sexta-feira, 29 de julho de 2011

Seguir a Jesus Cristo a exemplo de Mateus

“Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: ‘Segue-me’. O homem levantou-se e o seguiu.” (Mateus 9,9)
 
            Particularmente tenho essa passagem como uma das mais belas que vemos no decorrer do Evangelho. Claro que a salvo a narrativa de toda a paixão de Cristo, do Seu sofrimento e Seu amor extremo por nós. Mas essa passagem da vocação de Mateus me chama muito a atenção. Muitos podem indagar o porquê de eu achar essa passagem interessante, já que é tão simples. Mas é justamente por isso, pela simplicidade de Deus na nossa vida.
            Eu vejo no povo da daquele tempo muito parecido com muita gente de hoje. Esperando a felicidade, querendo algo novo em suas vidas. Trazendo uma tristeza e uma amargura, um vazio interior que com toda certeza só poderia ser preenchido por Deus. E Mateus com certeza se encontrava assim. Sejamos sinceros: Quem de nós, hoje, seguiria um homem desconhecido e muito estranho que jamais ouvistes falar? Em sã consciência creio que a maioria não seguiria. Mas Mateus seguiu. E ele seguiu não porque sabia que ele era o Cristo, o Filho de Deus. Claro que Com certeza Jesus trazia algo de diferente com si. Mas o que leva Mateus a largar tudo foi essa esperança de ser feliz e realizado.
            É da mesma maneira que Mateus estava que muitos de nós nos encontramos hoje em dia. Mateus teve a sorte (no caso a providência) de que Jesus Cristo o chamou e ele o seguiu. Mas poderia ter sido chamado por um sedutor qualquer que queria nada a mais do que simplesmente se aproveitar das pessoas e de sua fé. E é assim hoje. Quantas vezes por estar tão vulnerável espiritualmente, profissionalmente, afetivamente, enfim, na nossa vida em geral, acabamos por seguir o primeiro que nos chama a segui-lo. E nem sempre o primeiro que a gente ouve o chamado é de Deus de fato. E acabamos por cair nas ciladas dos sedutores. Quantas pessoas não caem nos buracos das seitas por que não ouviram o chamado de Deus e acabaram indo por caminhos que julgava ser de Deus, quando na verdade era desvios feitos pela sedução, que se aproveita da fraqueza. Quantos por estar nesse vazio e não querer seguir a Jesus como Mateus fez, se entregam a maconha, a cocaína, a heroína, ao crack, ao oxi, ao êxtase, a merla, ao álcool, ao sexo desordenado, a prostituição, ao homossexualismo (em ênfase a sua ideologia), ao tráfico, ao crime em geral, ao suicídio. Enfim, todo tipo de mal. O mal também te chama assim como Jesus, cabe a você decidir a qual chamado obedecer. O mal te chamar pra todo esse mundo citado acima, se afundar nele ao invés de beber de uma água viva, da graça de Deus, é escolha sua. Mateus foi chamado por Cristo, e foi ao Seu encontro e o seguiu. Por que hoje parece ser mais dificil dizer sim a Deus do que pro mal?
            Se prestarmos atenção em todo o contexto contido nessa passagem, podemos perceber o quão rica ela é para nós hoje em dia. Mateus estava cobrando impostos, ou seja, estava trabalhando. Logo é para nós hoje, um grande exemplo de que Deus está acima de tudo, inclusive do nosso trabalho. Quantas pessoas não deixam de ir a uma Missa pra ficar se matando fazendo hora extra pra ganhar mais, e com isso até perdendo a saúde e a paciência, tornando áspera a convivência familiar. Deus nunca vai deixar faltar nada pra gente. Tudo o que conseguimos é por providencia d’Ele. Não conseguimos nem estar lendo esse blog se não for por Sua graça. Quantas pessoas não largam a Igreja por dizerem que não tem tempo pra Deus, ou que domingo é pra descansar do trabalho (eu inclusive já fui assim). Devemos olhar com carinho a atitude de Mateus, que se jogou e não olhou para trás. Deus não quer que fiquemos desempregados. Mas olhar com carinho para Deus é importante, até porque se não fosse a graça de Deus você não teria esse emprego. E não podemos usar a graça de Deus para ter como desculpa de nos aproximarmos de Deus.
            Outro ponto interessante, é que Mateus ao ser cobrador de impostos trabalhava para o Império Romano. Logo, era “odiado” por todo mundo que não Romanos. Principalmente Judeus. E Jesus, sendo Judeu, não o odiou (até porque Deus não odiaria a nenhum filho), mas o amou e o chamou; já que tinha planos para sua vida, como vemos claramente hoje. Isso nos mostra irmãos, que mesmo todas as pessoas ao nosso redor nos odiando, tem um Deus que te ama e zela por ti. Talvez você entenda agora a solidão que Mateus sentia pra seguir o “primeiro” que apareceu lhe chamando. É uma solidão que só acaba com a companhia de Deus. E mesmo com ninguém gostando dele, Deus manifestou o seu amor lhe chamando para amar. São Pedro, nosso primeiro Papa, precisou da pesca milagrosa para seguir a Jesus como Filho de Deus (cf. Lucas 5,1-11); Mateus de vista o seguiu. E você? Vai ficar ai querendo seguir as drogas, sexo, festas, falsas doutrinas, heresias, crimes até quando? Só será feliz plenamente ao fazer como Mateus que ouviu e cumpriu o chamado de Jesus.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

não vim chamar os justos, mas os pecadores. (Sobre o PHN 211)


Em resposta a matéria publicada no site Folha.com, no dia 25/07/2011 às 09h08 que fala de maneira mal intencionada e irônica do evento Católico PHN, da Canção Nova.

       Pra começo de conversa, a repórter Anna Virginia Balloussier, que foi enviada a Cachoeira Paulista para cobrir o evento, foi mal intencionada para o evento. Vemos em toda a sua cobertura que ela não cita praticamente nada de positivo do evento, trazendo termos e comparações irônicas e maldosas. Se ela só viu coisa ruim no PHN não terá sido porque ela estava no meio das coisas ruins? Por que ela não fala nada de momento de oração com Jesus Eucarístico? Ela só fala de erros cometidos por jovens lá dentro do acampamento. Mas com 100 mil jovens o que ela esperava? Que fossem 100 mil Chiara Luce? (Jovem que morreu aos 18 anos e foi beatificada pelo Papa Bento XVI a pouco tempo).
         Não podemos ser hipócritas de achar que todos os jovens presentes no PHN seriam santos e serem verdadeiros beatos. O evento é justamente para trazer para a Igreja esses jovens que estão no mundo, cometendo pecados, entregues aos prazeres mundanos, no sexo, na droga, nos vícios. E vocês acham que simplesmente nos primeiros dias eles vão largar tudo e ser santos? Claro que não. No Evangelho vemos que Jesus antes de qualquer coisa amava as pessoas, depois as curava, e depois lhes pedia “vá e não peques mais”. É o que acontece com acampamentos de jovens em todo lugar. Não se pode querer que as pessoas larguem o álcool, o sexo, as drogas sem antes se sentirem amadas por Deus e por nós. Depois de sentir esse amor maravilhoso de Deus e ser curada das mágoas, rancores, e até doenças e vícios, é que POR AMOR essa pessoa muda de vida e para de fazer as coisas erradas. Mas parece que a repórter acha que processo de conversão é mágica, e queria que os jovens chegassem sem pecado e fossem assuntos ao céu.
         Eu já cometi pecados tamanhos na minha vida. Hoje tento levar uma vida santa segundo os preceitos do Evangelho e da Igreja (que nada mais é do que o próprio Evangelho na vida dos fiéis). Mas eu não comecei a mudar de vida de uma hora para outra. Foi preciso um longo processo de conversão. Para assim eu ser um santo pecador e não mais um jovem amargurado que era escravo do pecado. Eu freqüentei muito tempo a Igreja sendo um pecador que não se arrependia dos meus erros. Quando senti o amor de Deus de fato, e vi que SIM era possível ser santo nos dias de hoje, comecei a ter uma vida baseada no certo, ou seja, em Deus. Cometo pecados? Sim, isso é óbvio. Mas o santo não é o que não peca, mas sim aquele que não se deixa ser escravo do pecado.
         Algo dito pela repórter também é motivo de indignação profunda. Ela fala sobre os gays eu seu artigo como se tivéssemos que expulsar os gays da Igreja. O homossexualismo (em sua ideologia homossexual) é um erro gravíssimo? Sim, mas não é por isso que se deve expulsa-los da Igreja. Como dito acima, devemos amar profundamente essas pessoas. Acho que a repórter bem estudada que deve ser, deveria dar uma estudada no Catecismo da Igreja Católica pra ver qual a posição da Igreja sobre o assunto.  Leiam o meu post sobre o assunto: Homossexualismo: Um preconceito ou uma afronta a Deus? – e leia também o Catecismo: Catecismo - Homossexualidade – Sobre isso, será que a repórter achou que o modo mais correto de evangelizar os homossexuais é escorraçando eles? Lamentável senhora repórter.
         Fico muito triste ao ver como ela trata os missionários. Como se fossem qualquer coisa. Fala ironicamente como se eles tivessem ali para brincar. Ser pregador, padre, músico, ou qualquer missionário em geral é muito difícil. Porque se essa repórter não sabe, boa parte desses missionários são de VIDA, ou seja, largam TUDO para seguir a Jesus Cristo e trabalhar na obra do Reino dos Céus. Mudam de estado onde residem, e de estado de vida. Tudo por amor a Deus e ao próximo. Sofrem bastante mas sempre com a felicidade que vem de Deus. Ai chega uma repórter mal intencionada que ironiza tudo e fala mal. Até o nosso querido Dunga, idealizador do PHN foi ironizado por ter dito que já usou drogas. Mas olha que cosia linda: deixou de perder sua vida nas drogas ao encontrar o verdadeiro amor que vem de Deus. Pra que a ironia e o descaso? Pra que falar mal dos jovens que estavam na mesma situação que ele em busca de Deus?
         Até com as coisas boas que ela presenciou ela fala besteira. Diz ela que ao ver jovens caídos achou que era ressaca mas era um repouso. Que ela também recebeu orações de um “aprendiz de missionário” e que nada aconteceu, dizendo ela ser uma farsa. O engraçado é que ela diz em seu texto que sentiu uma câimbra na perna. E como diz que não aconteceu nada? Só não sentiu a ação poderosa de Deus naquele momento porque ela não quis. Porque as pessoas precisam aprender uma coisa: DEUS SÓ VAI AGIR SE VOCÊ DEIXAR, ELE TE DÁ LIBERDADE! Se é farsa então porque tantos jovens repousaram? Será que não é porque além de só querer ver o errado você também não queria ser um contra-testemunho?
         A repórter estava mal intencionada e isso é um fato. Coisas erradas existem em todo lugar. Inclusive na redação aonde ela trabalha. E não é por isso que vamos julgar todo mundo. Ela viu o errado porque estava no meio do erro. Porque ela não fala de uma adoração, louvor, oração, testemunhos? Acho que porque sua dureza de coração só lhe passava o errado. Até pessoas santas eram ironizadas. Por evangelizar de modo irreverente. Talvez essa repórter não saiba que Jesus ensinava de acordo com o lugar onde estava. Em lugares que existiam muita criação de ovelhas, muitos pastores ele falava sobre a ovelha perdida. Só pra citar um exemplo claro. E a ovelha perdida é bem o PHN. Aonde as ovelhas perdidas no mundo desordenado, nas drogas, sexo, festas mundanas, tudo que não presta, se reencontram com Deus nesses momentos. O Bom Pastor, que é Jesus, sempre resgata quando se realmente se quer.  (Leia Lucas 15,1-7)
         Falou-se muita besteira. Mas voltando aos jovens que iam para farrear, beber, “pegar”, e fazer a bagaceira toda: não devemos atrair esses jovens para Jesus ao invés de deixá-los se afundar mais no mundão? Amy Winehouse morreu afundada nas drogas. Querem que nosso jovens tenham ela como exemplo ou Jesus junto com os outros jovens santos que foram esquecidos pela repórter? Lembrem-se do que disse Jesus: “Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não vim chamar os justos, mas os pecadores” (Marcos 2,17) – É bem isso que acontece no PHN ou em outros acampamentos de jovens. Assim como no Acamp’s da Comunidade Católica Shalom que eu participei servindo. Sim servindo, talvez segundo a repórter eu esteja no nível de “aprendiz de missionário”. Lá não ocorreram coisas erradas desse tipo. Até porque eram cerca de 300 pessoas, e não 100 mil como no PHN. Acha fácil controlar 100 jovens juntos? Mas não recrimino esses jovens que fizeram o errado, até porque como diz Jesus, são eles que precisam esta ali. Nós que somos de Igreja, que já temos o conhecimento da verdade, e buscamos essa vida santa devemos ficar em segundo plano. Porque o PHN é para os doentes, e o médico é Jesus Cristo.
         Espero que a repórter não seja má intencionada em tudo. Ou é por se tratar da Igreja Católica as pessoas inflamam mais? Bom termino por aqui. Fiquem todos com Deus e Nossa Senhora. QUE A MISERICÓRDIA DE DEUS RECAIA SOBRE CADA UM, ASSIM COMO O ESPÍRITO SANTO. QUE ENCHERGUEMOS A DEUS PELOS OLHOS DA FÉ CRISTÃ QUE É CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.
         Paz e Bem.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Oferta a Deus


         Senhor eu quero te agradecer pela oportunidade de poder me ofertar inteiramente a Ti. Essa experiência de ter ficado 5 dias entregue ao Teu amor e a Tua Misericórdia só me fez crescer, e enxergar o valor da oferta a Ti. Soube enxergar como é necessária a minha mortificação para a ressurreição do irmão. Vi como a humanidade, em especial os jovens, são sedentos e necessitados de Ti. Soube compreender que ofertar não é apenas fazer algo pra Deus, mas fazer o melhor pra Deus, com Deus e por Deus através dos irmãos.
         Minhas forças se esgotaram rapidamente, e então percebi que eu não sou capaz de ficar nem mesmo em pé sozinho, se não for pela Tua graça. Um simples ato de ficar ajoelhado nada mais é do que Tua Misericórdia sobre mim. Eu não consigo fazer absolutamente nada sem o Senhor. Talvez a única coisa que consigo sem Deus é me prender sozinho nas minhas amarguras e fraquezas relutando contra uma realidade muito superior que nem eu mesmo entendo, mas não entendo porque quero fazer sem Deus. Quando procuravas forças em mim pra permanecer de joelhos, soube falar em meu coração com carinho ‘olhes para mim, não tire os olhos de mim se não conseguira’. E não conseguiria mesmo. A dor tomava conta do meu ser, a febre me deixava fraco e trêmulo. Mas pode até doer, mas é amor. Amor demais!
         Muito trabalho que quase não se parava. Mas foi divertido e orante. E se no inicio eu não queria ir, se ao chegar quis voltar. Tu sabes que sou feliz por ter dito SIM, mesmo inseguro e sem ânimo. E se duvidei que pudesse valer a pena; enxerguei a minha recompensa em cada testemunho, em cada jovem em que eu vi a graça de Deus entrar. Cada jovem ali encontrado com Deus pra mim foi uma explosão de felicidade, e espero que o Deus Trino de amor esteja feliz com o trabalho de Seu servo que nem sempre fiel, mas feliz por Seu chamado.
         E além de tudo, obrigado Senhor pelos amigos que fiz. Tanto servos que o Senhor chamastes para estar comigo, como jovens ali no meio. Obrigado por tudo. E também obrigado por uma pessoa que está por ai nas redondezas do Céu, São Padre Pio de Pietrelcina, que na qual pedi algumas intercessão e que foram atendidas por Ti.
         Talvez hoje eu entenda o porquê o Senhor disse a Santa Faustina que o mais importante era as conversões. Conversão gera mais conversão. E tudo isso começa com a oferta de alguém. Especialmente falando de Shalom, tudo começa com a oferta do Moysés Azevedo, fundador da Comunidade que hoje vejo como exemplo da oferta, de um Acamps até o Céu. Quando eu não tinha a Deus era tudo diferente, hoje sou feliz em poder ser útil na minha oferta a Deus. E mesmo que não me entendam eu continuarei a ser a voz do Cristo que ressuscitado esta. E por quê? Por amor! Me oferto por amor: pelos jovens, pela Igreja..

terça-feira, 12 de julho de 2011

Por que Deus fica em segundo plano?

            Às vezes fico pensando e me vem a questão: por que as pessoas deixam Deus em segundo plano? – É incrível como nos dias de hoje tudo quanto é tipo de assunto que não é interessante para o nosso crescimento espiritual ou moral ganha grande repercussão. Principalmente quando se olha no “mundo virtual”, essa internet é cheia de ideologias vãs, pessoas com pensamentos “infantis” mesmo em idade adulta; pensamentos e atitudes de adultos “perdidos” sendo praticamente ainda uma criança. O que vejo são ataques de um grupo contra outro sem razão, difamando a imagem alheia, e são “felizes” por isso. É como se essas pessoas só encontrem a felicidade com a infelicidade alheia.
         Estou cansado de entrar no Twitter e ver briga de “crianças” sobre Restar e “emos”, “coloridos”, e afins com palavrões, chingamentos. Tá eu também posso não gostar, mas ficar com tantas coisas toscas assim é complicado.  Enquanto os TT’s fica cheio de chingamentos e coisas ruins, aonde esta DEUS entre os mais comentados do Twitter? É incrível que o nosso criador seja tão pouco lembrado. Jesus se faz homem para que sejamos santos, morre numa cruz, ressuscita mas ninguém lembra de dizer OBRIGADO SENHOR! Deus envia-nos o Espírito Santo e ninguém comenta nada também. Nem no dia de Pentecostes as pessoas não comentaram. Como eu sonhava em ver a palavra PENTECOSTES nos TT’s. Você pode se perguntar: “Ah normal nada de diferente pra comentar no Twitter.” – Mas 1 milhão e 300 mil pessoas reunidas em Brasilia durante 3 dias era algo pra ta nos TT’s. Mas coisas de Deus são deixadas de lado. Infelizmente!
         Talvez não se falem de Deus porque seja mais atrativo falar das festas mundanas. Ah como eu já estou com raiva, ou triste, ou sei lá o que com tantos recados de festa que recebo no Orkut. E não são festas tipo, sãs que você posta curtir em família. São festas mundanas, com apelação sexual, só com funk, com artistas que nem quero comentar. É difícil ser santo hoje em dia no mundo em que poucos te chamam para um retiro, Seminário de Vida no Espírito Santo, grupo de oração, Missa, rezar um terço, fazer vocacional; mas já para ir para festas que te incitam a fazer o errado e o depravado, ah nem precisa fazer esforço. O sexo e a droga é fácil de achar. O sagrado é escondido porque quem tem o conhecimento do mesmo esconde de quem necessita: o pecador.
         Mas também se as pessoas só falam de sexo, festa, drogas, bandas de rock e afins. Futebol expelindo a paixão explosiva por um time. É porque nós não temos de fato uma paixão do tipo por Deus. Se alguém vai para o inferno é porque nós não o colocamos no caminho do céu. E se alguém sai desse caminho do céu, nós temos a obrigação de sermos o “resgate” para o caminho celestial. Amar o irmão é difícil? Ah com toda certeza do mundo. Mas devemos amar assim. Jesus Cristo amou a nós com todos os nossos defeitos do mundo, e foi até o fim. E nós não somos capaz disso. Acho que a cada manifestação de ódio deveríamos lembrar mais de Deus, pois Ele sim teria todos os motivos do mundo para nos odiar, mas muito pelo contrário, nos amou desde toda a eternidade, e mostrou isso em uma Cruz para mostrar a humanidade que o amor d’Ele não tem limites.
         Mas é difícil uma pessoa “mundana” voltar aos caminhos de Deus sendo que em nosso meio temos uma porrada de fariseus, escribas. Os doutores da lei que se acham os sabichões. Sabem de tudo sobre Deus, menos a parte de cumprir realmente os seus mandamentos. Falar não é sentir. Saber não é fazer. Enquanto as pessoas acharem que Jesus é apenas um nome escrito no céu em uma montagem fotográfica, ou numa areia de praia, ou seja lá aonde, não entenderão jamais o verdadeiro significado do SACRIFÍCIO PERFEITO DE NOSSO SENHOR! Saber de tudo e não ter fé nisso é muita hipocrisia. Assim como diz no Evangelho: Mateus 23,1-39. É um super fato. Tem gente que querem ser os cheios de conhecimentos, mas não fazem o que  falam. Endurecem o coração e acabam atrapalhando as outras pessoas no caminho do céu. E eu digo isso para mim mesmo. Quantas e quantas vezes eu só não falei e nada cumpri do que falava? Acho que todos nós fomos fariseus em algum momento. Mas devemos sempre tentar mudar, pois um verdadeiro filho de Deus que quer a Sua graça sabe reconhecer os seus erros. Assim como agora que escrevo fico a lembrar de quantas vezes minhas ocultações, e hipocrisias foram atitudes de fariseus, e podem ter afastado as pessoas de Deus.
         O mundo precisa conhecer a Deus. E nós é que temos essa missão de apresentar Deus a humanidade sedenta de Deus mesmo sem saber.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Nossa Senhora segundo a Bíblia e segundo a verdadeira Doutrina

             A Paz de Jesus e o amor de Maria meus irmãos. E é justamente esse o tema do nosso post, Maria. Sei que poderá parecer repetido pelo outro post sobre Nossa Senhora, ou sobre os santos; mas sinto-me no dever de falar algumas coisas sobre Nossa Senhora pelo fato de ter lido um texto completamente distorcido e blasfemador que usava a Bíblia para negar Maria. Erros incríveis inclusive de tradução, contendo algumas coisas que mudavam o sentido da frase; fora as vastas interpretações próprias e errôneas que muitos protestantes tem. O texto se chamava “A verdadeira Maria”, colocando como a “Maria da Bíblia” para negar o conhecimento que temos de Nossa Senhora; e é o que falarei, tentarei falar basicamente usando as Sagradas Escrituras para falar de Nossa Senhora.
            Pra começar a conhecer a ‘Maria da Bíblia’ basta rezar a nossa conhecida oração ‘Ave Maria’, que sua primeira parte é toda retirada da Bíblia: Ave Maria Cheia de Graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, mãe de Deus. Rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte. Amém. (Em negrito a parte retirada da Bíblia, respectivamente Lucas 1,28 – Lucas 1,42). E a outra parte pode ser explicada através da Bíblia também. A chamamos ‘Mãe de Deus’ pelo fato de ela ser mãe de Jesus, e Jesus é Deus segundo Ele mesmo afirma depois de Filipe o pedir para os mostrar o Pai: “Há tanto tempo que estou convosco e não me conheceste, Filipe!Aquele que me viu viu também o Pai” (João 14,9) - Ou vocês não credes que Jesus esta no Pai e o Pai está em Jesus? (cf. João 14,10) (e também o Espírito Santo, vide que é uma Trindade Santa). E a parte de rogar por nós pecadores pode ser explicada: quando abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos homens imolados por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho de que eram depositários. E CLAMAVAM em alta voz, dizendo [...]” (Apocalipse 6,9-10) Ora se todos só ressuscitarão no último dia como muitos falam, como pode então almas clamar? Seria Deus um espírita? Eis ai os santos, o verdadeiro sentido dos santos. Na seqüência da passagem vemos que eles pedem para que não se demore a vingança contra os povos da terra; ora, se eles pedem pela vingança dos que o perseguiam por causa de Jesus, então é óbvio que eles também pedem por nós que cremos e temos a mesma fé que eles. E Jesus responde aos seus clamores como podem ver na seqüência no versículo 11.
            E falando especificamente de Nossa Senhora sabemos que realmente os pedidos são atendidos. “Pede a mãe que o Filho atende” é uma frase comum que ouvimos para facilitar o entendimento da seguinte passagem: “Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: “Eles já não têm vinho”. Respondeu-lhe Jesus: “Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou”. Disse, então, sua mãe aos serventes: ‘Fazei o que ele vos disser’.Ora achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas. Jesus ordena-lhes: ‘Enchei  as talhas de água”. Eles encheram-nas até em cima. ‘Tirai agora’ – Disse-lhes Jesus – ‘e levai ao chefe dos serventes’. ”[...] (João 2,3-8) – Ora Jesus mesmo diz que não é a sua hora ainda de realizar milagres, mas vemos que por sua mãe ele faz isso. Deus se abre aos pedidos dos SANTOS pelo apreço que Jesus tem por eles, e imagine a sua própria mãe. O primeiro milagre realizado por Jesus foi por intercessão de Maria, e é assim hoje em dia, muitos conhecem a Jesus e a Salvação por intercessão de Maria. Quantos não conhecem toda a história de Jesus rezando o Santo Terço? A “intercessão” não é chegar diretamente ao Pai e começar a falar coisas, e pedir a salvação das pessoas terrenas; a intercessão é pedir ao Filho de Deus vivo, Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Assim como pra um emprego o currículo passa para vários setores até chegar ao chefe e ser contratado, assim é também com os santos, que passam por eles os pedidos dos filhos de Deus que os pedem e eles passam seus pedidos a JESUS lhe pedindo a misericórdia. NUNCA os santos serão mediadores de salvação, isso apenas Jesus Cristo (cf. João 14,6). (espero que entendam corretamente essa passagem de que só Jesus é o caminho a verdade e a vida, pois é muito distorcida por quem não tem um conhecimento pleno).
            Maria era virgem antes da gravidez, permaneceu virgem durante a gravidez, e continuou virgem após dar a luz a Jesus. A Palavra de Deus vai nos dizer: “Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa. E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus.” (Mateus 1,24-25) – Essa passagem eu vi não apenas distorções interpretativas como distorção na sua tradução original. Um mal oriundo da revolução protestante que além de retirar livros da Bíblia Sagrada (sete) distorceram outros e mudaram sentido de algumas frases, como é esse exemplo. A culpa nem tanto deles, por terem um conhecimento limitado das escrituras originais e de sua linguagem de época. E além do mais, quem melhor para traduzir a Bíblia se não a própria Igreja que foi quem a fez?
            Muitos ainda usam a passagem: “Tua mãe e teus irmãos estão ai fora, e querem falar-te”. (Mateus 12,46) – Bom vamos lá, não podemos ler a Bíblia e simplesmente olhá-la como um livro de literatura. Antes de mais nada ela é um documento histórico (de toda a humanidade). E deve-se ter atenção que o vocabulário da época era pobre, e a palavra “irmão” podia ser designado para primos ou aparentados próximos. Na época de Jesus sobre essa terra não existiam muitos vocabulários como hoje que para uma só coisa temos várias e várias palavras para designar. Também olhando um contexto histórico podemos ver o relato vago na Bíblia da infância de Jesus. Lá temos Jesus até seus 12 anos quando se perde de seus pais e vai para o templo. É ai também a última vez que José é descrito. (cf. Lucas 2,41-52) – Ora, José tendo morrido cedo, como pode então ter tido tantos filhos como muitos dizem? E outra, se Maria teve outros filhos porque os mesmo não são descritos na Bíblia diretamente e pessoalmente? Veja que nas passagens antes desse acontecimento da “perca de Jesus” não é mencionado filho algum de José e Maria. Maria permaneceu virgem para a eternindade. E se você acha que não, me prove o contrário (Sem usar a passagem já mencionada acima que decorre um erro de tradução). Veja também o que nos diz o catecismo da Igreja sobre a virgindade de Maria: CLIQUE AQUI! Artigos 496,497,498,499,502,503,506,510,723. Nada melhor do que os doutores da Igreja que estuda tudo a 2 mil anos.
            Nossa Senhora tem sim outros filhos, mas estes somos nós humanidade pecadora. Nós obtivemos a filiação divina por Jesus Cristo; assim nos tornando filhos de Deus. E da mesma maneira, por Cristo, nos tornamos filhos de Maria. Se temos um Pai que esta no céu que é o Criador de todas as coisas, temos também uma mãe que foi terrena e criatura desse Pai. Preste muita atenção na seguinte Passagem e nas Santas palavras de Jesus: “Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: “Mulher, eis ai teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis aí tua mãe”. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.” (João 19,25-27) – Eis explicitamente a maternidade de Maria para conosco. Foi Jesus quem nos Deu Maria como mãe, ou seja, é de Deus! Você Católico, protestante, espírita, macumbeiro, judeu, ateu, etc: MARIA É SUA MÃE! QUER QUEIRA, QUER NÃO; MAS ELA É SUA MÃE PORQUE JESUS ASSIM O QUIS. Agora você pode ter uma atitude divergente da do discípulo não a levando para casa. Eu tenho Maria como mãe porque quero fazer a vontade de Jesus, e imitar o que fazia os seguidores reais de Jesus; assim como diz São Paulo na Primeira Carta aos Coríntios no capítulo 11 versículo 1: “Tornai-vos os meus imitadores, como eu o sou de Cristo.” Se o discípulo aceita Maria como Mãe, eu o aceito pois imito quem imita Jesus Cristo.  
            Essa Passagem também fica clara sobre a virgindade de Maria. Muitos protestantes alegam que Jesus fala pro discípulo que Maria é sua mãe em um sentido de cuidar, de zelar por Maria já que ela ficaria sozinha. Se Maria teve outros filhos como dizem então que Jesus teria que dar um discípulo como seu filho para unicamente lhe dar cuidados? Não seriam os supostos “irmãos” de Jesus que a acolheria e cuidaria durante toda a sua vida? De fato Jesus teve outros irmãos, mas como dito, SOMOS NÓS! Tanto pela parte que vem do céu que é Deus, como da parte de Sua vontade ao nos dar Maria como mãe. Ora e cá pra nós, Jesus ressuscitaria depois de 3 dias, pra que tamanha preocupação, Ele mesmo poderia arrumar cuidados para Maria depois de ressuscitado, ou dizer as mesmas palavras que disse depois quando estivessem os outros apóstolos; mas não! Jesus nos da a maternidade de Maria no ápice da Sua Paixão, no momento de maior sofrimento e amor pela humanidade. É ali comovido com o povo que o crucifica, que Ele nos da além de sua própria carne e seu próprio sangue, nos da a sua própria mãe para de certa forma ser cuidada e cuidar dos filhos tristes e desconsolados.
            Ainda no momento da Paixão, Jesus fala algo que derruba de vez o argumento de que apenas encontraremos o Céu após o grande Apocalipse, após o grande julgamento final. Eis a Passagem: “E Acrescentou: “Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino!”Jesus respondeu-lhe: “Em verdade te digo: HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO”. (Lucas 23,42-43)  - Ora se Jesus diz HOJE estará comigo no Paraíso vemos ai a possibilidade de Salvação. E falando especificamente de Maria, o ladrão teve sua confirmação, achas que Maria é menos digna? Nós Católicos Apostólicos Romanos temos uma fé que Maria foi elevada aos Céus, ou seja, subiu para o Céu de corpo e alma. Não tem nenhuma comprovação, por esse motivo ele torna-se um “Dogma de fé”. Porém da mesma forma não existem provas de que Maria não teria subido aos Céus. Uma vez que pessoas como Pedro e Paulo (maiores pilares da Igreja) tem seus corpos e túmulos nas Basílicas que trazem seus nomes. Toda a Tradição da conta da morte dos apóstolos, assim como São Pedro que foi morto crucificado, e de cabeça para baixo pois não se achava digno de morrer da mesma forma que nosso Senhor Jesus Cristo. Mas e Maria? Nem as provas materiais nem a Tradição da conta da morte e paradeiro do seu corpo. E tudo isso nos leva a crer realmente que ela foi elevada aos Céus. Se discordar e ficar com raiva contra isso, é simples, prove-me mostrando aonde diz que Maria morreu e vamos ao seu túmulo.
             Uma vez negando Maria, praticamente nega-se inteiramente a Igreja. Uma vez que no início d Igreja ela sempre esteve presente, desde o início de fato que se da em Pentecostes (cf. Atos 1 e 2), e diz a Tradição que teria sido Maria que reunião aquele povo, aquele bando de Apóstolos que estavam medrosos e sem esperança. E Maria em um papel de Mãe, reúne e tranca os apóstolos até que se cumpre a promessa que Jesus nos fez que era a vinda do Espírito Santo. Maria já conhecia o Espírito Santo. Por isso, quando rezamos qualquer oração à Maria (entenda oração à Maria como intercessão ou uma conversa com uma mãe que esta próxima de Jesus Cristo, e não de uma forma colocando a mesma acima de Deus) estamos orando ao Espírito Santo, pois quanto mais nos aproximarmos de Maria mais próximos do Espírito Santo e de Jesus ficamos (Cf. Lucas 1,39-45) – Maria também viveu aquele Pentecostes, e com toda a certeza mesmo antes do Pentecostes, já intercedia por aqueles apóstolos, ou seja, intercedia pela Igreja do Senhor! Se você acha tudo isso coisa do demônio, não aceita Maria, não crer nos Dogmas da Igreja, de fato não crer na Igreja Apostólica Romana como ÚNICA CRIADA E FUNDADA POR JESUS CRISTO (Cf. Mateus 16,18-19) – Eu te falo: Não tem como uma Igreja (ou uma entidade) ficar de pé a mais de dois mil anos se não tivesse sido edificada por Deus. Veja o que tem escrito na Palavra de Deus: Deixai-os! Se o seu projeto ou a sua obra provém de homens, por si mesma se destruirá; mas se provier de Deus, não poderíeis desfazê-la. Vós vos arriscareis a entrar em luta contra o próprio Deus”. (Atos dos Apóstolos 5,38-39) - Ora se a Igreja é a “babilônia” como dizem alguns, fonte de devassidão e de obras más... como pode então ela resistir a 2 mil anos? A resposta é: PORQUE É DE DEUS, NASCEU DE DEUS E É PARA DEUS! E da mesma forma Nossa Senhora, se não fosse de Deus não estaria até hoje em nossos corações; pois como diz a Palavra, se for de homens por si mesmo se destruirá. E muitos não sabem, mas para que hoje se escutem falar do Nome de Jesus, foi preciso usar Nossa Senhora. Principalmente na Igreja primitiva que se usava a imagem materna de Maria como uma rainha (mãe do Rei Jesus) para poder implantar ali a Igreja. Mas é fácil usar a Bíblia contra quem a criou; é fácil falar mal da mãe do que o salvou; é fácil falar contra Jesus dizendo que fala em nome de Jesus. É fácil distorcer as coisas de Deus, mas  o que é de Deus permanece eternamente como diz a Palavra, assim é a Igreja que permanece a mais de dois mil anos.
            Além de tudo Maria era uma mulher que temia a Deus e fazia Sua vontade sempre. E se Maria tivesse dito não? E se Maria junto com São José não tivessem educado Jesus corretamente e não o tivesse protegido? É a coisa estaria quente! Mas Maria além de fazer a vontade de Deus, O louva e O bendiz. Veja em Lucas 1,46-56 uma bela de uma oração que Maria faz. Aliás, uma bela de uma canção, o Magnificat. E se São Paulo diz que devemos imitá-lo pois estaremos imitando a Cristo, eu quero imitar Maria minha mãe, pois estarei sendo o servo do Senhor que fará a Sua vontade. E mais uma coisinha contida no Magnificat: “Por isso, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações”.(Lucas 2,48) – Se é TODAS as gerações porque essa meio que a “despreza”. E lhe proclamarão bem-aventurada, e não “bem-endeusada”, é diferente. Pois ninguém coloca Maria acima da Santíssima Trindade.
            Espero ter ajudado nesse post. Caso queira pode ler algo mais que fala sobre Nossa Senhora. Ou peça no comentário que aos poucos tentaremos tirar as dúvidas ou procuraremos quem as poça tirar. Que o Espírito Santo esteja com você levado pela Virgem Maria assim como foi com Isabel. Paz e Bem com a Misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo.

sábado, 2 de julho de 2011

Sagrado Coração de Jesus eu confio em Vós!

         
           Deus é amor! Amor tão grande que é capaz de se fazer a “imagem santa do pecador” para que fossemos redimidos de nossos pecados, e assim termos a vida eterna. Hoje nós vivemos o dia do Sagrado Coração de Jesus, uma das mais antigas e importantes devoções que temos na Igreja. Uma forma sublime de nos encontrarmos com nosso Senhor Jesus Cristo. Algo extraordinário para a nossa Igreja poder celebrar este dia e esta devoção, pois estamos celebrando todo o amor que Deus tem por nós. O coração de Jesus, onde ficava todas as emoções e sentimentos d’Ele por nós, que pulsou e pulsa por nós, e que foi chagado por nós. Aquela lança que transpassou o Seu peito, saiu sangue e água que são para a nossa Misericórdia. Por isso nesse dia é importante que nos consagremos ao Sagrado Coração de Jesus, e que sejamos lavados por esse Sangue e Água que jorraram de Seu peito, que lave a Igreja, pois os tempos próximos serão difíceis.
            Jesus Misericordioso e bondoso nos faz 12 promessas para quem for fiel a devoção ao Seu Coração. Promessas importantes para vivermos no mundo terreno com mais fé e confiança em Seu senhorio, e promessas de salvação; salvação esta que enxergamos ao olharmos para Cristo na cruz. As promessas são:
1º - “Eu darei aos devotos de meu Coração todas as graças necessárias a seu estado”.
2º - “Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias”.
3º - “Eu os consolarei em todas as suas aflições”.
4º - “Serei refúgio seguro na vida e principalmente na hora da morte”.
5º - “Lançarei bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos”.
6º - “Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias”.
7º - “As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas pela prática dessa devoção”.
8º - “As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição”.
9º - “A minha benção permanecerá sobre as casas em que se achar expostas e venerada a imagem de meu Sagrado Coração”.
10º - “Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção essa devoção o poder de tocar os corações mais endurecidos”.
11º - “As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre no meu Coração”.
12º - “A todos os que Comunguem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna”.
(Promessas feitas pelo próprio Jesus em aparições a Santa Margarida Maria Alacoque entre 1673 a 1675)
            É muito interessante ver a preocupação que Jesus tem conosco no decorrer de toda a história da humanidade. Antes de Cristo, mesmo o povo em pecado Deus comunicava-os e ensinava-os os caminhos retos e lhes falava de Seu amor. E o ápice desse amor tenha sido talvez a morte de cruz de Jesus. Mas mesmo nessa era pós Jesus Cristo, Ele continua aparecendo a seus servos e nos ensinando devoções para melhor o servi-lo, adorá-lo, e encontrarmos o verdadeiro amor em Sua pessoa. E sempre com alguma promessa. Não que vamos fazer só pra ganhar algo em troca, mas esse nosso “benefício” é reencontrar o verdadeiro sentido da Paixão, morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Todas as devoções é para a nossa salvação. E esta do Sagrado Coração de Jesus me deixa completamente encantado, pois não promete só graças terrenas, mas promete graças espirituais, de intimidade com Ele e de amor eterno, de fato de vida eterna em Seu Reino.
            Já rezei o Terço (coroa) ao Sagrado Coração de Jesus com a intenção de receber uma graça. E pra honra e glória de Deus Pai todo Poderoso a graça foi alcançada. Era na época um emprego o que eu desejava, e  eu pedi, e como nos diz a Sagrada Escritura, eu recebi. Graças a essa linda devoção, que aprendi por acaso vendo aquele “tercinho” que achei interessante na prateleira, e depois pesquisei na internet; e aquilo juntamente com o Terço de São Miguel e a Coroa do Espírito Santo foram as ferramentas para que eu estivesse lado a lado com Deus enquanto ainda tinha um certo “afastamento” da Igreja. Eu ainda era muito dura e receoso de voltar a Igreja e de verdade me engajar na mesma, e rezava em casa estas devoções. As promessas dizem de perseverança final e de se tornar fervoroso; e isso é fato, Deus me auxiliou depois de iniciar essa devoção, eu não tinha se quer uma Bíblia em casa. E consegui algum tempo depois ter a minha querida Bíblia que foi providencia de Deus para que eu conhecesse a Sua Palavra e não perecesse. Ou seja, cuidado de Deus.
            Que nesse mês de julho dedicado ao coração de Jesus você possa se consagrar a Ele. Tendo em mente que só Jesus é o nosso Senhor e Salvador, que sem Ele não encontraremos a salvação. Que possamos estar unidos a Ele na Eucaristia que é o Seu coração, o Coração da Igreja. Que a nossa fé aumente em Jesus Cristo através dessa devoção.



            Senhor Jesus Cristo hoje eu me consagro ao Teu Sagrado Coração. Não permita que eu caia em tentação e que o pecado me corrompa e me afaste de Ti. Que eu consiga alcançar a santidade perfeita no Teu Coração, e possa ter o meu nome escrito nesse Coração chagado por minha causa. Que o Teu Coração seja o meu refúgio para toda dor e perturbação que o mundo me cause. Que todo sofrimento por ser consagrado a Teu Coração seja consolado com Tua Misericórdia. Sagrado Coração de Jesus que por mim foi transpassado uma lança, transpassa hoje em mim o fogo do Teu amor, a tua Misericórdia, lava-me com o sangue e com a água que jorraste. Que a tua vontade seja feita na medida que eu me entregue ao  Teu infinito amor. Que eu seja submergido na tua graça. Sagrado Coração de Jesus eu confio em vós. Sagrado Coração de Jesus, deposito em vós a minha confiança. Sagrado Coração de Jesus, fazei que eu ame cada vez mais a Tua mãe e a Tua Igreja. Jesus manso e humilde de Coração fazei de nosso coração semelhante ao vosso.