sábado, 23 de abril de 2011

Paixão, morte e ressurreição de Cristo.


            Que magnífico mistério é esse, que comove multidões, que mesmo depois te tanto tempo se faz presente, revestindo milhares de pessoas com amor. O Mistério da Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo é algo magnífico de talvez difícil compreensão, que só pode ser explicado por algumas palavras que ambas derivam de AMOR!
            Na Semana Santa temos vários dias significativos para a Igreja, na quinta por exemplo, além da Missa de Lava Pés, temos a Instituição da Eucaristia e o dia do Padre, onde o próprio Jesus inicia o sacerdócio, e dá ali seu próprio corpo e sangue para servir de alimento para nossa alma.
            A sexta feira é um dia triste, porém feliz para todos nós fiéis. Já que se celebra a morte de Jesus, o dia da cruz, pela qual nosso Senhor se entregou a Paixão, se doou inteiro em Misericórdia Divina por nós. Bendita seja a cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual foram expiados os nossos pecados, todos os nossos pecados foram cravados no madeiro. Ali naquela cruz aonde foi banhada de sangue, ali, Jesus venceu satanás, vencendo o pecado, trazendo assim novamente a reconciliação entre o homem e Deus. Bendita seja a Cruz de Cristo.
            Jesus sentiu dores terríveis, mas Ele não exitou em assumir a Sua missão que era nos salvar. Sentiu medo? Sim. Quis desistir? Não. Então porque desistimos tão fácil? Fico me achando a pessoa mais ingrata da face da terra quando olho pra cruz de Cristo e vejo que Ele foi até o final, até a ultima gota do cálice, ao extremo do amor; e eu porém, sou temeroso em dar um passo a frente, medo tenho de carregar a minha cruz, mesmo sabendo que Ele esta em meu auxílio. Desistir é uma palavra forte para os fracos, e todos nós somos quando caímos no nosso pecado e delitamos nele, e queremos largar o amor de Deus pelo deleite mundano. O que seria de nós meus irmãos se não fosse a Cruz de Cristo?
            Foi ali na cruz que Deus sabendo de nossas necessidades nos deu uma mãe, a mais perfeita mulher, a pura virgem imaculada de pecado. A Sua própria mãe: “Quando Jesus viu Sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: ‘Mulher, eis ai teu filho!’ Depois disse ao discípulo: ‘Eis aí tua mãe’. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa”.(João 19,26-27) – E apesar da rejeição de muitos filhos dela, ela continua a interceder pelos adoradores do Rei dos Reis, Jesus Cristo, ela intercede junto ao Seu filho, pois a a maternidade de Maria sobre nós veio nada mais nada menos do que da Cruz de Cristo, do amor supremo de Deus.
            Quando as 15:00 da tarde Jesus morre, os soldados o transpassam o Seu lado com uma lança, de onde jorra sangue e água. Que magnífico mistério, que bela manifestação da ação de Deus. ÓH SANGUE E ÁGUA, QUE JORRASTES DO CORAÇÃOD E JESUS, COMO FONTE DE MISERICÓRDIA PARA NÓS, EU CONFIO EM VÓS. Só que como Jesus já estava morto neste momento, Ele não sentiu a dor da lança lhe transpassando. Segundo alguns teólogos, quem sentiu essa dor foi Maria, e eu no meu conhecimento realmente imagino que tenha sido mesmo. Veja que ao apresentar Jesus no templo, Simeão fala para Maria: “E uma espada transpassará a tua alma”(Lucas 2,35) – essa palavra tendo sido direcionada realmente a Maria, fica claro que realmente ela sente essa dor, a espada é a lança que transpassa Jesus. Tendo assim Maria participação ainda maior nesse plano da Misericórdia do Senhor.
            O que também muitos esquecem ou não tem o conhecimento, é que a dor de Jesus não para por aí. Ele desceu aos infernos, sofreu por lá, e resgatou as almas justas que tinham parado lá pela rebeldia, e pela distância de Deus que se tinha já que muitos nem a Deus conhecia de verdade: “É nesse mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos no cárcere, àqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes.”(1Pedro 3,19) – O próprio Jesus já havia dito isto a seus discípulos: “Do mesmo modo que Jonas esteve três dias e três noites no ventre do peixe, assim o Filho do Homem ficará três dias e três noites no seio da terra” (Mateus 12,40) – Fico a me perguntar como pode um Deus nos amar dessa forma, que é capaz de morrer com morte de cruz depois de ser flagelado, e ainda descer aos infernos. É amor demais, concorda?
            Mas o nosso Deus é um Deus de poder, e Cristo ressuscitou dos mortos no domingo da Páscoa. Dessa forma também ressuscitando a nós, que outrora estávamos mortos no pecado, que foram expiados na cruz. Páscoa é sinal de nova vida, a vida ressuscitada. Nós que Cremos em Jesus Cristo, temos essa certeza a cada dia, da ressurreição Dele, já que Ele esta conosco em todos os momentos. E como Católicos devemos ter a humildade de Cristo, e carregarmos a nossa cruz, e ter uma conversão sincera, pois tudo que Jesus passou não pode ter sido em vão. Ele nos libertou dos nossos pecados não foi para nos acorrentarmos novamente nele. A Boa Nova de Cristo é a vida eterna, não se apegues ao passageiro, mas se apegue a cruz de Cristo, se apegue com o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

domingo, 17 de abril de 2011

"Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas."


“Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”
(Apocalipse 3,22)

            Esse versículo tirado de um texto do livro do Apocalipse de São João, que é dito por muitos como um texto dirigido a Igreja atual, de nosso tempo. Realmente a “Mensagem a Laodicéia” se parece muito com os tempos vividos por nós hoje, tudo condiz e tudo bate. Porém, algo que me chamou muito a atenção foi o final desse texto, em que o Cordeiro nos pede para ouvir o que o Espírito tem a dizer; interessante isso, não?
            Veja irmãos, que essa é a ultima mensagem as igrejas no livro do Apocalipse. E não é igrejas no real sentido de plural, tendo uma conotação justificadora de termos várias religiões, mas sim das várias comunidades existentes. A Igreja Católica que está presente no mundo inteiro, Igreja oriental e ocidental, as Paróquias, Comunidades eclesiais, grupos, enfim todo o corpo celeste. E essa ultima mensagem vem justamente para um povo que se acomodou no relativismo, que como na própria mensagem vai dizer “não és nem frio nem quente” – é justamente a nossa vida de hoje em dia (pelo menos o que nos tem levado a ser).
            Esse Clamor feito pelo Senhor para ouvirmos o Espírito, torna-se algo forte para todos nós quando vemos o inicio da Renovação Carismática Católica, que se deu por volta dos anos 60. Sendo assim uma época de graça, de grandes conversões, uma época em que os fiéis viviam no ardor do Espírito, e ouviam o que Ele tinha a dizer. O inicio da RCC é realmente o inicio do fim, aonde devemos realmente começar a ouvir o Senhor, pois Ele realmente fala para aquele que quer ouvir e clama o Seu Santo Nome.
            Infelizmente com o passar do tempo sabe-se lá o porquê, as pessoas (algumas delas pelo menos) começaram a não gostar da RCC, e criar certa rejeição. E o triste é que isso acontece com muitos jovens, que contraditoriamente eram eles que começaram com a RCC praticamente, e viviam aquilo, pois o Espírito Santo era a sua juventude. Talvez ciladas de satanás sabendo que essa era e é a salvação de muita gente. O demônio é esperto, e antes mesmo que você conheça, ele já te coloca duvidas, rejeições, coisas contra, rancores, intrigas, tudo quanto for que te afaste da RCC; mesmo que você não perceba isso e ache que isso não existe.
            Concordo quando dizem que tem muita coisa errada nos movimentos da RCC, em alguns Grupos de Oração, isso é um fato que não podemos negar. Assim como em todo e qualquer grupo da igreja, isso sempre irá acontecer, seja de movimentos ultra-tradicionais ou não. A RCC não faz nada profano, nada que seja anti-liturgico, nada que faça o contrário que a Bíblia nos ensina, nada que o Catecismo da Igreja nos ensina, nada que o Santo Padre o Papa recrimine. O que a RCC faz é ouvir a doce voz do Senhor, a voz do Espírito, que muitas vezes tapamos para não ouvi-la, e por isso quebramos a cara tantas vezes, caímos nos erros, somos infelizes e queremos respostas, e a resposta é que você deveria ter o ouvido o Espírito do Senhor.
            Talvez uma das maiores alegações feitas pelos “anti carismáticos” é de que se usam ritos protestantes na RCC. Isso é um absurdo, louvamos ao Senhor, pedindo interseção da Virgem Maria, rezamos, renunciamos ao mundo e pedimos a graça da santidade. Se isso for rito protestante, me desculpe mas, Jesus também seria um... mas JESUS NÃO ERA NENHUM HEREGE. Vai lá saber se os protestantes no início não foram quem copiaram, mas como diz uma palavra de Deus, quando os Dele não querem algo, ele da para os outros, os ateus, os gregos. Assim como a inteligência que muitos rejeitavam, e como eram os gregos que a pediam tanto, foi lhes dada a sabedoria. Ai fazendo uma analogia, você duvida e rejeita tanto a oração em línguas, que é talvez por isso que quem ora em línguas no seu lugar é um protestante. (Se é que no caso dos protestantes é mesmo o Espírito Santo, porque tem uns que sinceramente é sinistro)
            Outro ponto que talvez os mais polêmicos, é a oração em língua citado acima, e o repouso no Espírito. Cara, a gente duvida tantas vezes, fala mal, não tem fé, diz que é mentira, algo automático, mas eu achava que era algo que Deus me dominaria e já Ele comandava geral. Mas muito pelo contrário, é algo muito simples, singelo; se começa a orar em línguas de mansinho, vai brotando do seu coração e você vai falando, a gente acha que é algo super complicado mas Deus age na simplicidade. Da mesma forma é o repouso, é de forma simples, você não vai cair se você não quiser pois Deus preza a sua liberdade, pois isso, você deve se abrir ao Espírito, e na simplicidade em que Ele age, repousar nos braços do Pai. Não ache que vai ser algo que tomará seu corpo e você falara e cairá no chão “possuído do espírito”, não é nas coisas do mal, e sim simples e calmo, você sente uma paz profunda, é você e Deus.
            Peço-vos irmãos para que não tenhais medo da RCC, talvez erros aconteçam, mas por falta de uma formação ou de renúncia do pecado. A RCC é o próprio Espírito Santo em movimento. Se abra a graça de Deus, que o Espírito Santo agirá, é a promessa de Pentecostes que Jesus nos fez. Siga na RCC sendo dos Grupos de oração, ou mesmo das Comunidades Católicas como a Comunidade Católica Shalom, que nasceu dentro da RCC. E como tantas outras, que nasceram quando se abriram a ouvir o que o Senhor tem a dizer. Viva a RCC você de linha tradicional, não saindo dos grupos que você vive (a não ser que seja vontade de Deus), mas sim se abrindo ao Espírito, tendo encontros com Deus, vivendo a unidade da Igreja. Todos somos membros do mesmo corpo místico de Cristo que é a Igreja Católica Apostólica Romana.
            Pra encerrar, eu deixo as mesmas palavras do Cordeiro: “Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.”
Virgem Maria esposa do Espírito Santo, rogai por nós.

Paz e Bem.

terça-feira, 5 de abril de 2011

O atalho para a vala = CRACK

        

      Infelizmente o consumo de drogas no Brasil tem crescido bastante, e com isso a vida de muitas pessoas e famílias estão sendo destruídas gradativamente. Começadas geralmente da mais leve, como cigarro comum e álcool, passando para maconha e cocaína, chegando ao mais fundo do poço que é o Crack. O crack que por sinal tem crescido muito seu consumo, fazendo assim todos ficarem se perguntando como parar o crescimento dessa praga urbana.
         Ao contrário de outras drogas que é preciso o uso algumas vezes para chegar ao vício, o crack vicia a pessoa fazendo o uso apenas uma ou duas vezes, dizem especialistas. E além de alucinações, a droga leva ao usuário a loucura, a morte, a insanidade, sendo assim um curto atalho para a vala. Quantas famílias hoje já não tem mais sossego por conta desta droga, desta pedra maldita que fumada em um cachimbo improvisado é mais fatal do que uma arma de fogo!?
         O crack não escolhe cor, sexo, religião, ou classe social para o vício, ela pega a todos que por algum motivo caem na triste decisão de dar uma tragada. Eu entendo o sofrimento de algumas mães que sofrem com o filho viciado, quem vende tudo dentro de casa para comprar droga, tudo vira “fumaça”; e essas mães dizem: “meu filho estudou em boas escolas, estuda informática desde os três anos de idade, fala inglês e japonês, a educação que eu dei para o meu filho não foi para isso...” Só que como já dito a droga não escolhe quem leva ao vício, e muitas vezes esquecemos que o dinheiro e a vida boa não impede que isso aconteça, quem sabe até atrapalhou, quem sabe o que faltou não foi amor. Quem sabe ele teve muito amor (até porque a mãe sofre desesperada com o filho no estado em que se encontra), porém é ilusão achar que porque a escola é boa, os alunos todos serão bons, porque muitas vezes são os “amiguinhos” que levam ao mau caminho, escola particular estão cheios de usuários de drogas como maconha e cocaína, um monte de boyzinho que faz o que quer porque o pai é advogado e tira da cadeia. Mas sinceramente, acho que o que falta mesmo de verdade é DEUS!
         Devemos olhar mais para dentro de casa para evitar que isso aconteça com nossos entes queridos, pois tudo leva a droga, basta sair na rua. Já ouvi relatos de muitos que se destruíram por causa de droga, alguns saíram graças a Deus, outros não tiveram a mesma sorte. Vamos parar de achar que dinheiro compra a “limpeza” do filho. Melhor comprar o não uso de drogas do filho com amor, carinho, conselhos e Deus; do que posteriormente com o filho viciado querer comprar com dinheiro, cordas, correntes, brigas, internações...
         E pra quem está querendo parar de usar qualquer tipo de droga, seja lá qual for, tenha fé, força e confiança, peça a Deus que Ele nunca irá abandonar um filho arrependido e querendo mudar. O que você busca nas drogas tem um nome, só que você procura no lugar errado ~> JESUS CRISTO!
               


segunda-feira, 4 de abril de 2011

Adoradores de Deus

Quando tu esta em nosso meio, para que possamos te adorar
Brota o desejo mais profundo de apenas te amar
Retribuir tamanha paixão para conosco
E te adorar sem medir esforço
Pois tu és a nossa razão de viver
Tu és todo o meu entender
Em um novo cântico um louvor quero te render
Pois minha vida não seria a mesma sem você
O que seriamos se não fosses Tu nosso Deus tão maravilhoso
Infinita Misericórdia de nosso Deus bondoso
Quanto amor é transmitido a nós
Pobres pecadores que muitas vezes nos recusamos escutar a Sua doce voz
Particularmente eu que duvidei da tua graça
O medo, a vergonha, a duvida... tudo isso passa
Só tu é eterno e isso me basta.
Pois me repousastes em Teu colo
E tirastes todas as minhas inseguranças
Me tornastes de novo uma criança
Apta a recomeçar a busca de Teu reino Celeste
Um novo menino-homem me fizestes
Peço-vos perdão por quem não crê
Pois quem se abrir.. o Teu Espírito irá receber
Assim como meus irmãos que ali estavam
Todos juntos te adoravam
Obrigado por essa nova geração
Santos e santas guardados em Teu Sagrado Coração