quarta-feira, 25 de abril de 2012

Sejam imediatos!


Nós vivemos em uma sociedade imediatista, que quer tudo “pra ontem”. Mas existe um enorme mal nisso. Esse imediatismo é usado com o único intuito de ter e poder, na busca do prazer pelo prazer. As pessoas querem tudo na hora, e esquecem-se do bem maior: a cura da alma. É inegável que na correria do dia-a-dia, as pessoas buscam se satisfazerem com uma boa colocação social, bom cargo na empresa, bom namoro, etc. Mas mesmo para aqueles que têm uma caminhada na Igreja, acabam por ser imediatos nesse ter e poder, e não buscam a vivência dos Sacramentos para serem salvos. Deixam para a última hora, sem saber do que pode acontecer. E também aqueles que não se converteram, ou ainda não o fizeram por inteiro, acabam por querer se converter amanhã; e amanhã diz que se converterá depois de amanhã, e assim o tempo vai passando, e junto com ele vai à graça de Deus.
         Quando o assunto é conversão, a nossa salvação, nós não podemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje. Hoje só não, mas agora. No dia 19 de abril festejamos o dia de Santo Expedito, que é talvez o santo da Igreja Católica que mais bem nos ensina o bom imediatismo. Santo Expedito - que era soldado romano - queria se converter, mas apareceu-lhe satanás em forma de corvo dizendo “cras, cras, cras” (que em latim significa “amanhã”); e então Santo Expedito pisou em cima do corvo gritando “Hodie” (que quer dizer “hoje”). Santo Expedito nos ensina que devemos nos converter HOJE, AGORA, e não amanhã. Aproveite esse exemplo e converta-se hoje. CONFESSE hoje, COMUNGUE hoje, REZE O TERÇO hoje, ADORE hoje, seja SANTO hoje e não peques mais. É assim que devemos agir. Não sabemos o que pode acontecer amanhã. Aliás, nem mesmo o que acontecerá daqui a cinco minutinhos. Devemos dedicar cada segundo em que respiramos à Deus, e saber que só Ele é a nossa felicidade. E se Santo Expedito tivesse deixado para se converter amanhã, dando atenção aos embustes de satanás? Ele poderia ter morrido, em pecado, sem conversão, sem amizade com Deus. E isso teria sido um triste fim para este grande santo. E você, vai preferir ser imediato na conversão ou se iludir na correria do mundo?
         São Dimas – mais conhecido como o Bom Ladrão – também se converteu de imediato. Estava ele crucificado ao lado de Jesus, e abriu o coração para receber o novo, e ali mesmo se converteu ganhando a salvação. O outro zombava. E você? Às vezes até dentro da Igreja somos zombados por buscar a conversão sincera. Às vezes quando você é um católico morno, as pessoas nada falam – até podem chegar a incentivar você nos seus pecados -, mas basta assumir a radicalidade do Evangelho, logo dizem que é exagero, que não precisa de toda essa radicalidade, que Deus é amor e misericórdia e não sacrifício, e várias asneiras chegando até a caluniar. Podemos dizer que esses são os corvos do nosso dia, e como Santo Expedito devemos pisar. Não de forma física, mas pisar com o nosso ignorar enquanto afetar a nós mesmos, e pisar com o nosso testemunho de vida santa. É assim que esmagamos esses corvos. Tem gente que não pode ver um leigo jovem pregando e/ou rezando que já diz que vai ser padre, unicamente porque este jovem fala e tenta viver aquilo que todos deveriam, mas preferem deixar pra ser santo quando passar da porta do Céu. Mas para entrar no Céu é preciso ter sido santo aqui na terra.
         Já ouvi pessoas dizerem que pode viver de qualquer jeito, que é só antes de morrer confessar que fica tudo beleza. Em primeiro lugar, isso é um grande pecado de presunção. E segundo: e o arrependimento? E o terceiro – e pior -: e se morrer sem se confessar? Afinal não sabemos quando vamos morrer, assim, não sabemos qual é a nossa última chance de recebermos o Sacramento da Penitência (Confissão). Eu não posso deixar pra me confessar amanhã sentindo a necessidade hoje, pois vai que eu durmo mas não acordo. Pode acontecer. E aí como vou me apresentar diante de Deus? Sujo, cheio de pecados. Ele é Misericórdia, mas é justo. Eu tive a oportunidade de me confessar, não fui porque coloquei outras coisas em peso de importância à frente da graça de Deus. E nessa situação mereceria a salvação? É um caso hipotético, mas que pode acontecer, e que muitos de nós acabamos por vivermos nessa condição de risco. Muitos podem achar que Deus sendo misericórdia, Ele colocaria um sacerdote no seu caminho para se confessar antes de morrer. Sim, mas Ele colocou em seu coração o desejo de confessar, e você não o fez por diversos outros motivos. Deus foi ou não misericordioso? Nós é que somos orgulhosos ao ponto de preferir o trabalho, namoro, estudo, dinheiro, poder, prazer, tudo antes de Deus.
         Lembro-me do caso de uma viúva que pediu para São Padre Pio rezar e saber aonde seu marido estava (céu, inferno ou purgatório). Padre Pio que tinha um dom de ciência muito grande dado por Deus, fez uma cara de dor e disse que este tinha ido para o inferno. A viúva questiona dizendo que ele tinha até se confessado antes de morrer. Mas Padre Pio diz que ele confessou, mas Deus tinha um chamado na sua vida, ele brincou com o chamado; ele dizia sempre que ia se converter, mas nunca se convertia, aí delitou no pecado a ponto de não mais conseguir se converter; e na hora de confessar ele ocultou alguns pecados e não se arrependeu de outros. Conseguem compreender irmãos a necessidade de se converter HOJE, AGORA? Talvez muitos de nós nem essa chance de confessar antes de morrer tenhamos. Afinal podemos ser atingidos por uma bala perdida, sermos atropelados, sofrermos uma violência qualquer que pode nos levar a óbito. Por isso, temos que ter a confissão sempre em dia; devemos nos confessar com frequência. A Igreja ensina que devemos confessar uma vez por ano, pelo fato de que têm que Comungar pelo menos na páscoa. Normalmente recomendam que se confesse ao menos uma vez por mês, ou quando cometer pecado mortal. Isso mesmo, se puder, confesse no mesmo dia, realmente após ter cometido. Às vezes as pessoas não me compreendem por minhas confissões freqüentes – confesso uma semana sim, outra não, ou quando necessito toda semana – mas João Paulo II confessava toda segunda feira, e eu acho que eu devo ter um “pouquinho” de pecados a mais que João Paulo II, não?
         O Evangelho já nos ensina “Vigiai, pois, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor” (Mateus 24,42). Por isso temos que ser santos, não por presunção, mas por vocação. E buscar sempre estar preparado para a vinda do Senhor. E sempre tendo consciência de que o Senhor pode demorar a voltar, mas eu posso ir ao Seu encontro daqui a alguns segundos. E como estou para esse encontro? Mereço ser salvo? A Palavra também nos ensina que devemos vigiar e orar para não entrarmos em tentação (Conf. Mateus 26,41). Então essa falta de imediatismos resulta de uma falta de oração. Nós estamos dando ouvidos para o corvo dizer amanhã, estamos dando espaço pra satanás. Mas hoje exorto-vos irmãos, sejais firmes no Senhor, orai sem cessar. Comece a ter uma vida de oração. E participe da oração por excelência que é a Santa Missa. Quão tremenda é a Santa Missa! Coma e beba da carne e do sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo! Não é vinho e não é pão que tem ali, mas sim a nossa salvação (Conf. João 6,22-71).
         E repito uma frase já escrita aqui, para que sejais firmes no Senhor, buscando adorar Jesus Sacramentado diariamente, missa idem, e busque renunciar todo tipo de pecado: Santo Expedito nos ensina que devemos nos converter HOJE, AGORA, e não amanhã. Aproveite esse exemplo e converta-se hoje. CONFESSE hoje, COMUNGUE hoje, REZE O TERÇO hoje, ADORE hoje, seja SANTO hoje e não peques mais.
        “Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo” (Levítico 19,2)
         Salve Maria Santíssima!
         Shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário