sábado, 3 de março de 2012

Mulheres: o véu não é obrigatório, mas a roupa ainda é!


“Toda mulher que ora ou profetiza, não tendo coberta a cabeça, falta ao respeito ao seu senhor, porque é como se estivesse rapada. Se uma mulher não se cobre com um véu, então corte o cabelo. Ora, se é vergonhoso para a mulher ter os cabelos cortados ou a cabeça rapada, então que se cubra com um véu. [...] Por isso, a mulher deve trazer o sinal da submissão sobre a cabeça, por causa dos anjos. [...] Julgai vós mesmos: é decente que uma mulher reze a Deus sem estar coberta com véu? (1Corintios 11,5-6;10;13)
  
         É verdade que há algum tempo não se tem a obrigatoriedade do uso do piedoso uso do véu pelas mulheres. Para ser mais preciso, após do Concílio Vaticano II - mas não critico esta maravilhosa obra do Espírito na Igreja, como faz alguns irmãos para argumentar algumas tristes atitudes de católicos-. Como é belo você ir a uma santa Missa, e lá encontrar mais do que Jesus Eucarístico – que já é tudo-, mas encontra também fiéis piedosos, e em particular as mulheres que cientes desse respeito usam o véu. É muito belo. E infelizmente temos perdido esta bela tradição na Igreja. Afinal, em sua paróquia ou comunidade alguma mulher usa o véu? Nem mesmo em comunidades, como a Shalom, não me recordo de ter visto alguém o usando. Não que quem não use seja menos digna do que quem usa, até porque muitas (das poucas) podem usá-lo para disfarce, e viver vida dupla.
         Mas o caso em questão não é nem o véu. Como já disse, ele não é mais obrigatório. Porém, não sei se foi informado nas catequeses, homilias, encontros, etc., que a roupa ainda é obrigado a usar! Sim, porque tem mulher que acha que Cristo morreu na cruz e reconciliou o mundo com Deus e, assim voltamos ao tempo de Adão e Eva antes de comer o fruto proibido; desta forma, andando tudo peladas dentro e fora do templo de Deus. É um absurdo o que vemos em muitas celebrações Eucarísticas. Muitos podem dizer que não devemos nos importar com o vestuário da pessoa, que é babaquice e julgamento. Concordo. Porém, uma coisa é não se importar com o vestuário, e a piedade ou não da pessoa; outra é a “nudez” e o pudor ou não que esta tendo.
         A Palavra de Deus diz que apenas em olharmos e desejarmos uma mulher (ou homem) estaremos em pecado (cf. Mateus 5,28). Ai fico me perguntando o que uma mulher acha que nós homens pensamos ao vê-las andando vulgares, como prostitutas (me perdoe o termo duro, mas é o cabíbel), mostrando tudo até não ter mais o que mostrar? – e vale lembrar que nem falo de gente do mundão, mas de freqüentadoras dos templos – Será que elas pensam que nós pensamos assim: “Ô lá em casa, na minha capela rezando o rosário... ia ser tanta unção rezando que levitaríamos feito os santos místicos...” Homem, é assim que você pensa ao ver uma mulher vulgar? Eu não penso isso. Aliás, luto para não pensar nada... Será que uma mulher dessa acha que pessoas sérias, que firmaram suas vidas em Deus, na radicalidade do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, vão querer casar com elas? Muitos rapazinhos que são da igreja, são tudo safados, e pegam mesmo (erradamente, caindo ambos), mas tendo a consciência de que essa não é pra casar – até aparecer uma gravidez -. Aí depois olham para o Céu, e bradam contra Deus porque ninguém sério as quer, porque seus relacionamentos não duram nada, porque é infeliz, e blá blá blá. Depois vai pra seita protestante, e num passe de mágica até para de usar as coisas vulgares... Porque não parou de usar antes sua ameba? (ou como falava padre Léo “sua anta”)
         Certa vez em uma Paróquia, a mulher do meu tio fez o seguinte comentário sobre uma mulher que estava na nossa frente: se ela tivesse vindo pelada estaria mais “bem vestida”. E é a forma que muitas mulheres e homens tem se vestido. Vale lembrar que muitos homens também profanam o templo do Senhor profanando dessa forma seus corpos, deixando a mostras. Desde camisetas sem manga e apertadinhas pra mostrar que malha, até o desprezo da bermuda e chinelo na Santa Missa. Aonde está aquele Espírito de piedade, que anos atrás fazia todos pegarem a melhor roupa (MELHOR, E NÃO MENOR) para ir para a Missa dominical ou solenidade, e iam todos lindos, pois a alegria era ir pra Missa, todos respeitavam e tinham zelo. Esse Espírito continua dentro deles, afinal a maioria esmagadora é batizada, mas o Batismo é como apresentação no Exército: todos vão ao menos uma vez na vida pra se apresentar, mas poucos seguem carreira militar. E como se fosse exército, os fiéis hoje não querem mais usar a farda de um verdadeiro católico que não é nada além de uma roupa decente.
         Até a calça jeans torna-se um instrumento do diabo pra derrubar as pessoas na Igreja. Afinal, calças em mulheres, ainda mais jeans, modela o corpo, fazendo todo o desejo do corpo feminino. Não digo que as mulheres devem deixar de usar calça jeans para usarem vestidos – mas se quiserem, sintam-se a vontade, ficará lindo e piedoso -, mas, por favor, se você usa o nº X, não compre uma calça com 2 ou 10 números menores. Uma coisa é usar calça, outra é querer de propósito mostrar as curvas do corpo. Lembrem-se que você pode até não fazer por má fé, mas pode nessa brincadeirinha estar sendo motivo de queda para muitos rapazes. Eu sai da academia, além de que usava para me envaidecer, eu ficava exposto a várias mulheres com roupas apertadas, (se não me engano são as “calça legging”). E além de malhar, ainda tinha as danças... e muitas são da Igreja. Aliás muitos conhecidos da Igreja ficavam lá “admirando” e observando a podre exposição do templo do Espírito Santo. Muitos podem falar que é porque era um ambiente secular, mas isso ocorre na Igreja também. Certa vez uma ministra servia na Missa usando saia, deixando as pernas à mostra. Aí se me vem uma criança apta a receber a Comunhão, e ela vai receber de joelhos... É triste. Enfim...
          Precisamos ensinar a piedade, e a ter vergonha na cara desde cedo. Nas catequeses, nas homilias, nos encontros. Parece que por respeito humano, tendo medo de dizer a verdade as pessoas se calam e fica essa pouca vergonha. Já estou cansado de sair da minha confissão e ao passar da porta da Igreja ter que enxergar apenas o asfalto, porque devo reclinar a cabeça porque vinha a minha frente uma imunda com shorts curto, ou minissaia, ou tapa-sexo. Isso quando ainda pra isso preciso sair da Igreja não é mesmo? E mesmo pra quem ta fora, se as pessoas que estão na Igreja não fossem tão mornas e conivente com o pecado, muitas não teriam saído da Igreja e tornado o que vinheram a se tornar. Se a catequese tivesse sido bem dada, muitas não teriam saído após a Primeira Comunhão ou Crisma. A roupa, muitas vezes, vai mostrar muito do que é a pessoa. E infelizmente o vestuário de muita gente na Igreja mostra pessoas impiedosas e sem respeito a Deus, que pra ser diferente das pessoas do mundão, tem o status de pecador de carteirinha católico. (ou protestante, tem muitos que falam dos católicos mas tem esse fogo do mau 3x pior).
         Chega dessa apostasia. Chega! Homem ou mulher, ambos cometem tais erros absurdos. Mas se querem continuar vivendo nesse erro, indo pra suas festas mundanas profanadoras, continuem. Não é bom que continuem, mas querem, são livres. Mas por favor, evitem fazer isso dentro da Igreja, não quero cair por causa de vossa impiedade, assim como também já pude ter sido queda pra outros por tantos outros motivos. Uma hora o amor que dizemos ter a Deus tem que parar de ser uma frase que sai da boca, mas uma atitude que até os cegos vêem a mudança e o amor na prática. Entendido? Quer usar o “tapa-sexo” na rua? Use, espero que você não passe por mim. Mas não use na Igreja, pois você com seu “tapa-sexo” pode derrubar a mim e a tantos outros que vão a Igreja buscar a santidade. Muitos me criticarão e dirão que não tenho piedade; realmente, piedade é deixar a coisa como está? Como faz falta pessoas leigas ou consagradas, que sejam como São Padre Pio, que expulsava as mulheres que iam com roupas indecentes pra Igreja aos gritos de “suas porcas, suas imundas”. Calou, se proliferou. (lembrando que tudo isso vale pros homens também).
         E pra terminar, a roupa que você usa a Virgem Santíssima usaria? Ou São José no seu caso rapaz... A cantora Beyoncé, se diz católica e canta a música Ave Maria. Existe um vídeo dela que ao interpretar “Ave Maria” a roupa que ela usa não seria usada nem por Maria Madalena antes de encontrar Jesus Cristo, quanto mais pela Virgem Maria. Rapazes e moças, se seu vestuário não é santo, como desejas alcançar a santidade uma vez que devemos ser santos porque o Pai é santo? (cf. Levítico 19,2). São José e Nossa Senhora sejam seus modelos de moda.
         Shalom!

















11 comentários:

  1. Anderson, parabéns pelo texto, está fenomenal, muito bom mesmo!!! Você escreveu com a firmeza necessária, tendo em vista o tema abordado: realmente é um absurdo o que vemos em nossas paróquias, a Apostasia tem se disseminado rapidamente entre as pessoas. Muito legal, cara, que o Senhor continue te capacitando a nos trazer opiniões importantes e sinceras assim!!
    Só uma observação sobre seu perfil do Blogger: eu acharia melhor que você retirasse a informação "Signo: Áries", pois penso poder ser uma denúncia de que Astrologia tem alguma ponte com o Catolicismo, e bem sabemos que nossa Sã Doutrina não condiz em nada com estas práticas. Deus abençoe!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo apoio e principalmente pelo alerta. Nem havia me atentado que estava marcado o "mostrar signo".

    Shalom!

    ResponderExcluir
  3. "Se a catequese tivesse sido bem dada, muitas não teriam saído após a Primeira Comunhão ou Crisma."
    é o que eu mais falo! isso me entristece de verdade... fiz catequese váááários anos, mas toda vez um tio meu me perguntava: o que aprendeu hj?
    eu dizia: fiz um desenho de jesus e pintei... ou quando os anos foram passando, respondia: fizemos cruzadinhas sobre os nomes bíblicos!
    Só depois de anos esse meu tio que é catequista, me abriu os olhos e me ensinou sobre o CIC, sobre a ICAR, sobre a Bíblia. foi um dos motivos que me fizeram não sair da igreja.
    Na paróquia desse meu tio, só pode ser catequista depois que faz um curso do Catecismo, da Historia da igreja e da Bíblia. Dai na primeira eucaristia, eles fazem cursos biblicos com as crianças, para a crisma eles ensinam a historia da igreja e o catecismo. Eu penso que deveriam fazer isso em todas as paróquias, visto que muitos saem da nossa amada igreja por conta da ausência de informação e por não verem nexo na nossa Santa Missa!
    Que nosso Deus possa abrir os olhos de todos os Católicos, para que sejam verdadeiramente Católicos, para que nenhum irmão se perca no mundo ou em divisões religiosas!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns meu irmão, seu texto ficou muito bom! È isso mesmo que infelizmente acontece, pode ser que algumas mulheres tiveram uma catequese errada, mas no fundo todas sabem se a roupa está provocanco ou não, e se ela usa roupa assim é porque quer provocar mesmo.

    Aqui tem um link de um texto sobre o assunto, quando puder, dê uma lida.
    http://materdei1.blogspot.com.br/2012/05/o-pudor-preserva-intimidade-da-pessoa.html

    Tenha um ótimo dia, fique com Deus e Nossa Senhora!

    ResponderExcluir
  5. Salve Maria!

    Muito bem colocado, rapaz, está de parabéns!

    Gostei muito dessa parte: "Sim, porque tem mulher que acha que Cristo morreu na cruz e reconciliou o mundo com Deus e, assim voltamos ao tempo de Adão e Eva antes de comer o fruto proibido; desta forma, andando tudo peladas dentro e fora do templo de Deus." É o tal do "o que vale é o coração", o padre que reza a Missa na Igreja que costumo ir uma vez alertou quanto ao perigo dessa frase e fez a seguinte interrogação: "tudo bem, o que vale é o coração, mas você vê o coração?" Quando um rapaz vê uma moça com um "tapa sexo" como você disse, ele não vai ver o coração dela, pois não somos imaculados...

    Gostei muito dessa sua frase final: "E pra terminar, a roupa que você usa a Virgem Santíssima usaria? Ou São José no seu caso rapaz..." Basta se perguntar isso e o problema está resolvido!

    É animador ver rapazes apoiando a modéstia!
    Que Nossa Senhora seja Nosso Auxílio nesta batalha!

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  6. Estou com os olhos mais "afiados" para as roupas mínimas , colantes e decotadas das mulheres na missa , dos homens de bermudas e chinelas . Mas algo que tem me incomodado bastante é o comportamento de alguns casais DURANTE a missa , DENTRO do templo . Tenho visto casais se agarrando sem nenhum pudor . Este domingo havia um casal de uns 20 e poucos anos , creio eu, sentados na 3a fileira do altar , o rapaz abraçado a moça que deitava sua cabeça sobre o ombro e o pescoço do rapaz , ele acariciava o pescoço dela e vez por outra se beijavam na boca ... uma coisa assim muito "motel" . Dei azar e p tal casal ficou à minha frente na fila de saída da igreja . E lá foram eles , o moça na frente e o rapaz atrás andando , abraçando e encoxando amoça e ela feliz com cara de "to dando" ... e assim cumprimentaram o Padre . Outro domingo havia um casal de uns 16 anos se agarrando , a moça com uma saia de um palmo de comprimento não dava sossego ao rapaz , que até tentava se comportar ! Essa moça realmente atacava o rapaz e o tentava mesmo , beijando , se esfregando no rapaz ... totalmente inconveniente ... o rapaz comungou a moça não .
    Gostei muito dos seus textos !
    Parabéns !
    Deus o Abençoe , e Jesus o Proteja !

    ResponderExcluir
  7. É, ser católico não é piada, é coisa séria. E o pior é que tem muita gente que está achando que saiu uma nova versão da bíblia revisada e atualizada para suas conveniências. Nessa versão só tem o pecado dos outros...
    Mas também muito disso é de responsabilidade dos párocos que parecem que também se enfraqueceram em sua fé e esquecem que antes de serem carismáticos devem passar o ensinamento de Deus, por mais duro que ele seja. Afinal, se já nascêssemos com vaga cativa no céu, não seriamos filhos de Adão.

    ResponderExcluir
  8. As moças principalmente não se dão ao respeito, na escola, na faculdade, na igreja principalmente, utilizam roupas de gente vulgar, indecente, indigna e imoral. É muito triste, e as mães que deveriam educar, ainda apoiam este tipo de "vestimenta" e ainda utilizam a mesma roupa que as filhas. Os rapazes, sempre de bermuda, chinelo, e sem camisa. É muito triste isso.

    ResponderExcluir
  9. Qual a diferença para as mulheres entre o véu branco e o preto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Véu branco é para as moças solteiras, e o preto para as casadas.
      Salve Maria! =]

      Excluir
  10. Olá Anderson, não sou católico e nem protestante, mas sou um espírita e como cristão, valido quase na totalidade seu texto. Sabemos que as mulheres são o ponto de desiquilíbrio neste planeta chamado terra e com a falta de candura que certas mulheres se apresentam, tornamos presas fáceis ao desequilíbrio. O mundo modernizou e com ele as roupas também foram modernizando. O problema maior é a disputa nivelada por baixo que elas tem entre si. As mulheres se vestem para as outras mulheres e se não estão atualizadas, o mundo acaba. Concordo que os vestido deixam as mulheres mais femininas e isso não quer dizer, sensuais. O fato que não concordei no seu comentário e sobre algumas vestimentas masculina. Eu já fui católico e em pleno verão, ia a missa com um bermuda social e me sentia muito bem composto. Já as camisetas regatas apertadinhas, Deus me livre. Parabéns pela colocação.

    ResponderExcluir