficou filmado, e será motivo de queda para muitas pessoas que se masturbarão vendo o conteúdo. E mesmo apenas olharão e desejarão, e já estão em pecado por isso. Claro que, como já dito, convertido e confessado pecado perdoado. Mas, no estado de trevas da alma, só agrava a situação perante o tribunal de Cristo.
            Talvez você achou estranho o exemplo de início, mas até concordou (ou não). Mas creio que você não seja “ator”/”atriz” pornográfico (e se for: CONVERTA-SE!). Mas talvez você esteja cometendo um “pecado continuado” e nem sabe disso. Talvez você esteja causando efeitos destruidores na alma do seu irmão. Vejamos algo comum: meninas que tiram fotos de biquíni, shortinho/saia curta que mais parece um cinto, fotos e mais fotos sensuais, e postam nas redes sociais. Já não bastasse cometer o pecado da imodéstia, e pessoas que a viram – caso a foto/vídeo tenha sido feita em público – terem pecado em seus corações, ainda postam nas redes sociais, se exibindo, e fazendo muitas almas caírem em pecado. Tem garotas que precisam entender o mais rápido possível as palavras de Jesus: “todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração”(Mateus 5,28). Sim, o homem que mantem o olhar na garota ou na foto em que esta posta, desejando-a, pecou. Porém, a garota também peca, por estar se exibindo, e consciente disso. Mulheres, não sejam ingênuas achando que é só uma foto; para o demônio é só mais uma foto para a coleção de pedra de tropeço que ele usa.
            Da mesma forma os homens, que se exibem com seus corpos definidos. Muitas garotas seduzidas. O estrago é menor pelo fato de a natureza da mulher não necessitar ver, a natureza feminina é mais de se mostrar. Isso se dá por causa do pecado original: “[...]TEUS DESEJOS TE IMPELIRÃO PARA O TEU MARIDO e tu estarás sob o seu domínio”(Gênesis 3,14). Porém, apesar de a sociedade atual querer criar um terceiro “sexo”, o homossexual homem continua sendo homem. Ou seja, sua natureza é frágil no ver, cobiçar, é fraca nesse ponto. Por isso (perdão por citar isso novamente) a indústria pornográfica de revistas com homens nús não é feito para mulher ver, e sim para homens (gays) verem. Por isso, os rapazes católicos devem ter modéstia também no vestir, para não fazer uma garota cair em pecado no seu pensar, e também, um rapaz com problemas na sua sexualidade, que também pode cair. Então parem de exibir peitoral nas redes sociais, etc.
            Isso também vale para nas redes sociais para que tenhamos o zelo de não compartilhar coisas que podem ser causa de queda para outras pessoas. As vezes para nós, é tranquilo, sem problemas. Mas a foto da sua amiga de biquíni, shortinho, não é a coisa mais agradável para rapazes que querem viver a santidade. Pense nisso.
            E lembre-se: ao contrário do “crime continuado” citado para fazer a comparação, a justiça divina não transformará em apenas um pecado para aliviar. A não ser é claro, que você SE ARREPENDA, CONFESSE, e PEMANEÇA NA GRAÇA. Deus é misericordioso. Até os exemplos esdrúxulos citados como da pornografia, até estes Deus acolhe em Sua infinita Misericórdia. Mas é preciso mudar de vida. Jogar fora tudo aquilo que não presta e que vem do demônio. Afinal, Cristo te atinge neste momento com os raios de Misericórdia, mas também te diz estas palavras:
“Se tua mão for para ti ocasião de queda, corta-a; melhor te é entrares na vida aleijado do que, tendo duas mãos, ires para a geena, para o fogo inextinguível (onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga). Se o teu pé for para ti ocasião de queda, corta-o fora; melhor te é  entrares coxo na vida eterna do que, tendo dois pés, seres lançado à geena do fogo inextinguível ( onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga). Se o teu olho for para ti ocasião de queda, arranca-o; melhor te é entrares com um olho de menos no Reino de Deus do que, tendo dois olhos, seres lançado à geena do fogo, onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga.”(Marcos 9,43-49)
Não é para se mutilar, é para evitar a ocasião de pecado. É para cortar da tua vida tudo que te leva para a podridão do pecado. Deve cortar até amizades se estas te levam pro abismo e não para o Céu. Coragem, Cristo venceu o mundo (cf. João 16,33)

sábado, 5 de janeiro de 2013

O inferno descrito por Santa Faustina



Hoje, conduzida por um Anjo, fui levada às profundezas do Inferno. É um lugar de grande castigo, e como é grande a sua extensão. Tipos de tormentos que vi: o primeiro tormento que constitui o Inferno é a perda de Deus; o segundo, o contínuo remorso de consciência; o terceiro, o de que este destino já não mudará nunca; o quarto tormento, é o fogo,  atravessa a alma, mas não a destrói; é um tormento terrível, é um fogo puramente espiritual, aceso pela ira de Deus; o quinto é a contínua escuridão, um horrível cheiro sufocante e, embora haja escuridão, os demônios e as almas condenadas veem-se mutuamente e veem todo o mal dos outros e o seu; o sexto é a contínua companhia dos demônios; o sétimo tormento, o terrível desespero, ódio a Deus, maldições, blasfêmias. São tormentos que todos os condenados sofrem juntos, mas não é o fim dos tormentos. Existem tormentos especiais para as almas, os tormentos dos sentidos. Cada alma é atormentada com o que pecou, de maneira horrível e indescritível. Existem terríveis prisões subterrâneas, abismos de castigo, onde um tormento se distingue do outro. Eu teria morrido vendo esses terríveis tormentos, se não me sustentasse a onipotência de Deus. Que o pecador saiba que será atormentado com o sentido com o que pecou, por toda a eternidade. Estou escrevendo isso por ordem de Deus, para que nenhuma alma se escuse dizendo que não há Inferno, ou que ninguém esteve lá e não sabe como é.
         Eu, Irmã Faustina, por ordem de Deus, estive nos abismos do Inferno para falar às almas e testemunhar que o Inferno existe. Sobre isso não posso falar agora, tenho ordem de Deus para deixar isso por escrito. Os demônios tinham grande ódio contra mim, mas, por ordem de Deus, tinham que me obedecer. O que eu escrevi dá apenas uma pálida imagem das coisas que vi. Percebi, no entanto, uma coisa: o maior número das almas que lá estão, é justamente daqueles que não acreditavam que o Inferno existisse. Quando voltei a mim, não podia me refazer do terror de ver como as almas sofrem terrivelmente ali e , por isso, rezo com mais fervor ainda pela conversão dos pecadores; incessantemente, peço a misericórdia de Deus para eles. “Ó meu Jesus, prefiro agonizar até o fim do mundo nos maiores suplícios a ter que Vos ofender com o menor pecado que seja”.
(Diário de Santa Faustina nº741)
(grifos nosso)

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Igreja Católica: a verdadeira religião!




“Povos, escutai bem! Nações, prestai-me atenção! Pois é de mim que emanará a doutrina e a verdadeira religião que será a luz dos povos.” (Isaias 51,4)
     Salve Maria!
     Meus queridos irmãos, vivemos em um tempo em que falar sobre a Igreja é algo não muito bem visto pelos próprios católicos. Por quê? Simplesmente porque se espalhou uma mentalidade herética de que todo caminho leva a Deus, que Deus não fundou religião, etc. Ora, seria muita hipocrisia, uma vez que no Gênesis vemos Deus que “funda” um povo, separa um povo, que adoravam (mesmo sem ser em plenitude como em Cristo) a Deus. Filhos da antiga aliança, na qual toda a lei falava de Cristo. E os filhos rejeitaram Jesus. Jesus, sendo Deus, funda uma Igreja, uma ÚNICA Igreja; e assim cumpre as profecias de Isaías que já falava desta montanha, desta verdadeira religião.
     Neste versículo inicial, vemos Deus falar que a verdadeira religião emanará d’Ele. E emanará A – e não “as” – doutrina, e que será a luz dos povos. Como saber que se trata da Igreja Católica? São João vai falar no início de seu evangelho que “no princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus.”(João 1,1) Então Jesus (o Verbo) é Deus. E esta religião é fundada por Jesus, e vemos claramente isto acontecer em Mateus 16,18-19: “E eu te declaro: Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”. Vemos claramente Jesus instituindo a Santa Igreja, e o primado de Pedro (Papa). Analisando estes dois versículos, podemos perceber que: 1º: Jesus diz que edifica sobre Pedro a Sua Igreja, portanto, a Igreja é d’Ele e não nossa; 2º: ele diz a minha IGREJA, e não “minhas igrejas” como devem achar os protestantes e cia. A Igreja de Jesus Cristo é una, santa, católica, apostólica e romana. Alguns dizem que em Apocalipse tem mais de uma igreja, mas ignoram que ali se trata de uma única igreja, uma profecia para os tempos da Igreja. Jesus não deu autoridade para ninguém fundar religião sobre a face da terra. Nem mesmo para Pedro (Papa), nem para Sua Mãe Maria Santíssima, nem mesmo o discípulo amado. Jesus funda uma única Igreja!
     Algumas pessoas, para atacar a Igreja e os católicos, afirmam que a sucessão apostólica não existe, que temos que crer somente na Bíblia, etc. O próprio fato de termos uma Bíblia para lermos, é uma prova da sucessão apostólica. Quem guardou a Bíblia durante anos para termos ela preservada até hoje? Acertou se disse Igreja Católica. E quem detinha os escritos originais dos evangelhos, cartas paulinas, de João, etc? Pois é... Aliás, uma simples análise do Novo Testamento nos prova que temos uma Igreja na Terra. Ora, os escritos do Novo Testamento, com exceção do Apocalipse de São João que é conhecido como livro da revelação, são manuscritos exortativos, cartas direcionadas a pessoas e a comunidades. Veja as cartas de Pedro, por exemplo, e veja que são parecidas com cartas do Santo Padre o Papa. Cartas, como já dito, direcionadas a pessoas, e não a compor a Bíblia. Isso nos leva a dar um grande valor a Tradição.
     Mas, isso não prova num todo a sucessão apostólica, mas somente a tradição da Igreja. E se todo protestante diz que temos que crer somente na Bíblia, a Bíblia por sua vez diz que temos que crer na Igreja que vem dos apóstolos. E para provar que existe sim a sucessão apostólica vejamos o que nos fala a Bíblia: Após a Ascenção do Senhor, estavam todos reunidos no cenáculo, quando então Pedro (Papa, ao qual foi sobre ele que Jesus fundou Sua Igreja) se levanta e pede para ser eleito um novo APÓSTOLO para o lugar de Judas, que traíra o Senhor e se matou (Cf. Atos 1,15-26). E na oração, os apóstolos falam o seguinte: “...para tomar neste ministério e apostolado o lugar de Judas que se transviou, para ir para o seu próprio lugar.”(Atos 1,25) A sorte então caiu sobre Matias que foi incorporado aos apóstolos.
     Agora pergunto eu: isso foi ou não foi uma sucessão apostólica? Judas “rodou”, entrou outro inspirado pelo Espírito Santo. Da mesma forma seria com todos os apóstolos. Se Judas, o traidor teve seu sucessor na graça, quanto mais Pedro o Papa. Por isso cremos que hoje Bento XVI é Pedro na terra, o vigário de Cristo.
     Da mesma forma, vemos o Apóstolo Paulo, que era perseguidor dos cristãos, e que acaba sendo chamado a esta missão após a paixão, morte, ressurreição e Ascenção do Senhor. E também é introduzido no corpo apostólico.
     Talvez você pergunte o porque a Igreja Católica se chama também Romana. Como me disseram uma vez “como pode se dizer Igreja de Cristo e trazer o nome de quem O matou”. Mas vejamos irmãos, analisemos a Bíblia que é tão pregada como única verdade de fé pelos protestantes: Vai dizer Pedro, o Papa: “A igreja escolhida da Babilônia saúda-vos, assim como também Marcos, meu filho”(1Pedro 5,13). Babilônia, para quem não sabe, é o império romano. São Pedro foi pregar em Roma, iniciou a comunidade romana. E, como vai dizer ele mesmo, lá está a igreja (comunidade) ESCOLHIDA, ou seja, especial, esposa, eleita: CATÓLICA! Daí o nome Romana, pela tradição de Pedro ter ficado por lá, e lá ter glorificado a Deus com seu martírio. Pedro morreu crucificado de cabeça para baixo, porque não se achou digno de morrer da mesma forma que seu Senhor.
     Sinceramente, não consigo entender como muitos irmãos conseguem ler a Bíblia e não enxergar a Santa Igreja Católica. “...casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade”.(1Timótio 3,15) Como podem dizer que só  a Bíblia é a verdade, rejeitando a tradição e o magistério. O Próprio São Paulo já dizia em uma de suas cartas: “Assim, pois, irmãos, ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por PALAVRAS, seja por carta nossa”(2Tessalonicenses 2,15). Por palavra... viram? A tradição oral da Igreja. Nem tudo foi escrito. E isso é bíblico: “Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que se deveriam escrever”(João 21,25).
      A verdadeira Igreja é Apostólica, e não apostata (entenda protestante)! “Perseveravam eles na doutrina dos apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações.”(Atos 2,42) A diferença dos primeiros cristãos do início do primeiro século, para Lutero e seus seguidores após 1500 anos, é a perseverança na doutrina dos apóstolos. Na própria passagem inicial deste texto, retirada de Isaias, vai falar de uma verdadeira doutrina. Que só a Igreja tem. “O teu ensinamento, porém, seja conforme a sã doutrina”(Tito 2,1). Versículos antes mesmo Paulo já dizia: “firmemente apegado à doutrina da fé tal como foi ensinada, para poder exortar segundo a sã doutrina e rebater os que a contradizem”(Tito 1,9).
Algumas pessoas, não necessariamente protestantes, contestam a Igreja Católica, dizendo que Deus seria adorado por todos os povos, e não com exclusividade, etc. Mas, quem fala isso é por total ignorância. A Igreja Católica é o cumprimento desta profecia. Afinal, só quem era filho de Deus, da primeira aliança, era o judeu. Com Cristo, a Igreja que nasce do Seu coração, que surge com vigor em Pentecostes, a Palavra é pregada para o judeu e para os pagãos. Nós seríamos talvez os pagãos, afinal, eu não tenho sangue judeu. O monte santo citado em Isaias 56,4ss que todos os povos serviriam a Deus, é nada mais do que a Santa Igreja Católica.
Se fosse escritos todos os versículos bíblicos, e falar sobre, para explicar a sucessão apostólica e falar das belezas da Igreja Católica, o texto se tornaria mais longo do que já está. Mas gostaria de fazer uma pequena refutação. Alguns protestantes até afirmam existir uma espécie de sucessão apostólica. Mas, dizem estes, que a Igreja primitiva se corrompeu e acabou. Primeiro questionamento: O Deus ao qual você diz servir é ruim por demais, não? Afinal, se a Igreja primitiva, que foi perseguida pelo império romano, se corrompeu após 300 ou 400 anos d.C, como pode Deus ter deixado seus filhos, comprados a preço de sangue derramado numa cruz, largados por mais de mil anos, e só então levantar um “profeta” chamado Lutero, para colocar o povo no caminho certo? Aliás, se Lutero foi levantado por Deus e não por satanás, alguém me explique porque nem todo protestante é luterano, aliás, todo protestante está sujeito a fundar sua própria igreja com valores e doutrinas diferentes. Já a doutrina católica tem 2000 anos. Outra coisa, Jesus então mentiu? Ele disse a Pedro que as portas do inferno NUNCA prevaleceriam contra a Igreja, e o império romano seria mais poderoso que Deus? Paulo quando perseguia os cristãos foi questionado por Jesus porque O perseguia. E o império romano é maior que Deus? Como pode isso? Até porque, o próprio Jesus disse: “Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. EIS QUE ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ O FIM DO MUNDO”(Mateus 28,20) Vemos neste versículo a tradição oral da Igreja: ensinar TUDO o que Jesus prescreveu. E, o que queremos focar: Jesus está com os Apóstolos – veja aqui como a Igreja, hoje temos como sucessores dos Apóstolos os Bispos – TODOS OS DIAS, ATÉ O FIM DO MUNDO. Que eu saiba o mundo não acabou. E Deus não está no sepulcro junto com Pedro e demais. Então Ele está com os sucessores desses apóstolos, está com a Igreja, até o fim do mundo. O mundo não acabou na época do império romano, e não acabou nos dias de hoje para dizerem que a Igreja Primitiva se corrompeu. Porque ou você que diz isso é um deus, ou Jesus é mentiroso e não é Deus. Eu prefiro crer em Jesus e em Sua Igreja que é Santa, Católica, Apostólica, Romana.
     Para concluir, alguns versículos de Isaías, que complementam o versículo inicial deste texto. Não tenha medo de ser católico, muitos serão os ataques, mas maior será a glória no Céu! “Ouvi-me, vós que conheceis a justiça, povo meu, em cujo coração está a minha doutrina: não temais os insultos dos homens, não vos deixeis abater pelos seus ultrajes, porque a traça os comerá como uma vestimenta, e os vermes das traças os roerão como lã. Mas minha vitória subsistirá sempre e meu triunfo persistirá de geração em geração”.(Isaías 51,7-8)
     Salve Maria!